DO OUTRO LADO DO ESPELHO

Ultimamente estou lendo – entre outros – O livro O outro lado do espelho, recebido pelo médium Carlos A. Baccelli e ditado pelo espírito do Dr. Inácio Ferreira, que foi um psiquiatra que gerenciava o sanatório de Uberaba (onde utilizava técnicas de desobsessão para curar seus pacientes).

Esta é a continuação do livro Sob as Cinzas do Tempo – que relata a doutrinação / orientação do espírito Torquemada por Inácio (enquanto ele ainda estava encarnado) – mas que pode ser lido isoladamente. Gostei dele pelo jeito descontraído de passar a mensagem, e ver que Inácio é uma pessoa comum, com seus vícios e humor bem terrestres. É muito bom para psiquiatras, psicólogos e curiosos, pois adentra em particularidades do mundo espiritual que não foram exploradas em outros livros espíritas, como verão nos trechos abaixo:

Quando Inácio encontra um doutor, na casa de repouso que existe “do lado de lá”, para receber os espíritos que não suportam a nova condição e enlouquecem:

– Permita-me uma indagação – falei, ouvindo-o empregar terminologia espírita. – O senhor é adepto do Espiritismo?
– Por que a pergunta?
– Você se referiu à desencarnação, logo…
– Isto não tem importância alguma. Eu poderia empregar os termos desvinculação, liberação… Não, não sou espírita, nem católico, nem budista. Não gosto de rotulagens. Acredito em Deus e procuro servi-Lo. A verdade é universal. A confusão do mundo gira em tomo de religião. Prefiro ficar com as palavras de Jesus, sem vínculo religioso de qualquer espécie. Os meus pais eram protestantes. Respeito a memória deles, mas, quando comecei a estudar Medicina…, a história da ressurreição, do juízo final… Deixemos este assunto para lá. Creio que tudo é possível: a mente humana é que cria a ilusão ou a realidade. Entendo que o Espiritismo é uma da escolas mais avançadas, em termos de espiritualidade, na Terra, mas

Lidando com os irmãos que se encontram nos pavilhões, você verificará o estrago que a religião causou na mente deles. A vida depois da morte não deve ser um assunto apenas pertinente à fé. Eu não sei se o espírito leva mais tempo para deixar de ser incrédulo ou se para se corrigir das distorções do fanatismo religioso… Não existe religião superior à Verdade e ao Amor.

Precisando sair, o novo amigo que encontrara me disse:
– Ao pé de cada leito, você encontrará uma ficha que resume os dados do paciente. Alguns são portadores de graves lesões no corpo espiritual e deverão, no momento oportuno, se submeter a cirurgias reparadoras.
– Cirurgia no perispírito?…
– Como não? O corpo espiritual é um organismo vivo. É claro que a mente é a base de tudo, inclusive da saúde física, porém, enquanto não aprendemos o seu domínio… O que é uma simples drágea, meu caro, senão energia condensada em forma de medicamento? Os elementos químicos que constituem o corpo material são os mesmos que entram na constituição do corpo espiritual. Vocês, espíritas, por exemplo, não se utilizam da técnica do passe, que é uma transformação de energia com o propósito de atuar em nível perispiritual? Deus mora na intimidade das células, tanto quanto se faz presente no átomo, e ambos, átomo e célula, são uma representação microscópica do Universo. Você já notou?

Eu estava impressionado. Com poucas palavras, o companheiro entrelaçara ciências quase inconciliáveis no mundo! A química com a física,a física com a filosofia, misturando o concreto com o abstrato.

Sentamo-nos num banco próximo… Ou vocês, meros mortais, imaginariam que espírito não se senta, não come, não dorme?… Talvez isto aconteça nos andares superiores, mas não com quem acabou de sair do porão. Instintivamente, tornei a levar as mãos aos bolsos, na esperança de, quem sabe, encontrar pelo menos um último cigarro…

– Doutor, esqueça – falou Manoel Roberto, que igualmente houvera sido um fumante inveterado.
– Mas o cigarro distrai o pensamento…
– Atrapalha o pensamento, isto sim. Além de acumular toxinas no cérebro, impede o espírito de ser mais prático no aproveitamento do tempo.
Ficando em silencio por instantes. Notei que a paisagem em tomo faiscava, como se tudo ali fosse mais brilhante, feito de certa matéria diferente.
– Aproveite, Doutor, para fixar na mente as diferenças que o senhor vai observando… Em breve, não terá mais elementos de comparação. Tudo por aqui lhe será tão material, que, aos poucos, se esquecerá da materialidade da vida no mundo. A gente vai perdendo a referência… Logo nos integramos tanto nas coisas deste mundo, que uma espécie de amnésia, em relação à existência física que tivemos, vai nos acometendo: a Terra passa a ser coisa do passado. Sabemos, evidentemente, que o planeta é povoado e que deixamos por lá muitos entes queridos, mas não temos cabeça para conservar certos detalhes… Apenas os que se aproximam de uma nova encarnação e os que operam espiritualmente rente à Crosta conseguem se situar melhor… E difícil de explicar isto. Existem espíritos em nosso habitat que desconhecem completamente o que se passa lá em baixo. Não pensam em descer, pensam em subir…

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
28 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.