O ARQUEIRO E O ALVO

No Japão, um professor alemão, Herrigel, estava aprendendo a arte do arco-e-flecha com um mestre Zen. Ele se tornou perfeito, 100% perfeito, não errava nenhum alvo.

Naturalmente, ele disse ao Mestre:
– Agora o que resta aprender aqui? Posso ir embora agora?.
O Mestre respondeu:
– Você pode ir, mas não aprendeu nem o bê-á-bá da minha arte.
Herrigel disse:
– O bê-á-bá da sua arte? Mas eu sempre acerto o alvo!.

zen archer

O Mestre replicou:
– Quem está falando em alvo? Qualquer tolo pode fazer isso, basta praticar. Isso não tem nada de mais; agora é que começa a verdade. Quando o arqueiro pega o arco e a flecha e mira o alvo, há três coisas aí: uma é o arqueiro, o mais fundamental e básico, a fonte, a essência; depois há a flecha, o que passará do arqueiro para o alvo; e depois há o olho do touro, o alvo, o ponto mais distante. Se você acertou o alvo, atingiu o mais distante, tocou na periferia. Você precisa tocar na fonte; você se tornou tecnicamente um especialista em atingir o alvo; mas, se estiver tentando penetrar nas águas mais profundas isso não é muito. Você é um especialista, é uma pessoa de conhecimento, mas não de sabedoria. A flecha se movimenta a partir de você, mas você não sabe de que fonte vem a energia que a movimenta, com qual energia. Como ela se movimenta? Quem a está movimentando? Você não sabe isso, não conhece o arqueiro.
Você praticou o arco-e-flecha, o alvo você acertou, sua pontaria foi 100% perfeita, você se tornou eficiente com um nível de perfeição de 100%, mas isso se refere ao alvo.
E você? E o arqueiro? Alguma coisa aconteceu no arqueiro? Sua consciência mudou um pouco? Não, nada mudou. Você é um técnico e não um artista. Você vê as flores de uma árvore, mas esse não é o conhecimento real, a menos que você penetre fundo e conheça as raízes. As flores dependem das raízes; elas nada mais são do que a expressão da essência das raízes. As raízes estão carregando a poesia, a fonte, a seiva que se tornarão as flores, que se tornarão os frutos, que se tornarão as folhas. E, se você contar continuamente somente com as flores, os frutos e as flores e nunca penetrar na escuridão da terra, nunca entenderá a árvore, pois a árvore está nas raízes.

Do livro A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen, de Eugen Herrigel

3.5 2 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
58 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
IsabelBodhisattva
IsabelBodhisattva
12 outubro de 2008 1:44 pm

Prospero says: “We are all spirits and are melted into air, into thin air. And, like the baseless fabric of this vision … the gorgeous palaces, the solemn temples, the great globe itself, yea, all which it inherit, shall dissolve, and, like this insubstantial pageant faded, leave not a rack behind. We are such stuff as dreams are made on. And our little life is rounded with a sleep”
Shakespeare – The Tempest
mta luz pa ti
bjs
isabel

tony wildcock
tony wildcock
3 março de 2008 11:22 am

cometa mac. no caso do publicitário q se matou, é karma ruim q retornou! 😀 o cara fez campanha da macdonalds (promotora de comida frankstein q só fode com a ecologia/assimetria/logos do planetinha azul) e o cara fez campanha vencedora pra dell (q a mando da micosoft deu a facada final no magnífico beOS -q uso até hj num PII 450 aqui em casa!). karma ruim. Já a menina, os pais deviam não só processar os vizinhos q criaram o perfil falso, mas a si mesmos, afinal a menina sofria de depressão AOS 13 ANOS! e de deficit de atenção… Read more »

tiagotroll
tiagotroll
2 março de 2008 8:36 pm

a divisão é uma ilusão

roger
roger
2 março de 2008 8:06 pm

A pedra foi dividida para compor o predio a moradia esta dividida em comodos nossa vida esta dividida em tempo a arte é a divisao da beleza fotos dividem imagem o fruto divide se da arvore o mundo em paises,continentes regioes,cidades,bairros,terrenos ideia dividem se para gerar outras sucessivamente a tv,livros,intenet,jornais dividem som imagem ,conteudo os professores dividem ideias o sexo é uma divisao de prazer,de materia,de vida organizaçao,divisao divida a carne para comer o livro esta dividido em paginas cada linha que voce ve esta dividindo algo cada cor,tudo esta se dividindo de varias formas quando corpos unem se e… Read more »

Mcnaught
Mcnaught
3 março de 2008 10:42 am

Off topic

Segunda, 3 de março de 2008, 10h30
Após suicídio, insultos em blogs viram tema de debate.

