EVANGELHO AQUARIANO: SEMEAR E COLHER

Aproveitando o gancho da tragédia do supermercado no Paraguai, apresento mais um capítulo livro O Evangelho Aquariano:

Enquanto Jesus falava, um homem avançou e disse:
Ontem à noite uma tempestade no mar fez vários barcos de pesca naufragarem, e muitos homens mergulharam para a morte, e eis que suas viúvas e filhos estão passando necessidades. Que se pode fazer para ajudá-los em sua terrível aflição?

Jesus disse:
É um apelo digno. Homens da Galiléia, ouvi-me. Não podemos trazer esses homens de volta à vida, mas podemos socorrer os que dependiam deles para seu sustento cotidiano. Administradores das riquezas de Deus, eis uma oportunidade; abri vossos cofres; tirai o ouro escondido; presenteai-o com mão generosa. Esta riqueza foi guardada para momentos como este; enquanto não foi necessária, éreis seus guardiães; Mas agora não é mais vossa; pertence aos que passam necessidades, e se não a derdes, simplesmente estareis atraindo a ira de Deus sobre vossa cabeça. Dar a quem necessita não é caridade; é apenas honestidade; é dar aos homens o que lhes pertence.

Um doutor da lei disse:
Rabi, se Deus governa os mundos e tudo o que neles existe, não foi ele quem mandou esta tempestade? Não foi ele quem matou estes homens? Não foi ele quem mandou a desgraça sobre esta gente? E será que não foi para puni-la por crimes?
E nos lembramos bem de uma vez quando um grupo de zelosos judeus da Galiléia estavam numa festa em Jerusalém e, por crimes imaginários contra a lei romana, foram decapitados no próprio adro do templo por Pôncio Pilatos; e seu sangue transformou-se em seu sacrifício. Deus teria provocado toda esta matança porque eles eram duplamente vis?
E então recordamos que uma vez uma torre chama-da Siloã brilhava entre as defesas de Jerusalém e, sem causa aparente, ela tremeu e caiu por terra, e dezoito homens morreram. Estes homens eram vis? E foram mortos como castigo por algum grande crime?

E Jesus disse:
Não podemos tomar um único período de vida e julgá-lo como um todo. Há uma lei que os homens devem reconhecer: O resultado depende da causa. Os homens não são grãos de pó que flutuam no ar de uma breve vida, e depois somem no nada. Eles são partes imortais de um todo eterno que vêm e vão várias vezes no ar da Terra e além, apenas para revelar o ser divino.

Uma causa pode ser uma parte de uma vida breve; os resultados podem não ser notados até uma outra vida. A causa de vossos resultados não pode ser encontrada na minha vida, nem a causa dos meus resultados pode ser encontrada nas vossas. Só posso colher se semear, e devo colher tudo o que semear. A lei de todas as eternidades é conhecida das mentes mestras: Tudo o que os homens fizerem a outros homens, o juiz e o carrasco farão a ele.

Não observamos a execução desta lei entre os filhos dos homens. Vemos o fraco desonrado, pisoteado e assassinado por homens chamados fortes. Vemos que homens de cabeça oca sentam-se nos tronos do estado; São reis e juízes, senhores e senadores, enquanto homens com gigantescos intelectos são varredores de ruas. Vemos que mulheres com pouco senso comum, e sem talento de qualquer espécie, pintam-se e vestem-se como rainhas, transformando-se em damas das cortes de reis fantoches, porque têm forma de algo belo; enquanto as verdadeiras filhas de Deus são suas escravas, ou trabalham no campo como obreiras comuns. O senso de justiça clama: Isto é uma caricatura do direito.

Assim, quando os homens não vêem mais do que o espaço de uma vida, não é de espantar que digam: Deus não existe, ou: Se existe é um tirano e deveria morrer. Se quiserdes julgar corretamente a vida humana, deveis elevar-vos e colocar-vos no cimo do tempo e observar os pensamentos e obras dos homens tal como ocorreram em eras passadas; Pois devemos saber que o homem não é uma criatura feita de barro para voltar ao barro e desaparecer. Ele é uma parte do todo eterno. Jamais houve um tempo em que ele não era; jamais virá um tempo em que ele não existirá.

E agora vemos: os homens que hoje são escravos, uma vez foram tiranos; os homens que hoje são tiranos, foram escravos. Os homens que hoje sofrem, já estiveram no alto, e gritavam com prazer demoníaco enquanto outros sofriam em suas mãos. E os homens estão doentes, e inválidos e coxos, e cegos porque uma vez transgrediram as leis da vida perfeita, e toda lei de Deus deve ser cumprida. O homem pode escapar do castigo que parece merecer por seus erros nesta vida; mas todo ato e palavra e pensamento tem suas próprias medidas e limites; E causa, e tem seus próprios resultados, e se um erro é cometido, quem o cometeu deve consertá-lo. E quando todos os erros tiverem sido reparados, o homem se elevará e será uno com Deus.

O Evangelho Aquariano; Cap. 114

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.