O DEMIURGO

O sistema metafísico de Platão centraliza-se no mundo das idéias: Divino, Perfeito e Imanifesto. A ele contrapõe-se a matéria: uma cópia grosseira, imperfeita, falível e impermanente. Entre a idéia e a matéria está o Demiurgo, o Creador.

Desta personalidade e atividade creadora – ou, melhor, ordenadora – é dotado o Demiurgo, o qual, embora superior à matéria, é inferior às idéias, de cujo modelo se serve para ordenar a matéria e transformar o caos em cosmos. Se fizéssemos a comparação com o Hinduísmo, o Demiurgo seria Brahma (O Criador), mas não Brahman (O Incriado).

O mundo material, o cosmos platônico, resulta da síntese de dois princípios opostos, as idéias e a matéria. O Demiurgo plasma o caos da matéria no modelo das idéias eternas, introduzindo no caos a alma, princípio de movimento e de ordem. O mundo, pois, está entre o ser (idéia) e o não-ser (matéria), e é o devir ordenado, como o adequado conhecimento sensível está entre o saber e o não-saber, e é a opinião verdadeira. Conforme a cosmologia pampsiquista platônica, haveria, antes de tudo, uma alma do mundo e, depois, partes da alma, dependentes e inferiores, a saber, as almas dos astros, dos homens, etc.

O conceito platônico do Demiurgo foi retomado pelo Gnosticismo, onde adquiriu um caráter ruim por conta da associação matéria (Humano) x idéia (Divino). No caso, o Demiurgo funcionaria como o personagem Arquiteto, de Matrix Reloaded, criando um mundo para aprisionar as nossas almas. Para a Gnose, a única parte Divina em nós é a alma, que constantemente batalha com o corpo e com as paixões materiais, e por isso o planeta Terra seria o verdadeiro Inferno (Hades), e o Demiurgo, o verdadeiro Lúcifer.

O DEMIURGO

Oráculo mencionou certa vez que Moisés foi quem se comunicou com a maior potência, com a energia mais próxima de Deus possível aqui na Terra. Confesso que na hora fiquei desconcertado, pois achava que teria sido Jesus… até que alguns conceitos que estão espalhados sutilmente na Bíblia foram se encaixando, como o fato de, no Livro de Jó, Satã (o adversário) ter total controle sobre a matéria a ponto de infernizar a vida de Jó, mas não mudar a sua essência (alma). Vemos também em Mateus 4:8 Jesus ser tentado pelo mesmo Satã, que lhe oferece “todos os reinos do mundo, e a glória deles” se, prostrado, ele o adorasse. Sem falar no famoso “Meu Reino não é desse mundo…“, que me fez pensar “quem é que manda nessa porcaria aqui?”. Fica meio saber onde termina YHVH e começa Satã, se estivermos imbuídos dos nossos filtros religiosos, que separam distintamente o bem e o mal, mas se formos nos aprofundar na Kabalah e no Hermetismo, veremos apenas dois aspectos da Energia Divina, adaptada a uma certa época, a uma certa maneira de contar a história.

Há um texto de Lázaro Freire, na lista Malkuth (só para assinantes), que trata da questão de forma interessante:

…Pois bem, Mitratron é o PRIMEIRO regente dos sete deste mundo dos EL, ou seja, do MUNDO ASTROLÓGICO. Compararíamos ao plano astral (a muito GROSSO modo, porque aí não são lugares de manifestação, e sim quase atributos, formas divinas que há em nós ou nos anjos). Ou seja, ele está no ponto mais alto dos arcanjos, na comparação, no limiar do astral, quase passando para o mental. Eu recomendo não confundi-lo com o conceito cristão de Satanás, nem exorcizá-lo (risos), pois o “cara” (se fosse um cara) é, se não notaram, a primeira grandeza abaixo do mundo angelical. Ou seja, sua missão é introduzir aqueles que devem “comparecer perante a face de Deus”. Em nossa linguagem, sabemos que, para você se iluminar, vai ter de se livrar do jugo do karma. Não vai poder dever nadinha, certo? Então, ADIVINHA QUEM você vai encontrar no seu caminho de ascensão, para só passar quanto tiver realmente o coração leve como a pluma?