Boato online causa morte de menina de 13 anos.

“Ao fazê-los, os blogs e seus leitores acrescentaram um capítulo ao longo debate sobre qual seria a melhor maneira de tratar posts anônimos cujo objetivo parece ser o de estraçalhar a reputação de alguém.´´

http://tecnologia.terra.com.br/interna/0,,OI2652077-EI4802,00.html

E para quem entrar na reportagem… observar o ranking da votação.

Smaragdina
Smaragdina
2 março de 2008 10:08 pm

A divisão é uma ilusão [2] Concordo e tenho dificuldades para entender como a separação, como por exemplo, do material e espiritual é “feita” no nosso cotidiano. Como interpretar um fato ou um ganho como sendo algo só material ou algo só espiritual? A espiritualidade para mim está em tudo! Quanto mais eu sigo essa filosofia, mas me sinto inteira, digamos assim.. O corpo é fragmentado/dividido para estudo. O que é bom para investigação e uma possível cura. Mas o corpo é mais do que a soma das partes. É preciso ver o Todo. Assim como este post da árvore.… Read more »

tiagotroll
tiagotroll
2 março de 2008 11:35 am

sim sim…acredito que se trata de uma leitura indispensável, está concerteza entre os meus livros de cabeceira…pra quem não conhecia a indicação está dada…(afinal quem não leu o arqueiro zen?)

Jazilda
Jazilda
2 março de 2008 10:58 am

Creio que vocês sabem, mas quem não sabe vai saber que essa história está no livro “A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen”, de Eugen Herrigel.
Eis uma sinopse que pesquei (roubei, diz Saindo da Matriz)do sebo Traça (traca.com.br):
O autor conta a sua extraordinária experiência como discípulo de um mestre Zen, com quem aprendeu a arte de atirar com arco, durante os anos em que viveu no Japão como professor da Universidade de Tohoku. Sem dúvida, este é um livro maravilhoso que ajudará o leitor a “penetrar na essência dessa experiência oriental, até agora tão pouco acessível aos ocidentais”.

Krokitos (Agora com Nova Embalagem)
Krokitos (Agora com Nova Embalagem)
29 fevereiro de 2008 7:07 pm

Então pelo que eu entendi o segredo está na fonte, na essência, na forma em que olhamos uma árvore por exemplo, como citado no post…interessante.

Marcel
Marcel
29 fevereiro de 2008 12:27 pm

Boa resposta! 🙂

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
29 fevereiro de 2008 12:11 pm

Sim, daí o apelido.

Anônimo
Anônimo
29 fevereiro de 2008 11:52 am

Acid,
Oráculo não seria o nome dado aos grandes médiuns, desde a antiguidade?

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
29 fevereiro de 2008 10:58 am

Bem… ela não deixa de ser uma pessoa só porque está morta… mas meu conceito sobre o que ela “é” ainda está em aberto. Aliás, sobre o que eu sou, também.

Mcnaught
Mcnaught
3 março de 2008 12:05 pm

Olá tony (bey). Mais uma vez: – Thank you for your teaching zen master rs. E camarada, eu ando já algum tempo, fazendo algumas pesquisas e observando a lei da vibração. Digo isso, já que há pouco vc citou o caibalion em outro comentário. Tenho feito pesquisas no mundo das notas musicais, e acabei encontrando Pitágoras e muita matemática ao pesquisar música e vibração. Até mesmo aqui no SDM tem um post bem antigo sobre vibração, mas é um tanto diferente do que ando vendo. No momento, acredito que exista uma sintonia com Deus, natureza e alma através de uma… Read more »

bruno
bruno
3 março de 2008 3:02 pm

gostaria q vc fizesse um post sobre o tema “Cofre do fim do mundo” vai proteger sementes. Visto em http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI2600971-EI238,00.html

Sera q o cientista estao se preparando para a chegada do tal planeta X?

