UFO EM GARANHUNS

Anteontem fomos eu e uns colegas para Garanhuns (no interior de Pernambuco) ver no Festival de Inverno os shows do Cordel do Fogo Encantado e Roupa Nova. Acabamos saindo tarde e só chegamos de meia noite e meia, a tempo de pegar Roupa Nova. A viagem foi produtiva, pois, perto da meia noite, vimos um OVNI. Foi assim:

Eu vinha olhando o céu e a estrada quase simultaneamente, pois estava escuro e tranqüilo, quando percebo um ponto de luz surgir do nada, no céu. Até aí tudo bem, pois eu sempre acho que pode ser um avião (isso ajuda a não ficar criando expectativas falsas) e fiquei acompanhando-o por alguns minutos, antes de chamar a atenção da turma. Ele vinha em nossa direção, mas passando bem longe, à esquerda. Piscava como um avião, mantinha velocidade normal de avião, mas três coisas me chamaram a atenção:

1 – Suas luzes não piscavam (como a dos aviões), mas sim pulsavam, numa velocidade rápida e constante (imitando a dos aviões comerciais).
2 – Enquanto ele se deslocava para a nossa esquerda, calculei que, se fosse um avião, haveria predominância de uma luz sobre a outra e, conseqüentemente, mudança de refração. Como as luzes continuaram iguais, percebi que eram emitidas de toda a fuselagem (e não de uma lâmpada).
3 – Nesta hora ele diminuiu bastante a velocidade. Imaginei que, se fosse um avião, ele estaria fazendo uma curva e se distanciando de nós numa perpendicular, mas aí percebi que a luz não diminuía.

Pedi então pro pessoal ficar de olho naquela luz, pois eu tinha que dirigir, enquanto que ele já estava totalmente na nossa esquerda. A turma achou que era um avião mesmo, então eu resolvi ficar tirando o olho da estrada para olhar eu mesmo. Numa dessas olhadas eu vi ele dar uma descida brusca e rápida na vertical, e aí então eu tive certeza e avisei pro pessoal. Foi quando resolveram parar o carro na estrada escura e deserta. O carro que ia à frente com outros colegas continuou viagem, então ligamos o alerta e ficamos sozinhos, à meia-noite, no meio de um canavial deserto e escuro, olhando aquela luz, que descia cada vez mais… Não estivesse ele distante, seria praticamente uma cena de Contatos Imediatos do 3º grau!

A luz desceu até perto do horizonte e parou, não sabemos se numa elevação ou próximo ao chão. Mudou então o padrão de luz. Em vez do branco e vermelho rápidos e alternados, somente o branco, que pulsava lentamente, com intervalo de 4 segundos. Como não se moveu por pelo menos 10 minutos, resolvemos então seguir viagem. Enquanto continuávamos, sempre tinha alguém olhando se aquela luz iria “decolar” novamente. Mas ninguém viu mais nada.

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.