CORES, VIBRAÇÕES E OUTROS MUNDOS

Oráculo mencionou en passant que a grande maioria dos espíritos estão dentro do arco-íris. Depois sorriu e disse que a gente não entenderia, mesmo… Sabendo eu que ela não tem vocabulário científico e não domina nosso idioma, fiquei matutando a semana toda sobre o que ela poderia estar querendo dizer com isso. Lembrei então de uma tecnologia de CDs, a FMD (Fluorescent Multi-layer Disc) que armazena muito mais informações num mesmo disco que os CD-Rs. O truque consiste em fazer um sanduíche de várias camadas de um plástico fluorescente, feitos cada um para refletir o laser em uma certa cor diferente.

bifrost cores arco iris

Cores são ondas, em determinadas frequências, e essas cores podem coexistir no mesmo espaço físico sem interferirem uma na outra. Então, o que vemos no arco-íris é uma particularidade das condições climáticas que fazem as cores se separarem. De fato, o “arco-íris” está em todo canto, o tempo todo, mas só o vemos naquele momento em particular graças às partículas de água que estão suspensas na atmosfera, que servem como um prisma (decodificador de luz), “separando” as cores. Então, metafisicamente falando, poderíamos supor que os “outros mundos”, ou seja, as moradas dos espíritos, existiriam em várias frequências vibratórias, não em coordenadas X e Y, mas sim em Z (profundidade). Seria possível imaginar esses planos coexistindo como uma grande cebola, com suas várias camadas, com a diferença de que elas podem até mesmo estar uma dentro da outra, e não necessariamente acima ou abaixo da nossa crosta.

Cor não é uma propriedade física. É pura percepção. Então você não pode dizer que o seu vermelho é o mesmo vermelho que todo mundo vê. A única coisa que você pode dizer com certeza é que a cor está no comprimento de onda que convencionamos chamar de vermelho, se ela possuir os mesmos valores para as frequências vermelho, verde e azul (RGB,no inglês).

frequencias
Todo o espectro visível vai de 400 nm (violeta) a 750 nm (vermelho). O número indica o comprimento da onda. Ondas longas possuem menos energia que as curtas, elas praticamente se arrastam, enquanto as curtas ficam subindo e descendo, agitadinhas (no gráfico acima).
espectro de cores
Na tabela de cores acima vemos, numa ponta, o Vermelho (que se torna quase preto, e abaixo disso temos o infravermelho, que não é percebido pelos nossos olhos) e na outra ponta o Violeta (que é alta frequência, e acima disso temos o ultravioleta, que também não é percebido pelos humanos).

Mas, se os espíritos estão incluídos no espectro visível (arco-íris) por que então não os vemos coloridos, por aí? Boa pergunta. Talvez falte algo pra nossos olhos decodificarem, como o prisma faz com a luz (ou o codec faz com os arquivos de vídeo de nosso computador). O fato é que tem gente que vê espíritos como quem vê pessoas normais. É terrível pra elas, mas acabam aprendendo a ficar caladinhas pra não acabar indo parar num sanatório (como acontece com a maioria). Uma dessas pessoas (que conheci em circunstâncias fantásticas) me disse que vê os espíritos dependendo do humor em que ela esteja no dia.

O leitor Pomegranate acrescenta que a Cabalá afirma que o arco-íris existe desde a Criação, mas só é visto pela primeira vez por Noah (Noé). Até então havia quatro cores (não sei se vou acertar): vermelho, verde, branco e uma quarta cor, impossível de ser classificada, que seria a fusão das outras três (os 3 pilares da Árvore da Vida). Ainda na mesma linha, este espectro de cores só existiria no mundo físico. No mundo espiritual tudo é preto e branco… Você sabia?

kirlian aura perfeita
Foto Kirlian de um “dedo ideal”, com as energias equilibradas

O corpo humano também é uma manifestação desse “arco-íris”. Nossos chakras absorvem energia de todas as frequências: o chakra base (Muladhara) é vermelho, trabalhando com energias mais densas, para manter nossas funções terrenas neste corpo, enquanto o coronário (Sahashara, no topo da cabeça, que recebe as energias vindas dos planos mais elevados) trabalha com todas as cores, mas sua cor predominante é o violeta. Significa que o ser humano tem contato com todos os planos de energia, mas qual frequência ele vai desenvolver mais só depende de nossos pensamentos e ações. O ideal é o equilíbrio, como atestam as fotos Kirlian. Essas fotos fazem um registro da bioenergia elétrica que fica ao redor do corpo e dá uma idéia de com quais energias estamos trabalhando no momento. A vermelha é Yang, energia mais terrena, ativa. A azul é Yin, receptiva, em contato com o lado espiritual. Predominância de um ou outro é desequilíbrio, que deve ser corrigido.

Ambos são diametralmente opostos, mas um não pode viver sem o outro…

Referência:
How can purple exist?: Artigo interessantíssimo que mostra que o magenta/púrpura (que é uma “cor” intermediária entre o azul e o vermelho) só existe graças a limitação de nosso cérebro em distinguir muitos pontos azul e vermelho juntos;
STUM: A Cromoterapia e os Chakras;
Spectral colors;
Fotografia Kirlian;
Kirlian.com.br

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.