Coringa
Coringa
3 março de 2008 11:04 pm

off topic

Realmente, estou impressionado com a estatística indicada pelo Mcnaught.

Muito disso, acredito, está relacionado com o ‘excessso de exposição’ das pessoas, em blogs como o Orkut, p.ex. Além de informações pessoais, expõe também muito de sua privacidade e intimidade.

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
9 julho de 2008 3:56 pm

Essa é a pergunta que me move, Dí…

Coringa
Coringa
9 julho de 2008 3:47 pm

“…posso dizer com certeza que você é um instrumento de incentivo ao conhecimento, parabéns pelos artigos, pensamentos, broncas, desabafos, iras, etc…”

Bem colocado, Dí! Assino embaixo tb 🙂

Dí
9 julho de 2008 12:04 am

Acid,
Em um comentário anterior você diz que ainda procura saber o quê você é…
Meus conhecimentos sobre os assuntos deste blog são insignificantes…mas posso dizer com certeza que você é um instrumento de incentivo ao conhecimento, parabéns pelos artigos, pensamentos, broncas, desabafos, iras, etc.
Tive o primeiro contato com seus textos no STUM. Não agüentei e cliquei aqui, procurando entender “Quem é você”. O que você é, para mim, está definido. Mas aí vai a pergunta:”Quem????”
Será que você pode responder essa?

Abs,

David
David
6 julho de 2008 2:06 pm

Este texto faz parte do livro “A nobre arte do arqueiro zen” de Eugene Herrigel , alias a esposa dêle tb aproveitou o periodo q marido lecionava la e escreveu um sobre o zen dos jardins ou similar .
O livro do Herrigel é tvz o mais afinado texto de um ocidental numa visão de uma arte na ótica zen q eu ja vi …
Tudo de bom
Namaste …
David

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
23 junho de 2008 1:32 pm

Um bom começo é ir lendo os posts sobre budismo, que deve ter referências. Osho, por exemplo, fala com muita propriedade sobre o budismo. Tem também “A Arte Cavalheiresca do Arqueiro Zen”, de Eugen Herrigel.

Ricardo
Ricardo
23 junho de 2008 1:15 pm

Olá, desculpe o comentário tão tardio. Mas saberias me indicar algum livro para eu começar a ler sobre budismo.

Coringa
Coringa
12 abril de 2008 3:00 am

Valeu Acid!…vou lá conferir 🙂

abraço

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
12 abril de 2008 12:58 am

Exposição Relíquias do Buda e de outros grandes Mestres

De 11 a 14 de Abril de 2008 – Curitiba-PR

Chega ao Brasil a exposição das relíquias do Templo do Coração do Projeto Maitréia. Até hoje, as relíquias sagradas foram apresentadas em mais de cem cidades na Ásia, Europa, Estados Unidos e
Canadá.

http://www.reliquias.caminhodomeio.org/

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
13 março de 2008 4:00 pm

Livro “Semelhanças entre o Budismo e o Cristianismo: contribuições ecumênicas do Oriente para o Ocidente”, de Francisco Adalberto Alves Sobreira.
http://www.espiritualistas.org/livros.html

Geninha
Geninha
7 março de 2008 12:39 pm

Proíbo meus filhos! Não acho saudável crianças ficarem na net o tempo todo. Acho que criança tem que brincar! Todas às vzs que eles querem entrar na net, peço que convide os amiguinhos para vir em casa, tomar um lanche, brincar com eles, ou eu mesma os levo a um parque, ou vou andar de bicicleta com os dois… Enfim, invento alguma atividade… Pra mim é mais fácil controlar, visto que só trabalho fora no período da manhã e no final de tarde, no resto do dia estou em casa, mas para quem trabalha fora em período integral também não… Read more »