Ah, lembram do Deus mal humoradinho do velho testamento? Não, não era DEUS, ou melhor era, pois todos o somos. Mas o ASPECTO ou força divina que acompanhava aquele estágio do planeta, e que se manifestava, e que podia destruir Sodoma e Gomorra, testar Jó e Tobias, falar GROSSO para dar as Leis, etc. Adivinha quem era? Quem? Quem?

Ah, mais detalhes para ter boas relações com este aspecto… É claro que é por meio dele que todas as potências inferiores podem receber as virtudes de Deus. O “cara” é uma espécie de chakrão celeste, um elo divino, um transformador energético, um filtro de passagem. É bom pensar antes de chamá-lo, em ignorância religiosa, de “o capeta”.

Quando nos adaptamos à idéia oriental de que não existe bem ou mal (apenas o uso que fazemos das coisas), nos parece mais lógica a idéia de que “cada povo tem o Deus que merece ou necessita” e, por isso, encerro com mais essa pérola de Aïvanhov:

Como é que se podia falar de Deus – o Ser que supera toda compreensão – aos povos primitivos que não tinham nenhuma noção da vida interior?
Devia se utilizar uma linguagem que eles pudessem compreender, então, foi preciso atribuir a esse Deus alguns traços de caráter humano, insistindo, certamente, na Sua força e na Sua grandeza.
Foi assim que as religiões fizeram dEle um rei, com traços característicos dos reis que reinavam na terra, como: a autoridade, a cólera, o ciúme, a vingança nos confrontos daqueles que não se inclinavam diante dEle, e distribuidor de recompensas aos seus cortesãos. Verdadeiramente um belo exemplo!
Na terra existem reis que ocupam o seu tempo de modo mais razoável e útil. Nos nossos dias, os seres humanos, pelo menos alguns entre eles, adquiriram um conhecimento da vida psíquica e uma consciência moral, dos quais não se tinha a menor idéia nos séculos anteriores.
Então, não se deveria apresentar uma outra imagem de Deus?

Omraam Mikhaël Aïvanhov

Referência:
A Metafísica em Platão

4.9 10 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
43 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Felipe
4 novembro de 2023 7:05 am

O mundo que Deus criou para o ser humano viver foi jardim do Éden de onde foi expulso. Esse mundo atual jaz no maligno, não é de Deus e Jesus veio para nos tirar desse mundo

Felipe Nascimento
Felipe Nascimento
29 julho de 2022 1:22 pm

Esse texto que texto fudido puta que pariu a mente desse autor extremamente poderoso, todos os recursos utilizados de uma maneira muito sublime! o começo sobre o Demiurgo, é altamente gratificante ter essas mentes em nosso mundo tão repletos de imundícies!

tiza
tiza
7 agosto de 2005 2:54 pm

Sanakotensun, belo texto o seu , informações que te pertencem… lindo mesmo..assim é mais visceral o diálogo…parabéns ! “Mais vale um homem que conquista a sí mesmo , do aquele que conquista mil reinos….” Acho que deixei margens para dúvidas ao dizer:”um monte de gente egoista,procurando satisfazer suas vontades individuais,traduzem bem a força do mal.” Não quis dizer ,um monte de gente voltada para voltada para sí.O amor é pintura que só revela suas cores nos pincéis de nossa própria angústia interna.Aangústia co m a matrix é fundamental, e grandes homens caminharam sózinhos e foram “profetas e filósofos póstumos” .Não… Read more »

Drica
Drica
8 agosto de 2005 1:19 am

Ha muito tenho acompanhado este blog, e gosto muito … Esse conceito bem;mal muito me interessa, mas muito dificil compreende-lo com nossa mente limitada do ponto de vista macro. Talvez Deus não seja tão perfeito assim, talvez Ele como nós também esteja buscando ampliar seus horizontes. Mas Ele continua sendo o todo, em nossa esfera tudo é parte Dele, seja o bem e o mal também. HPB cita que Jehova o Deus materialista dos Judeus é o Demiurgo (o Anjo mais querido do Altissimo, Lucifer), e é o guardião da porta do umbral, e todos terão que passar por Ele.… Read more »

Anônimo
Anônimo
8 agosto de 2005 1:06 am

Calma Dunedain, calma!

As vezes vc dá a impressão de que é da política do filme Farenheit 451 do Trufaut, mas agora mostrou que não é.

