TEMPO INTERIOR

Mais um trecho do livro Na próxima dimensão, de Carlos A. Baccelli e Inácio Ferreira:

Quando será que subiremos de fato? – perguntou o padre desencarnado.

– Cabe a nós, irmão – respondeu Odilon –, romper com o círculo vicioso da cadeia reencarnatória… Conforme se constata, o nosso problema crucial está na Terra, pois, de acordo com o nosso menor ou maior aproveitamento por lá, é que nos direcionamos depois da morte. Temos que reencarnar mais bem preparados e conscientes, sobretudo conscientes de que o tempo no corpo passa depressa e não vale a pena nos entregarmos à ilusão; até aproximadamente os 40 de idade, o homem soma: saúde, prazeres, aquisições; depois dos 40, começa a subtrair em sentido inverso… Com a evolução tecnológica e a velocidade do pensamento, a existência humana vem se tomando vertiginosa; um século contínua tendo 100 anos, mas l dia parece não ter mais o mesmo número de horas… A mente do homem está encurtando o seu tempo de permanência no corpo: a expectativa de vida tem aumentado significativamente, mas o tempo mental da criatura encarnada está diminuindo progressivamente…

– Com a palavra os físicos, para melhor explicarem tal fenômeno de encurtamento do tempo interior – acentuei. – A continuar assim, dentro de mais alguns séculos, o homem será chamado a modificar a sua medida-padrão de tempo; à proporção em que a vida se espiritualiza na Terra, o tempo se desmaterializa, ou seja: quanto mais o homem se absorve interiormente, mais as coisas de fora deixam de se lhe constituir em ponto de referência… Por este motivo, quando nos dirigimos aos nossos irmãos encarnados, habitualmente o fazemos sem noção de relógio e de calendário, pois a vida além da morte é apenas uma questão de aceleração das partículas que constituem o espaço em que nos movimentamos no novo corpo que nos abriga… Cada dimensão espiritual é caracterizada por uma velocidade e, conseqüentemente, por um espaço geográfico; a diferença de velocidade faz com que duas dimensões espaciais coexistam, ou seja, se interpenetrem; isto modifica antigas concepções da Física, que, é bem provável, venha, em tempo mais curto que o esperado, colocar a questão da sobrevivência da alma numa equação matemática… Futuramente, a Religião do homem será a Ciência, que, por sua vez, se lhe constituirá na mais legítima manifestação de Fé!

5 4 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
22 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Subramanian
Subramanian
7 janeiro de 2005 7:18 am

Isso me lembra um livro. A maior velocidade e sutileza dos planos superiores; o efeito do planeta estar vibrando mais e mais rápido mas nossa mente não estar adaptada.. a abordagem mais detalhada que eu vi de metafísica como ciência, para entender tudo isso, foi no livro “Merging with Shiva”: http://www.gurudeva.org/resources/books/mws/mws_table_of_contents.html É um livro de estudo, grande e cheio de informação, feito com a terminologia e o ponto de vista de um sábio hindu shivaísta. É escrito com uma clareza impressionate e é de uma precisão linda. É um livro fascinate. Aí está o link, aos meus amigos saintes da… Read more »

Subramanian
Subramanian
7 janeiro de 2005 10:20 pm

É um prazer compartilhar o pouco que sei. O objetivo da existência humana (para os hindus) é atingir a união com a alma e torná-la tão forte, tão fulgurante, que ela nos mostra que o ego e maya são ilusórios. Muito da caridade crística vem disso: se somos todos um só, porque eu iria ferir ou não amar ou não ter caridade por alguém que, quando retiradas as ilusões, sou eu mesmo? Um infinito, lindo, pleno Eu? Para atingir esse estado de união e liberdade e pureza, a técnica de yoga foi delineada pelos mestres hindus que chegaram lá. Mas… Read more »

Kamala
Kamala
7 janeiro de 2005 11:13 pm

Marcela, por que o cristal ficou roxo? Não entendo de cristais, mas acho que eles não mudam assim, ou será que sim.

Qual a explicação?