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
6 março de 2008 5:55 pm

Não vejo como a proibição da internet poderia ajudar a remediar esse caso. O problema da menina era psicológico, e não com a internet. Poderia ter acontecido na escola, com algum “bullying” (agora é moda). Proibir a internet e deixar a situação como estava (no caso da menina) não adiantaria de nada. Isso me lembra o tal “juiz” que proibiu o jogo Counter Strike porque supostamente afetava o juízo dos jovens. Com certeza agora teremos uma juventude saudável sem Counter Strike, graças ao bom juiz…

Geninha
Geninha
6 março de 2008 5:41 pm

“Off topic

Segunda, 3 de março de 2008, 10h30
Após suicídio, insultos em blogs viram tema de debate.

Boato online causa morte de menina de 13 anos.”
Que triste isso! É o que sempre digo: INTERNET NÃO É LUGAR PARA CRIANÇA. Aqui em casa eu controlo, só usam o MSN para falar com parentes e amigos da escola…
E ainda assim poquissimas horas na semana, é muito. Já nevego há bastante tempo para saber que nesse mar o que mais tem é tubarão. 🙁

Abs!

Marcel
Marcel
29 fevereiro de 2008 9:36 am

Off topic:

Acid, quem é a Oráculo que você cita em alguns posts? Ela é uma pessoa, uma entidade?

Abraços!

Coringa
Coringa
28 fevereiro de 2008 9:00 pm

“…o importante é não se achar ‘dono’ do céu, nem tão pouco depositário da sabedoria universal…”
=====================================
É isso aí Tiagotroll…e é aí q o bicho pega… e assim surgem os ‘falsos profetas/enviados especiais’ e outras categorias mais ou menos circenses.

tiagotroll
tiagotroll
25 fevereiro de 2008 12:25 pm

>>Onde está escondida a essência? Em que lugar reservado jaz dormente o espírito? Junto ao fruto está a semente, enquanto unos são também distintos, pois o sabor da fruta, o formato das folhas, o tamanho dos galhos, o cheiro das flores e a rigeza do tronco, estão todos latentes da semente, de onde vem a árvore afinal? Vos respondo: do desejo, da intensão, da fé e da vontade verdadeira…augures o pensamento pudesse moldar a ‘realidade’, que mundo seria este? Seria um todo orgânico, da menor partícula/onda até o mais abissal e incognicível corpúsculo, esse seria um mundo mental… Abs. -Tr0ll… Read more »

Taís
Taís
24 fevereiro de 2008 10:44 pm

Off topic: Alguem aí viu a “matéria” da poderosa, no fantástico(?!) sobre Riolândia? Simplesmente lamentável! O assunto foi tratado com total descaso e ironia. E as explicações dadas, as mais furadas que já conseguiram até agora. Mas é claro que é muito mais importante falar dos vestidos das “estrelas” do Oscar, pois o que seria do bbb e da novela das 8 sem a multidão de massificados e alienados que a emissora não mede esforços para manter? Sobre esse assunto, o pessoal do grupo da Revista Ufo on line no yahoo(do qual faço parte), está enviando e-mails ao programa, protestando… Read more »

Marcel
Marcel
24 fevereiro de 2008 1:01 am

Off Topic: Pessoal, peço licença para pedir um favor a vocês, já que acredito que ele tenha a ver com esse post. Algum tempo atrás, inconformado com algumas coisas, escrevi um texto-desabafo entitulado “O delírio do materialismo reducionista”. E o postei. No entanto, como o julguei um tanto quanto ofensivo, acabei tirando-o do site. Me deparando com o post do Arqueiro e da Flecha aqui, resolvi postá-lo novamente, fazendo a ligeira troca de “delíro” por “ilusões”… hehehe… Bem, se vocês pudessem, gostaria da opinião de vocês. Afinal, se se confirmar que ela é um tanto ofensiva, eu tiro ela de… Read more »

Marcel
Marcel
24 fevereiro de 2008 12:02 am

E, além disso, o velho e bom ensinamento básico de nossa percepção: “O todo é maior do que a soma das partes” ou ainda: hidrogênio mais hidrogênio mais oxigênio não é igual a 2H + 1O, mas torna-se outra coisa, que é a água.