David
David
7 agosto de 2005 8:30 pm

Até quando Nega?
Até fazermos a parte que nos cabe…a parte humanamente possível. Mas ainda faltará a parte sobre-humana, divina. Tenhamos fé.

sanakotensun
sanakotensun
6 agosto de 2005 10:24 am

Meu Deus citaram meu nome ohhh

não desisti desse blog ainda , achei algo de jung que considero interessante , o resto é baboseira ..

Por favor ,claro que não é do interesse do lucido e nem do verdadeiro admitir que sabedoria é apenas atitude ….e sempre foi isso ……afinal de contas , as pessoas pensam , o que devo fazer então com toda aquele baboseira mistica inutil ????

A curiosidade é uma otima diversão , é como ir ao cinema , só isso .,.

Anônimo
Anônimo
6 agosto de 2005 1:21 am

o inominado se pergunta sempre…atitude

Dunedain
Dunedain
5 agosto de 2005 10:59 pm

Ao sem nome, Podem me chamar de chato,radical,preconceituoso e etc….tô nem aí,já que todos os valores estão detupardos mesmo. Acho que isso se deve pelo fato de ser objetivo. Sinceramente,mesma que uma pessoa saiba responder nossas perguntas,ela nunca vai nos responder,não porque não queira,mas justamente porque nós mesmos não iremos aceitar,iremos jogar contra, um PRÉ-conceito(conceito já estabelecido,duro feito um diamante,só que mais opaco que o ferro). Pensemos nisso,e perguntemos para nós mesmos,e não para os outros… Não me levem a mal. Até me comparam com o marceloukha,não acho isso legal,mas se tem uma coisa que concordo com ele é: ATITUDE!… Read more »

Dunedain
Dunedain
5 agosto de 2005 10:45 pm

Só mudando um pouco…foi mal ae…

http://br.invertia.com/noticias/noticia.aspx?idNoticia=200508052149_RTR_1123278547nN05225770

Talvez mais uma importante mudança sócio-política nessa era conturbada….como já todos sabemos!

Dunedain
Dunedain
5 agosto de 2005 10:42 pm

Por isso que desde o começo eu falava….

Ninguém SOBE sem antes DESCER,ninguém abre uma porta sem antes FECHAR….

Valeu…

tiza
tiza
8 agosto de 2005 9:45 am

Por mais que a gente se esforce, não dá pra vislumbrar verdades infinitas com olhos finitos ;eles sempre a sombrearão..o que nos cabe é pois mudarmos e ampliarmos o foco gradativamente, para bem distinguirmos o que ilumina ; e o que é iluminado..bjos,

Liza
Liza
8 agosto de 2005 10:00 am

Esta tendência maniqueísta está presente no modo de pensar, ainda hoje. Um ponto de vista que nos leva a muitos equívocos e injustiças.
Nos enganamos em relação a nós mesmos e ao nosso grupo, não percebendo o mal que existe, pois nos julgamos bons, e nos enganamos em relação aos outros, não percebendo o bem e as virtudes que eles cultivam, pois os julgamos maus.
O Evangelho caminha noutra direção. Jesus nos pede: não julgueis.
Não julgar é virtude e inteligência, mesmo porque pouco sabemos dos outros.
No final somos santos e pecadores. Cada um de nós vive esta ambigüidade.

Eliphas Levi
Eliphas Levi
24 maio de 2018 5:21 pm

falou falou falou , e nao disse absolutamente . PORRANENHUMA.

Sri Mahatma Guru Buddha Xavier
Sri Mahatma Guru Buddha Xavier
24 janeiro de 2007 11:56 am

lazarofreire@voadores.com.br

Pelo que sei, Lázaro normalmente não lê emails pessoais, mas se vc escrever pra lista Voadores ele lê.
Dá pra escrever pela internet mesmo aqui:
http://br.groups.yahoo.com/group/voadores/post

Airtinho
Airtinho
24 janeiro de 2007 11:41 am

Desculpe a ignorancia, mas gostaria de saber o nome de quem escreveu a materia sobre o demiurgo e como posso ler mais sobre suas pesquisas.

meu nome é Airton e meu email é planetta@terra.com.br

obg.