Felipe
Felipe
7 janeiro de 2005 11:49 pm

Subramanian

Valeu cara ! Gostei muito da explicação.

um abraço

julio assis
julio assis
8 janeiro de 2005 4:27 am

acho que o Subramanian tem razao com relação a nossa mente não estar adaptada a vibração mais rápida do planeta. me corrijam se estiver falando besteira. é como se nossa mente ainda estivesse “calibrada” para uma vibração mais lenta, ocasionando assim a sensação de que o tempo passa mais rapido mas, nós é que não conseguimos acompanhar, seguir no mesmo ritmo, o “tempo atual”. Isso me lembra aquela explicação da lei da Relatividade de Einstein em uma pessoa faz uma viagem de alguns anos pelo espaço a uma velocidade próssima a da luz e quando volta para terra vê que… Read more »

julio assis
julio assis
8 janeiro de 2005 4:41 am

radical, também tirei 15 dias de férias e eles passaram tão rápidos quantos os outros, com exceção do dia em que fui a casa da minha sogra.
e todos os relogios de pulso que tive e tenho sempre adiantam.
de dois em dois meses eu tenho que atraza-lo cinco minutos.

Radical Chic
Radical Chic
8 janeiro de 2005 10:09 pm

Hahahaha… Sempre sobra pra sogra… sacanagem, heim Júlio?! Adorei a explicação Subramanian! Valeu! Agora, qto a isso dos relógios… eu também vivo acertando a hora do meu relógio de pulso (1x por mês +/-), pq sempre adianta 5 minutos. Mas eu sempre achei que não dava sorte com relógios e que eles é que não prestavam….rs Nunca me liguei nisso, pq 5 minutos em 1 mês é pouco. Será que não é coincidência? Agora, uma coisa que eu já percebi que fazia: Torrava meus computadores. Sério mesmo, eu vivia queimando HD, placa mãe… era só ficar nervosa demais, como se… Read more »

HetsnaPi
HetsnaPi
18 fevereiro de 2005 11:16 am

Procurem na internet sobre “Ressonancia de Schuman”… fala que a frequencia de vibração do planeta e dos seres vivos é a mesma, mas que a Terra aumentou de 7,x para 11 e está indo para 13… e é por isso que temos a impressão de que o tempo passa mais rápido… na realidade metafísica relativa, um dia passou a ter a duração de 16h.

Roger
Roger
27 outubro de 2008 9:46 am

o tempo é o anticristo,60:60:60,a maior forma de controle do inexistente,o cultuam e esta oculto.Lute para libertar suas açoes.

Roger
Roger
27 outubro de 2008 10:15 am

depois de cristo o tempo reiniciou.

Radical Chic
Radical Chic
7 janeiro de 2005 9:03 pm

Nossa Subramanian!

Eu adoraria que vc escrevesse mais um dez montes desse! Já tinha ouvido falar de Moksha, mas nunca tinha entendido…

Agora entendi o sentido, mas estou confusa com a última frase… Como é que Moksha pode vir antes do Samadhi?

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
7 janeiro de 2005 8:18 pm

Tá se desculpando pelo que? Fala mais aí que eu tô adorando! 🙂

Ricardo
Ricardo
7 janeiro de 2005 8:12 am

Olá pessoal.
Quanto a esta questão da aceleração do tempo, será que alguém poderia indicar alguma fonte com informações mais detalhadas na net? Fiquei curioso, até já li algo a respeito mas a matéria era muito superficial.
Agradeço qualquer dica

Radical Chic
Radical Chic
7 janeiro de 2005 9:32 am

Muito se fala dessa acelereção do tempo, Ressonância Shumman (não sei se é assim que escreve)… Mas eu percebi que nós é que aceleramos, não o tempo… Hoje em dia temos acesso a muitas informações, tecnologia… e o que era para nos dar um refresco a princípio (já que temos programas melhores, poderíamos trabalhar menos e produzir mais), acaba nos sobrecarregando. Há uns 11 anos eu trabalhava na mesma área que hoje, em proporção eu ganhava bem mais, mas não produzia a metade. Tinha que fazer um desenho enorme à mão, para depois passar para o computador através de uma… Read more »

