EQUILÍBRIO

O equilíbrio é consequência direta de nossos pensamentos. Não podemos equilibrar o mundo, e sim o modo como nossa mente interage com o mundo. Foi para isso que vieram os Avatares. Mas não acreditem se chegarem com fórmulas infalíveis para alcançar o equilíbrio. Todas as doutrinas já tiveram sua “moda”, e funcionam pra uns, enquanto pra outros não. Algumas pessoas vão encontrar o equilíbrio no caminho deixado por Jesus, outros por Buda, outros nos Vedas, outros nas lições deixadas pelo Mahabarata, outros no Tao Te King, outros no Sun Tzu, outros no Livro de Mirdad, e outros até mesmo em inocentes histórias, como O Senhor dos Anéis, Fernão Capelo Gaivota ou mesmo o Pequeno Príncipe. Pode soar estranho pra alguns, mas o Pequeno Príncipe pode ser mais importante para a evolução da percepção de uma pessoa do que Jesus ou a Bíblia. Não adianta endeusar o mensageiro, botá-lo num altar e não sorver sua mensagem (às vezes é preciso mastigar bastante a mensagem até sentir o sabor). A mensagem e, consequentemente, o mensageiro, só passam a ter valor quando são compreendidos. Por isso Jesus foi crucificado, por isso Sócrates foi condenado. Incompreensão e intolerância, ambas caminham juntas, e juntas levam à destruição. E destruição sem ordem e inteligência é apenas destruição, não transformação.

O equilíbrio de seus chakras é consequência direta de suas ações. Difícil de trilhar, e pouco recompensador aqui na Terra. Por isso tanta insistência na doutrina hindu para seguir o caminho da virtude, por isso a referência de Jesus ao caminho da porta estreita, ou o caminho do meio (a Senda do Fio da Navalha) de Buda, e é por isso que Bernardo diz que é por espinhos e não por fantásticos caminhos que o ser humano chegará aos pés de Deus…

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.