PROVAS KÁRMICAS

É comum achar-se o máximo uma vez que você entra por esses caminhos esotéricos. A tentação de manipular a matéria e a mente,como os Jedis, existe. É fácil ser atraído pro “lado negro”. Por isso recomendo cuidado a quem consulta este blog com freqüência.

Você não é o seu trabalho;
Você não é o quanto tem no banco;
Você não é o conteúdo da sua carteira;
Você não é o seu uniforme;
Você não é um lindo floco de neve.

Tyler Durden; Clube da Luta

Quanto mais alto você sobe, maior a queda. Não fique se achando “a bala que matou o Kennedy” só porque teve um Samadhi ou porque resolveu uma situação manipulando as energias do ambiente (ou dos outros, subjugando-os). Pode ficar certo de que seus Guias espirituais e o seu EU superior irão cobrar cada uso que você fez dos seus conhecimentos adquiridos. A partir do momento que você conhece a Lei do Karma, fica mais fácil livrar-se de Karmas – que deveriam ser pagos de forma dolorosa – transmutando-os com ação correta e fraternal em prol de quem você prejudicou no passado. Mas também a Lei do Retorno fica mais rígida para quem a conhece. Quem peca pela ignorância ainda tem ajuda pra pagar sua dívida. Quem erra conscientemente se lasca todo! Ter humildade é fundamental pra reconhecer que nós somos a escória do universo em termos de evolução espiritual, digamos assim…

Vamos tomar como exemplo uma escola. A professora ensina a uma turma, e nela temos alunos inteligentíssimos, outros somente esforçados, outros autodidatas, alguns vagabundos e outros completamente tapados. Óbvio que a professora vai se dedicar mais aos esforçados e aos tapados, e mesmo eles errando, vai incentivá-los a achar a resposta correta por seus próprios meios (não adianta nada responder por eles, pois assim não aprendem).

Já os alunos vagabundos, aqueles do fundo da sala, vão ficar entregues à própria sorte, já que não buscam a professora e ela, vendo o descaso deles com o estudo, não vê motivos para perder seu tempo tentando fazê-los entender. Mas, mesmo ela ficaria muito feliz se algum deles se interessasse pelo estudo, e o ajudaria prontamente. Precisaria pra isso dedicar algum tempo ao estudo, ao invés de ficar o tempo todo entregue aos prazeres que o mundo oferece (“curtindo com a galera”).

Estou falando isso meio envergonhado, já que eu pulava o muro da escola pra ir jogar Fliperama, mas eu finalmente entendi que tem hora pra tudo. E tem mesmo. No momento estou tentando sair da “turma do fundo da sala”, lugar que entrei voluntariamente, sabendo ser errado, e por isso mesmo não estou tendo tanta ajuda pra sair…

Erros de vidas passadas que precisam ser sanados, então a Lei do Karma se encarrega de repetir a mesma situação, a mesma prova, na mesma idade, pra ver se você estudou direitinho ou não…

Até agora estou passando (arrastado), afinal, não me matei até agora…

5 1 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.