Felipe
Felipe
7 janeiro de 2005 10:16 am

Subramanian Estou lendo os primeiros capítulos deste livro…muito bom ! Eu percebi o seguinte: a maioria das fraternidades iniciáticas, que incentivam o pleno desenvolvimento das faculdades latentes no homem, fazem menção ao Yôga. Além disso, usufruem dos seus ensinamentos. Não à ‘ióga’ da academia, mas ao Yôga sério e comprometido. Ele oferece simplesmente a meta da existência humana, a ‘self-realization’ (auto-percepção, ou percepção divina), o Samadhi. Isso foi meio que ‘um choque’ pra minha formação kardecista. Como pode? Milhares de anos de evolução reencarnatória serem dissipados? Ascender o karma, sair da ‘roda de samsara’? É. É descrito como ‘uma evolução… Read more »

Kamala
Kamala
7 janeiro de 2005 10:35 am

Radical, eu tbm estava de férias e senti a mesma coisa em alguns dias. O tempo parecia que corria mais lento.

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
7 janeiro de 2005 3:20 pm

Hellen, que tipo de trabalho vc faz com desenho? E você, Radical?

Eu trabalho com design, que ocasionalmente envolve desenho também. Usei um tablet wacom e os programas Corel Painter IX e Photoshop 7 pra fazer o Emmanuel.

Radical Chic
Radical Chic
7 janeiro de 2005 3:52 pm

Atualmente sou programadora de bordados eletrônicos (já faz 11 anos), mas na verdade sou formada Técnica em Edificações e trabalhei com arquitetura uns 4 anos (usando o Auto-Cad).

Amo desenho, mas trabalhos como esse do Acid eu só consigo fazer à mão (estudei pintura com uns 11 anos). Pena que acomodei no micro e não pintei mais nada depois dos 18 anos…

Radical Chic
Radical Chic
7 janeiro de 2005 3:56 pm

Esqueci de dizer… O Software de programação de bordados que uso, é semelhante ao AutoCad. Eu desenho as referências externas e escolho o tipo de preenchimento (ponto de bordado). Antigamente tinha que desenhar à mão… ponto por ponto… e depois digitalizar.

Agora uma reportagem que acabei de ler e gostei muito, sobre os evangelhos apócrifos:

http://super.abril.uol.com.br/super/edicoes/207/capa/conteudo_55845.shtml

Marcela Tizo
Marcela Tizo
7 janeiro de 2005 5:09 pm

Hellen,

Tenho uma amiga que tem esse mesmo problema com relógios. Na casa dela, eles andam todos pra trás..se tirar da casa ficam normais!! Ela ganhou um cristal de presente e encravou no piso do quintal…no dia seguinte, o cristal transparente estava roxo…vejo essas coisas acontecerem com diversas pessoas hoje em dia, não sei,mas sinto que a sintonia fina, a sincronicidade está aumentando. Sinto minha energia mental muito aguçada, mas isso tem me atrapalhado pois fico dispersa,mais medrosa…não sei quando é hora de me aprofundar nos estudos ou de me voltar mais para o cotidiano…meio perdida, né..hehe.

Subramanian
Subramanian
7 janeiro de 2005 7:51 pm

Oi Felipe, oi pessoas de pílula vermelha, “Milhares de anos de evolução reencarnatória serem dissipados? … É.” Você tem razão, nem parece justo. 🙂 Mas eu acho que essa äceleração” do processo é natural do fim de uma evolução como humano: uma entrega tão profunda, tão completa, tão focada, que a alma se manifesta mais e mais e a ilusão da personalidade cede. São João da Cruz fazia isso, São Francisco de Assis em seus êxtases, Al-Rumi, Shams de Tabriz, alguns xamãs… É como se, quando se atinge massa crítica, o que te prende a samsara fosse literalmente se esfacelando… Read more »

Lucas Oliveira
Lucas Oliveira
7 julho de 2016 12:48 am

“Tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para matar, e tempo para sarar; tempo para demolir, e tempo para construir; tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar; tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se. Tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para… Read more »

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.