A FEDERAÇÃO ESPÍRITA E OS LIVROS DE CHICO XAVIER

Algo que eu nunca entendi até hoje é porque a FEB (Federação Espírita Brasileira), que recebeu DE GRAÇA os direitos dos livros de Chico – escritos penosamente por ele durante várias madrugadas, por vários anos – não os disponibiliza em versão eletrônica, para que as pessoas pudessem consultar trechos, ou mesmo lê-los no computador (especialmente deficientes visuais). Chico Xavier VIVEU pra escrevê-los, e agora a FEB senta em cima deles e não os compartilha… Isso me lembra um trecho da Bíblia onde Jesus reclama dos fariseus, que tinham acesso à leitura e interpretação da Biblia, mas não a repassam ao povo na sua forma mais clara:

Mas ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque fechais aos homens o reino dos céus; pois nem vós entrais, nem aos que entrariam permitis entrar.

Mateus 23:13

Poderão argumentar: Ah, a intenção em vender os livros é que toda verba arrecadada pode ser revertida para instituições de caridade e amparo aos mais necessitados. Se a FEB divulgá-los na internet, quem mais vai comprá-los???

Acaso a divulgação (ilegal, diga-se de passagem) de obras pela Internet atrapalhou a venda de livros? Que o digam Harry Potter e o Código da Vinci! Esses livros já estavam online pouco depois de ir para as lojas, e mesmo assim venderam milhões. Muita gente não vai deixar de ler o livro na cama, ou presentear um parente, pra ficar lendo desconfortavelmente no computador ou gastando uma nota imprimindo em casa.

A importância dos livros de Chico online é o ESTUDO. É ter a liberdade de imprimir alguns trechos pra ler pra um colega, estudar em grupo ou enviar por e-mail a quem necessita de uma palavra de conforto!

E mais, muito mais do que isso, é a DISPOSIÇÃO da FEB em dar de graça o que de graça recebeu, de abrir mão, de confiar que o tão necessitado (?) dinheiro virá, mesmo abrindo seus livros a todos indiscriminadamente…

Infelizmente, falta caridade…

Por que Chico, que recebia presentes caros, dados espontaneamente a ele, recusava-os e devolvia? Por que ele não doava pra caridade? No programa Pinga-fogo, ele narra que o pai estava doente ao lado dele e questionava se não podia ao menos ficar com a renda de um livro. Não podia, mesmo a família dele sendo pobre e lascada. Houve muito abandono (em termos de abrir mão), muito sofrimento, para que esses livros fossem feitos sem o concurso de patrocinadores, sem contratos, para que eles fossem os mais livres possível. E agora a FEB crava as unhas neles e impossibilita que toda uma nova geração de espíritas tenha acesso a esses textos… O que a FEB vai dizer a alguém jovem e humilde, que esteja se interessando no Espiritismo agora? “Ah, compre um dos nossos livros por 15, 20 reais. Ou vá num centro espírita, consultar na biblioteca empoeirada os livros”. Isso em plena era da Internet! Esse pessoal parou no tempo! Primeiro engessaram o Espiritismo na linguagem dos anos 40, 50, e agora impedem a disseminação da informação espírita! Que beleza… uma Federação comprometida com a divulgação do espiritismo… sei…

Felizmente existem pessoas que disponibilizam os 412 livros de Chico Xavier de forma gratuita.

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
45 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.