Anônimo
Anônimo
11 agosto de 2005 2:59 pm

ensinar é obrigação: enXergar.

wncroma
wncroma
11 agosto de 2005 2:07 pm

O texto é ótimo, a visão é perfeita. Aos poucos a humanidade abrirá os olhos depois de milhares de anos de cegueira.
Como na matrix:
Néo: Por que eu não consigo enchergar direito, por que essa luz me cega?
Morpheus: É porque você nunca usou seus olhos, eles precisam ser reconstituidos.
Um abraço.

Dunedain
Dunedain
10 agosto de 2005 10:40 pm

Ao sem nome,

Eu apenas tenho uma causa,e a defendo com seriedade,as vezes dá essa impressão,justamente por encarar a vida como uma grande guerra que no final se alcança a paz. Minha intenção não é gerar conflito com ninguém.

Até…

Titanico
Titanico
8 agosto de 2005 10:50 pm

Acid, show de bola esse texto… o assunto é bem “revelador”…

Tiza… gostei pra caramba do que vc escreveu neste post em particular… suas visões lá embaixo ficaram muito ricas…

Abraços pra vcs…

David Enoch
David Enoch
8 agosto de 2005 6:49 pm

Parece que tudo tem seu tempo de acontecer….a verdade vai ser revelada ou descoberta…sejamos otimistas

Amiko
Amiko
5 agosto de 2005 10:07 pm

Concordo com o Cláudio, afinal de contas o que nesse mundo não é relativo. Não liga não, quanto a viajar na maionese, isso é bem comum por aqui (eu sou normal) hahahah.

“Qual era a intenção de Deus em criar o ser humano? Fazer um ser imperfeito a ponto de nem conseguir conversar com o seu criador? “

R.: Aí, tem alguém afim de passar uma colinha…….Titanico? X-builder? Mais alguém? Acid?

Isso é muito complicado, o ser humano não tem maturidade pra tanto.

Anônimo
Anônimo
5 agosto de 2005 8:38 pm

Qual era a intenção de Deus em criar o ser humano?
Fazer um ser imperfeito a ponto de nem conseguir conversar com o seu criador?
Fazer um ser capaz de conversar com o criador e ainda assim precisar “comer de um fruto” para adquirir conhecimento?
Penso que não há como escapar da idéia de que algo atrapalhou a criação do ser humano e tudo mais que se relaciona com sua existência.
Quem poderia colocar um grão de impureza na fornada divina?

Bem…(mal)…a minha opinião vcs já conhecem. Anônima ou nominada.

Dunedain
Dunedain
7 agosto de 2005 1:33 pm

Com relação a todo e qualquer conceito moral: ora egoísmo,ora altruísmo,bem,mal,mau,bom… (…) A verdade depende do reconhecimento de cada um, e como não temos todos a mesma concepção das coisas, também não podemos generalizar essa questão. É por isso que cada um de nós, se for sincero, possui a sua própria verdade de acordo com o seu grau de maturidade e a sua concepção das coisas. Só aquele que domina e conhece as leis absolutas do macro a do microcosmo pode falar de uma verdade absoluta. Certos aspectos da verdade absoluta com certeza serão reconhecidos por todos. Ninguém duvidará da… Read more »

Anônimo
Anônimo
7 agosto de 2005 2:28 pm

está tomando do remédio dos outros, Dunedain? este é um trecho do livro de Franz Bardon…o que aconteceu com sua auto-medicação?

Dunedain
Dunedain
7 agosto de 2005 8:54 pm

Ao sem nome, Seria mais válido,prestar atenção no conteúdo e não na aparência. Franz Bardon assinou,mas é o dono do conhecimento? Lao Tsé assinou, é dono?Eliphas Levi assinou, é dono?Paracelso assinou,é dono? HPB assinou,é dona?SAW assinou,é dono? Nietzsche,Apolônio,Kiekergaard,Platão,Sócrates assinaram,são donos? O avião é do Santos Dumont,só porque ele assinou a invenção? Anda de avião quem quer ou quem pode,mas o avião está para todos usarem. O conhecimento é de todos,mas ver quem quer,só que vale é o mérito de ver e mais nada…e sinceramente,vejo que falta muito discernimento e má interpretação de texto,como nessa pergunta. A minha crítica maior é… Read more »

Anônimo
Anônimo
7 agosto de 2005 10:53 pm

E aí, vamos tomar um sorvete (Ou uma pinga?cerveja?) na lanchnete/bar da esquina para resolver todas estas profundas questôes?…Que saudades do meu tempo de universitário…Continuem caminhando amiginhos…É o que vale…

