REIKI

Reiki é uma antiga arte de cura pela imposição das mãos. Redescoberta no Japão, no século XIX, pelo Dr. Mikao Usui, um monge cristão de origem Japonesa.

A técnica já era conhecida pelos monges budistas, mas foi abandonada, pois para o budismo a cura do corpo não é uma meta, e sim a libertação da mente. Mikao encontrou em antigos registros fórmulas de cura – simples e práticas – derivadas de anotações em sânscrito feitas por um seguidor de Buda, há 2.500 anos.

O Reiki constitui-se de uma energia de cura natural que passa a fluir de forma poderosa e concentrada pelas mãos de um canal, que é o Reikiano (pessoa sintonizada no Reiki). Rei significa Energia Universal da Vida. Ki é uma parcela do Rei que flui através de tudo aquilo que vive. Por isso, o Ki também é nossa energia vital, sendo conhecido pelos hindus como Prana, pelos Kahunas como Mana e pelos chineses como Chi. É também conhecida como Bioenergia ou energia cósmica.

O Reiki não segue qualquer religião ou prática meditativa em particular.

Considerações

O Reiki parece em parte aquelas correntes da Amway, em que quantos mais sócios (Reikianos) melhor pra todo mundo. Isso de fato reforça a egrégora do Reiki, e potencializa principalmente os sinais de cura usados pelos Reikianos, mas em compensação o preparo do aluno é quase inexistente. É muito comum encontrar reikianos nível 1 ou 2 que nem sabem o que estão manipulando ao impor as mãos. O Reiki é vago a esse respeito, dizendo que é “Energia Divina”. Ora, até as pedras estão impregnadas de Energia Divina!! Também não precisa se concentrar, nem pensar nada. Apenas coloque as mãos e a energia vai pra onde estiver precisando. Muito fácil e prático, mas efetivo tão-somente pra quem tem facilidade de exteriorizar energia (caso dos médiuns físicos).

Outra lenda é que você não precisa mudar nada na sua conduta pra aplicar Reiki. A “Energia Divina” passa por dentro de você e sai inalterada, pura. Então você pode tomar suas cachaças e ir aplicar Reiki. Não estou aqui querendo zombar do Reiki (fui sintonizado no nível 1 e de fato facilitou a exteriorização de energia pela mãos), mas me preocupo com a leviandade com que é repassada essa técnica.

O processo é o seguinte: a energia imanente (Prana, etc) que se encontra em seu estado “puro” (ou seja, sem estar obedecendo a nenhum padrão vibracional específico, nenhuma programação) é “capturada” pelos chakras (no caso do Reiki, o chakra coronário, no topo da cabeça) e vai passando pelos nadis (dutos de energia que existem às centenas pelo corpo) e chegam às mãos. Ora, os chakras são vórtices de energias, verdadeiros transformadores que captam a energia do Prana e a condensa para que seja absorvida pelo padrão vibratório do corpo (assim como a fonte do computador, que capta a energia elétrica e a transforma em várias voltagens específicas pra cada componente: cooler, CPU, placas,etc). Uma vez transformada essa energia, ela adquire o SEU padrão vibratório, que é como uma “assinatura” energética. Então é impossível não “contaminar” a Energia Divina com seu padrão. O que você pode fazer para melhorar a qualidade da energia que você está doando é elevar o padrão vibracional dela. Como? Se concentrando em seus guias espirituais, rezando, lembrando de um momento de felicidade, ou tendo fé em algo que você acredite (Pode ser em Papai Noel, se ele fizer você se sentir com mais energia). Outras formas de assegurar um bom padrão vibracional é se alimentar bem (ser vegetariano de preferência), ter boa conduta moral, bons pensamentos, etc. (a definição de “bom” aqui é propositalmente vaga. Encontrem a bondade em seus próprios corações).

Outro perigo do Reiki é a “contaminação” com a energia do outro. Ora, muitas das pessoas que precisam de Reiki o fazem porque estão com algum bloqueio energético. Tal bloqueio pode ser uma “casca” de energia densa, um energia programada (forma-pensamento) para aquilo, ou mesmo uma consciência extrafísica. Quando o Reikiano estabelece o canal de energia com o paciente ele cede, mas também recebe algo da energia do paciente e do que estiver obstruindo a circulação, e se o Reikiano não procurar “limpar-se” após a sessão isso pode ter reflexos graves no corpo espiritual e físico (além dos próximos “pacientes” ficarem expostos a essa nova mistura de energia).

Conclusão

O Reiki é ótimo, contanto que se procure uma pessoa mentalmente qualificada pra aplicar.

0 0 votes
Avaliação
12 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.