Parece que em metafísica 1+1 pode ser igual a infinito! E talvez isso seja válido até em nossa própria natureza, não é? 😯

Abração!!

Coringa
Coringa
23 fevereiro de 2008 9:25 pm

O Arqueiro e o Alvo…O Cientista e o Ponto de Mutação…da Visão Mecanicista para Visão Sistêmica… [Diálogo entre um Político e uma Cientísta extraído do filme O Ponto de Mutação] P- Como pode falar de uma árvore sem falar nas folhas ou raízes? C- Eu conseguiria, sem nem mencionar essas partes. Um ‘cartesiano’ olharia para a árvore e a dissecaria…mas aí ele jamais entenderia a natureza da árvore. Um pensador de ‘sistemas’ veria as trocas sazonais…entre a árvore e a terra, entre a terra e o céu. Ele veria o ciclo anual que é como uma gigantesca respiração que a… Read more »

Smaragdina
Smaragdina
23 fevereiro de 2008 7:30 pm

Assim como a raíz está escondida, debaixo da terra, lembrei-me do inconsciente ao terminar de ler o post.

“A menos que você penetre fundo e conheça as raízes”.

“Penetrar na escuridão da terra”.

Smaragdina
Smaragdina
23 fevereiro de 2008 7:14 pm

A árvore está nas raízes.. é isso mesmo. Quantas vezes olhamos só o fruto( o que gera) ou só a flor (a parte cheirosa e bela), mas esquecemos do todo (a árvore) e de onde saiu a árvore – as raízes?!

Poxa, gostei do insight, Olim. 🙂

Abraços!

Coringa
Coringa
23 fevereiro de 2008 3:48 pm

Ótimo texto

Pode-se fazer uma analogia entre esta estória > Arqueiro/arco e o alvo, com > Cientista/ciência e suas ‘descobertas’…

…falta ‘algo’ mais para a ciência, não falta? Tem conhecimento, mas não é sábia…é apenas técnica, e…
“esse não é o conhecimento real, a menos que você penetre fundo e conheça as raízes…” da Vida.

Coringa
Coringa
23 fevereiro de 2008 3:30 pm

off topic

…gostei da ‘sinceridade’ sobre o ‘post roubado’ rsrs

Olim
Olim
23 fevereiro de 2008 2:31 pm

Talvez neste post possamos “ver” melhor o que está por dentro da questão do boicote ou não.

Talvez…

Mas são só palavras…

Who
Who
23 fevereiro de 2008 12:18 pm

Caminhante (arqueiro), Caminho (flecha/trajeto) e a meta (Alvo) são uma única coisa. A separatividade entre eles só existe em razão da ação ilusória da Matrix tridimensional dos sentidos. Interpretar a vida por meio da razão e do intelecto é adquirir conhecimento e permanecer na separatividade. Aquietar a mente e por meio dela chegar à sua fonte é sabedoria que nos revela a unicidade.

Mcnaught
Mcnaught
23 fevereiro de 2008 10:52 am

Muito bom. Alias, o blog do Mr. Malprg é excelente. Pena que ele anda sumido.
[]´s

Mako
Mako
25 fevereiro de 2008 12:37 pm

leio seu blog a mais de um ano capaz q até 2 e essa eh a primeira vez q comento…
realmente sensacional seu blog

continue assim
pois é um dos blogs q leio diariamente

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
25 fevereiro de 2008 12:41 pm

Valeu pelo post, Tr0ll! 🙂

Geninha
Geninha
25 fevereiro de 2008 1:18 pm

Certa vez, em uma palestra, o prof. Gretz, um dos maiores palestrantes que já conheci, disse ao meu marido que o melhor presente que podemos oferecer a uma pessoa é um buquê de flores e nos entregou , em mãos, seu livro. E já no prefácio do livro ele explica: “Conta-se que um tesouro fabuloso foi encontrado pelos arqueólogos que abriram a câmara mortuária de Tutankamon, famoso faraó egípcio, que reinou mais de 3mil anos. Pedras preciosas e muitos objetos de ouro, jóias de todo tipo, diademas, pulseiras, anéis e brincos, de incalculável valor. Os descobridores ficaram impressionados com aquele… Read more »