Dunedain
Dunedain
7 agosto de 2005 9:19 pm

E pra finalizar de uma vez por todas,não me considero melhor que ninguém aqui,não mesmo. Só que precisa ficar falando que gosta também?que sente isso ou aquilo por um ou outro? Simplesmente não preciso provar nada para ninguém,só tento passar um visão que por muitas vezes pode parecer radical,mas só é uma inconformidade gigantesca contra o sistema e que isso pode ser demolido,mas não pela violência externa,e sim pela demolição interna, já li vários “desabafos” nesses posts,só que a problemática não está aí,é mais profunda,e justamente minha visão é atacar justamente a problemática,que parecer ser radical,mas não é. Me identifico… Read more »

tiza
tiza
7 agosto de 2005 3:01 pm

De minha maneira artezanal, quero dizer o mesmo que o Dune…

tiza
tiza
7 agosto de 2005 3:35 pm

David ,físico querido vc sumiu!
…vc é a minha base racional…O que nos antecede,a temperatura a que fomos submetidos em nossas experiências de vida,nossa história
pessoal, cármica ou cósmica ,têm o mesmo efeito diferenciador de percepção e entendimento diante de novas situações nas quais somos abruptamente,todos mergulhados indistintivamente.Depois de algum tempo de mergulho,estabilizadas as temperaturas,as mãos voltam ao seu estado térmico primeiro e original,
e as sensações se igualam, tornam-se compatíveis e fiéis para o enlace..

David
David
7 agosto de 2005 4:49 pm

olá tiza,
vc não viu as minhas perguntas pra ti ali nos circ. ingleses?

aqui vc falou sobre temperatura e eu não resisti…sapequei aquele texto clássico sobre a falibilidade dos sentido tato na mensuração térmica…por extensão todos os outros são falíveis…Ohh imperfeição humana!

sanakotensun
sanakotensun
7 agosto de 2005 2:53 am

Eu gostaria de saber por que uma pessoa voltada para si é egoista conforme afirmado abaixo .. É inteligivel para mim ter compaixão para com o proximo , e eu tento sempre tatear a origem dessa comunhão de sentimentos … Para viver , trago a vida para dentro de mim , inspiro e expiro comforme recebi …. Nunca entendi a logica dos proprios sentimentos constitutivos da minha pessoa , a experiencia que tenho ,me mostra pessoas sendo levadas por correntezas se agarrando no que podem …inventando conceitos altruisticos , seguindo religiões e até mesmo crendo em evolução , quando na… Read more »

David
David
7 agosto de 2005 2:30 am

relativismo da sensação térmica:
três baldes d`água, um com água quente mas suportável, um com água morna e outro com água gelada…ponha a mão esquerda na água quente e a direita na água gelada…espere alguns segundos, depois coloque as duas na água morna. A mão esquerda agora sentirá frio e a direita calor, no entanto
estão no mesmo balde.

tiza
tiza
7 agosto de 2005 2:01 am

Nega..oi,esse assunto sempre foi e é prioridade, e a gente tá longe de entender perfeitamente! EX;temperatura ;fervente,quente,morno,tépido, frio,gelado,congelado… Temperatura é um conceito único delimitador desses vários e diferentes graus de sí mesma.Todos existem e são úteis para determinados fins.Café exige fervura ,cerveja exige bastante refrigeração,sorvete requer congelamento.Cada um desses elementos exige uma determinada temperatura para existir, e ser aprovada pelo do paladar. Nós,entretanto temos uma temperatura corporal que não se mantiver estável, acarretará em óbito. Exige equilíbrio .Não pode baixar muito ,nem subir demais. Uma situação ;Ficar muito tempo no gelo, sem qualquer recurso de aquecimento. Humanos sofrerão de hipodermia… Read more »

julio assis
julio assis
5 agosto de 2005 8:20 pm

http://www.themaozoleum.com/excatedra/coluna%20Lucifer.htm

Lucifer: Flamejante Celeste
por Marcos Torrigo

Anônimo
Anônimo
5 agosto de 2005 7:51 pm

Oi Claudinho, bjos amigo! …É muito difícil falar de coisas complexas em poucas palavras,pelo menos para mim..mas a intenção é a melhor possível pode crer…. Acho que este, BEM/MAL é o véu sobre o qual Jesus disse “Muitas coisas teria ainda para vos revelar ,mas não suportaríeis ..”(pra mim a ‘gente’ somos adotados e nossa genealogia deve ser brabíssima!!..) Acho muito válido esse seu ponto de vista de relativismo segundo a evolução,e acredito que ele exista mesmo.Assim, evoluidos todos, o mal deixaria de existir por falta de hospedagem; e por isso acho que esse ‘antes'(moisés ) e depois’ (Jesus)que falei… Read more »

