OPERAÇÃO PRATO

Em 1977, uma série de fenômenos trouxe pânico para pequenas cidades do litoral do Pará. Luzes que vinham do céu atacavam a população ribeirinha até mesmo dentro das próprias casas, deixando marcas no corpo e anemia. Logo as luzes foram apelidadas de “Chupa-chupa”. A Aeronáutica foi acionada e investigou o fenômeno entre os meses de outubro e dezembro de 1977. O resultado da missão – que levou o codinome “Operação Prato” – até hoje é mantido em segredo pelas Forças Armadas, mas o que se sabe é que os militares conseguiram entrar em um tipo de contato com Inteligências Extraterrestres. Tudo foi documentado, e algumas coisas os próprios militares já disponibilizaram para os ufólogos. Mas a quantidade de informações coletadas é muito maior. Como sabemos?

Simplesmente o comandante da Operação, o Coronel Uyrangê Hollanda, veio à público em 1997 relatar o que houve, numa lendária entrevista à Revista UFO. Dois meses após a entrevista, ele foi encontrado morto, em condições misteriosas.

O que houve na região Amazônica deixa Roswell no chinelo. Mas, se foi tão importante assim, por que você não ouve falar disso? Bem, talvez pelo mesmo motivo que um relato de velejadores brasileiros na Austrália que viram um OVNI mergulhar no oceano tenha sido removido da Revista Náutica On-Line e só possa ser encontrado no Archive.org… vai saber…

O programa Linha Direta de 25/08/2005 mostrou como foi a Operação Prato e detalhou como os raios de luz vindos do céu atacavam os moradores. Essa luz (apelidada de chupa-chupa) provocava queimaduras que necrosavam na mesma hora e deixavam dois orifícios, geralmente no peito esquerdo. De cada 10 pessoas atacadas, aproximadamente 8 eram mulheres.

O (então) capitão Uyrangê Hollanda comandou a famosa e polêmica Operação; Por determinação do comandante do 1º Comando Aéreo Regional (COMAR), de Belém (PA), Hollanda estruturou, organizou e colheu os espantosos resultados desse que foi o único projeto do gênero de que se tem notícia em nosso país – e provavelmente um dos poucos no mundo. Vinte anos depois, já reformado, o então Coronel Hollanda veio a público falar sobre o assunto. A entrevista é fantástica, e é suportada por depoimentos das (poucas) testemunhas que se atrevem a quebrar o silêncio, como os moradores do local, o então prefeito de Colares, uma médica que cuidou dos feridos, e de documentos sigilosos da aeronáutica que “vazaram” e mostraram que a operação existiu de fato. TUDO foi filmado e fotografado, mas a Aeronáutica não libera esses vídeos. Por que? Recentemente um grupo de ufólogos conseguiu acesso a dois documentos da Aeronáutica, através do movimento “UFO: Liberdade de informação já“. Um deles é parte da Operação Prato, com algumas páginas de relatório e 500 fotografias. Mas é apenas uma fração do material que os militares têm e eles mesmos admitem que não podem mostrar ainda, pois precisam mudar as leis do país, e é pra isso que o Movimento está lutando.

O Linha Direta fez um ótimo trabalho de produção, entrevistas e edição, causando medo até em mim… mas faltou o trabalho investigativo e o aprofundamento nas questões. Eles contaram apenas METADE da história, que vai MUITO mais fundo no buraco do coelho. Os próprios militares chegaram a ver tripulantes, e implantes foram colocados em várias pessoas, até mesmo no braço do coronel Hollanda. Mesmo depois do fim da Operação coisas estranhas aconteceram com ele, que são narradas na entrevista.

Engraçada foi a brevíssima aparição do ex-ministro da Aeronáutica, Brigadeiro Moreira Lima, que só mostrou o quanto é infantil e ridícula a postura dos órgãos oficiais, ao tentar desmentir uma história dessas… Mostrar o Ministro dizendo que “não há nada” nos arquivos da Aeronáutica sobre OVNIs e rindo dos ufólogos só contraria os documentos que existem, e principalmente o que ele declarou em 1986, quando era Ministro Oficial da Aeronáutica: Houveram aparições de 22 OVNIs no espaço aéreo brasileiro, que foram detectados pelos radares do CINDACTA e perseguidos por caças da FAB. O (então) Ministro Moreira Lima foi em rede nacional de TV, falou que vários objetos acompanharam os caças, que NÃO sabiam o que era e prometeu apresentar um relatório detalhado sobre o episódio em 30 dias. Levou 20 anos pra termos acesso.

Teve também um psicólogo que falou em histeria coletiva!!! Eu não sabia que histeria coletiva transformava-se em queimaduras e relatos similares de pessoas em diferentes (e remotas) localidades, e ainda por cima que fosse capaz de ser filmada e fotografada, na forma de enormes naves e luzes. Só faltou mesmo o Padre Quevedo dar sua opinão!

PS1: Quero deixar também a dica de um ótimo documentário sobre OVNIs, da rede norte-americana ABC (infelizmente sem legendas em português) “Peter Jennings reporting – Ufos, seeing is Believing“. Nele tem diversos casos que são impossíveis de refutar (embora tentem), envolvendo até policiais e pilotos experientes. E a ótima investigação traça as origens do mistério envolvendo o fenômeno UFO, revelando que o manto de segredo sobre o assunto (inexistente até o começo dos anos 50, mesmo nos meios oficiais e militares) deu-se primeiramente por causa da histeria da população, que estava sobrecarregando os sistemas de comunicação dos departamentos de defesa, deixando os EUA vulneráveis a um possível ataque soviético. Mostra como era a primeira “equipe investigativa” do Projeto Bluebook e um dos pesquisadores céticos que, de tanto receber relatos e evidências impressionantes, acabou acreditando nos UFOs.

PS2: Ontem resolvi fazer minha própria “Operação Prato” lá no Janga, na casa da minha mãe. Fui armado apenas de uma xícara de café quente (que poderia ser atirado na cara do primeiro ET que tentasse nos abduzir). Vimos, no horário das 18:10 às 19:00, pelo menos 3 avistamentos de coisas que não poderiam ser satélites ou algo explicável. Engraçado que, depois desse horário, não acontece mais NADA de diferente no céu. Nada MESMO!

Referência:
Portal Fenomenum: Operação Prato (Tudo sobre o caso);
Ufos No Céu Da Amazônia (Gevaerd fala sobre OVNIs)
Podcast Mundo Freak Confidencial:
131 – Operação Prato – Parte 01
132 – Operação Prato – Parte 02

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
19 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.