Houaiss
Houaiss
28 fevereiro de 2008 8:45 pm

é que neste caso, a palavra ‘roubar’ foi usada como…

transitivo direto e bitransitivo-
realizar plágio de; usurpar a autoria de/

portanto, está correto o uso do termo

Ui
Ui
28 fevereiro de 2008 8:01 pm

Acho que o termo correto sria furtado! Afinal de contas o roubo envolve ameaça direta, já o furto não! 🙂 ?

tiagotroll
tiagotroll
28 fevereiro de 2008 7:35 am

>Jan Val Ellam?!

sim sim…parece q sim.rhsrshsrshs!

claro filho… qm ñ realiza o deus interno, está longe de sair da grande roda que arrasta a todos, saibas tb que o Tao-Dó-MagnusOpus-ArteReal-Etc não se assemelha a uma estrada, o caminhante não deixa atrás de si pegadas, nem mesmo está acordado e conciente, em suma mais parece um pássaro voando ao sabor dos ventos, sem deixar rastros…se cósmico ou não, pouco importa, o importante é não se achar ‘dono’ do céu, nem tão pouco depositário da sabedoria universal…

-Tr0ll

Trunkael
Trunkael
28 fevereiro de 2008 1:24 am

Olá Acid, não sei se vc já teve acesso a isso, ou mesmo ja comentou sobre o assunto, mas sempre que vejo ovnis eu lembro de vc. Acessa ai:
http://www.mundogump.com.br/2008/02/26/a-fraude-da-apollo-20-e-o-ovni-caido-na-lua/

Coringa
Coringa
28 fevereiro de 2008 12:41 am

off topic

pela “modéstia” demonstrada, não duvido que seja o próprio…rs

Coringa
Coringa
28 fevereiro de 2008 12:19 am

E é com este ‘EU superior/cósmico” que temos que nos ‘comungar’ e procurar ‘realizá-lo’ em vida…

é esta a idéia/conceito?

Jan Val Ellam
Jan Val Ellam
27 fevereiro de 2008 11:54 pm

Dentro de cada um de nós, existe um ser cósmico, detentor de um arco cósmico, uma flecha cósmica e um alvo cósmico. No Universo existe, também, um Japão cósmico.

Essa profunda sabedoria revela que todos nós devemos conhecer com o nosso “eu” extraterrestre.

Quem tiver ouvidos para ouvir, que ouça essa grande sabedoria que eu vos revelei.

Coringa
Coringa
27 fevereiro de 2008 11:42 pm

…é, pena mesmo…a estória é ótima!

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
27 fevereiro de 2008 11:32 pm

É um texto q rolou na época do primeiro filme… “spoilers” dos proximos filmes, q não se concretizaram, infelizmente… ficam aí pra ver como poderiam ser bons…

Coringa
Coringa
27 fevereiro de 2008 11:07 pm

off topic

Acid, que texto é esse ?? 😯
http://www.saindodamatrix.com.br/archives/verdade-matrix.htm

E cadê todo mundo??….rs

Coringa
Coringa
26 fevereiro de 2008 10:09 pm

O Marcel, em seu blog, nos dá uma ótima dica de leitura que, no meu entender, está no centro dos ‘conflitos’ que hoje ‘sentimos’, e muito nos confunde…de uma ciência muito limitada e religiões ultrapassadas, que parecem não mais enquadrar-se com as ‘mudanças’ sofridas em nossas próprias consciências.

Livro: ‘A Revolução da Consciência’
Ver resumo/comentário em:
http://espiritualidadeeciencia.blogspot.com/2008/02/revoluo-da-conscincia.html

Anônimo
Anônimo
26 fevereiro de 2008 6:53 pm
Solius
Solius
23 fevereiro de 2008 12:18 am

Eis o vão entre a física e a metafísica, além do intelecto; e o proporcional acesso às suas verdades, cuja senda prévia é invariavelmente percorrida de modo singular. Alvo, flecha, arco e arqueiro provêm de uma mesma origem (causa) e para lá se destinam, mas só o arqueiro poderá se dar conta.
Ótimo post!

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.