Cláudio
Cláudio
5 agosto de 2005 6:05 pm

O negócio tá esquentando! Muito bom! Após ler o comentário da Tiza (ah… abraço pra vc, amiga mineira!), não pude deixar de pensar que essa história de bem e mal, maniqueísmo, conceito dicotômico ocidental se contrapondo ao conceito oriental e tudo o mais, realmente, dá pano pra manga. No final das contas, eu acho que é algo assim como o tempo. Não é que o tempo não existe. Ele é relativo. Existe aqui, mas não em outras dimensões. Essa de divisão entre bem e mal acho é parecido: não é que não exista tal separação, mas ela é relativa. Depende… Read more »

tiza
tiza
5 agosto de 2005 5:41 pm

Acid , talvez isso ajude-o a sair de seu inferno astral…. na minha opinião ,vc estava certíssimo na conversa com a Oráculo….(com todo o devido respeito aí, amiga e conselheira !); mas é só uma opinião anciã e amiga… Existem dois testamentos, o antigo e o Novo.Essas conotações em muito ultrapassam o sentido temporal, no sentido a que estamos acostumados. Melhor seria dizer, bem ao estilo de nossas propagandas , o antes e o Depois… Antes/Moisés(anterior à Platão )=>Antiga aliança; “Toda a terra é minha, mas vós sereis um reino de sacerdotes e uma nação consagrada ” e lhe entregou… Read more »

Rafa
Rafa
5 agosto de 2005 5:15 pm

“cada povo tem o Deus que merece ou necessita” -> Deus, governante, pais, ego, lar, filhos, demais antepassados, chefe, trabalho, amigos e inimigos (uma coisa só em polaridades distintas), etc. Aqui é ou não é o lugar onde a gente aprende em conjunto a se libertar desse ato de criar doenças para a própria alma?
Muito bom o post!

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
5 agosto de 2005 4:35 pm

O livro 4 da série “A saga dos Capelinos”: OS PATRIARCAS DE YAHVEH, de Albert Paul Dahoui, mostra de forma romanceada como foi a Aliança de Deus com Israel do ponto de vista espiritual.

http://www.corifeu.com.br/a_saga_dos_capelinos.asp

 David
David
6 agosto de 2005 5:52 pm

Bem é o que favorece à vida. Mal é o antônimo, lingüístico.
Vida, para quem acredita no mundo espiritual é a manifestação deste no mundo físico.

Nega
Nega
6 agosto de 2005 5:45 pm

Olá a todos! Hum, muito interessante esta discussão… Bem, so vou deixar aqui a minha mísera e humilde opinião´para entornar mais a maionese… O que vcs entendem por Bem e Mal? O que é Bem? Será que seu conceito pode ser válido para outras pessoas? Acho que os conceitos ocidentais estão muito ligados à linguística. Na minha parca visão, bem e mal não existem ( Deus não precisa de conceitos, nem ser ético ou não). Talvez o mais importante para Deus seja que as criaturas adquiram uma visão total dos aspectos da sua aprendizagem, e que guardem as consequências das… Read more »

Nega
Nega
7 agosto de 2005 5:22 pm

Diálogo entre Frodo e Gandalf: (Frodo)-É uma pena que Bilbo não tenha apunhaladoaquela criatura vil, quando teve a chance! (Gandalf)-Pena? Foi justamente pena que ele teve. Pena e Misericórdia: não atacar sem necessidade (…) – Não consigo entender você. Quer dizer que você e os elfos deixaram-no viver depois de todas as coisas horríveis que fez? Agora, de qualquer modo, ele é tão mau quanto um orc, e um inimigo. Merece a morte! -Merece! Ouso dizer que sim. Muitos que vivem merecem a morte. E alguns que morrem merecem viver. Você pode dar-lhes vida? Então não seja tão ávido para… Read more »

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.