FANTASMAS ASSUSTAM MILITARES EM NOVA ORLEANS

Lembram da história dos fantasmas após o Tsunami, onde tinha até um taxista que pegou um casal de espíritos? Pois é. Agora o local mal-assombrado da vez é Nova Orleans, após a passagem do Furacão Katrina:

Militares vêem fantasmas em Nova Orleans

Por Janet Yee (CBS)

Vários membros das forças armadas dos EUA estão dizendo que há algo de assustador acontecendo, e que não são apenas as imagens de morte e destruição que estão aterrorizando-os.

Para todos os efeitos, a escola Sophie B. Wright, em Nova Orleans, foi totalmente evacuada, à exceção do pessoal militar, que fez dela sua base. Mas os homens de uniforme têm a sensação de que não estão sozinhos. Vários relatos de aparições levaram o capelão do exército a abençoar o edifício, exortando: “Em nome de Jesus Cristo, eu ordeno que Satã deixe as áreas escuras deste edifício.”

O Sargento Robin Hairston estava em seu saco de dormir, e quando abriu os olhos viu na porta de entrada uma garotinha. “Não foi minha imaginação”, disse.

Hairston não foi o único. Rosales Leanor teve seu próprio encontro com o inusitado: “eu estava usando o banheiro quando vi sombra de baixa estatura aparecer bem na minha frente, se aproximando de mim”. Um outro membro da Guarda disse que viu e ouviu uma menina pequena gargalhar quando abriu um armário que continha material de limpeza.

Outro caso interessante aconteceu na Marina de Baton Rouge: os barcos estavam espalhados como lixo, onde nem um pedacinho de papel poderia ser avistado. A não ser uma bíblia, que foi encontrada por um soldado aberta no livro do Apocalipse, versículos 10 e 11. Em uma igreja próxima, quase destruída, uma outra bíblia foi encontrada aberta, mostrando exatamente a mesma passagem do livro do Apocalipse.


Caso estejam curiosos em saber o que contém essas passagens, aqui estão alguns trechos bastante curiosos:

“…O anjo que vi em pé sobre o mar e sobre a terra levantou a mão direita ao céu, e jurou por aquele que vive pelos séculos dos séculos (…) que nos dias da voz do sétimo anjo, quando este estivesse para tocar a trombeta, se cumpriria o mistério de Deus, como anunciou aos seus servos, os profetas. (…)
E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco, profetizem por mil duzentos e sessenta dias. (…) Elas têm poder para fechar o céu, para que não chova durante os dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda sorte de pragas, quantas vezes quiserem. E, quando acabarem o seu testemunho, a besta que sobe do abismo lhes fará guerra e as vencerá e matará. E jazerão os seus corpos na praça da grande cidade, que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado. Homens de vários povos, e tribos e línguas, e nações verão os seus corpos por três dias e meio, e não permitirão que sejam sepultados. E os que habitam sobre a terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão; e mandarão presentes uns aos outros, porquanto estes dois profetas atormentaram os que habitam sobre a terra. (…) E naquela hora houve um grande terremoto, e caiu a décima parte da cidade, e no terremoto foram mortos sete mil homens; e os demais ficaram atemorizados, e deram glória ao Deus do céu. É passado o segundo ai; eis que cedo vem o terceiro. E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. (…) Iraram-se, na verdade, as nações; então veio a tua ira, e o tempo de serem julgados os mortos, e o tempo de dares recompensa aos teus servos, os profetas, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra. Abriu-se o santuário de Deus que está no céu, e no seu santuário foi vista a arca do seu pacto; e houve relâmpagos, vozes e trovões, e terremoto e grande saraivada.”

Dentro do contexto bíblico não tem nenhuma relação com o que o Katrina fez (como alguns estão tentando interpretar nos EUA) mas é interessante observar a “coincidência” da frase “Homens de vários povos, e tribos e línguas, e nações verão os seus corpos por três dias e meio…” quando lembramos (com pesar) que foi mais ou menos esse o tempo decorrido para o início dos resgates.

Simbolicamente falando, o texto revela muito mais… mas não vou ficar especulando sobre isso, porque o número de visitantes é grande e eu não quero que as pessoas levem a sério minhas conjecturas…

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
20 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.