ANÁLISE DO CD ELVIS 2ND TO NONE

Comentários sobre a remasterização das músicas e comparação com a de outros álbuns.

Ao contrário do 30 #1 hits, dessa vez há quase uma totalidade de remasterizações excelentes. Vale a pena adquirir o CD.

01 – That’s all right Mama – Uma das poucas decepções. No CD The Sun Sessions está com uma qualidade melhor…

02 – I forgot to remember to forget – Trabalho maravilhoso, digno de menção! Mas em 2010 saiu a coletânea Elvis 75 The Anniversary Collection com uma remasterização melhor.

03 – Blue suede shoes – Voz dentro de uma caixa, sons dos instrumentos abafados. Prefiro a do CD The Essential Collection.

04 – I want you, I need you, I love you – Deixaram a voz um pouco mais grave, e mais alta que a música (novamente), só que neste caso funcionou melhor que a original.

05 – Love me – Praticamente idêntica a do CD The 50 Greatest Love Songs, com a diferença de que este está um pouquinho só mais agudo.

06 – Mean woman blues – Perfeito

07 – Loving you – Ainda tem muito ruído de fundo, mas é a melhor versão até agora.

08 – Treat me nice – Perfeito

09 – Wear my ring around your neck – Por incrível que pareça a versão do CD Artist of the Century é MUITO melhor.

10 – King creole – Estranho, mas no CD Elvis 2000 (Best Of The King) a voz de Elvis está mais nítida e poderosa.

11 – Trouble – Perfeito

12 – I got stung – Perfeito

13 – I need your love tonight – Maravilhoso!

14 – A mess of blues – Perfeito

15 – I feel so bad – Perfeito

16 – Little sister – Perfeito pra época do lançamento, mas em 2007 saiu o The Essential Elvis Presley com uma versão melhor.

17 – Rock a-hula baby – Bom, mas em 2010 saiu uma versão melhor com The Complete Elvis Presley Masters.

18 – Bossa nova baby – Perfeito

19 – Viva las Vegas – As outras versões são tão ruins que essa ganhou… poderia ser melhor. A separação do som espacialmente não funcionou… criou um vácuo no centro, onde fica só a voz de Elvis. Estranho.

20 – If I can dream – Mais uma que sofre do “mal 2nd to none“: voz acima dos instrumentos. E como este master não possui uma voz muito clara (por ter sido gravado ao vivo) o som fica meio chapado, sem o “punch” nem da voz nem da orquestra (o wah wah que acompanha Elvis e é praticamente a assinatura da música fica quase oculto nesta versão!). Felizmente saiu em 2008 o The Complete ’68 Comeback Special com uma excelente remasterização dessa música.

21 – Memories – Perfeito

22 – Don’t cry daddy – Remasterização da voz perfeita, mas novamente não souberam manter o balanço voz/instrumentos, que no original estavam no mesmo nível, agora estão sobrepostos pela voz de Elvis (o baixo praticamente sumiu!). Estranho que eu esteja reclamando disso, já que a voz de Elvis é linda, mas descaracteriza a música do jeito que Elvis a queria gravada, já que ele também era produtor e dizia que queria a voz dele misturada (blended) com a música (e particularmente eu prefiro assim). A versão do The Essential Elvis Presley corrige isso e está perfeita.

23 – Kentucky rain – Novamente o mal se manifesta… se você gosta do coral de fundo e dos metais poderosos, fique com o original. Ah! E nesta versao retiraram o enorme eco que tinha na voz de Elvis (não sei como o fizeram, mas foi um feito tecnológico e tanto, que seria melhor apreciado por mim se eu não gostasse tanto do efeito que o eco dá na voz dele…)

24 – You don’t have to say you love me – O acompanhamento do piano está mais audível, o que torna a melodia mais bonita ainda. Mas a voz dele no CD The 50 Greatest Love Songs está mais encorpada. No final das contas eu prefiro a versão da coletânea Love, Elvis.

25 – An american trilogy – Hino pessoal definitivo de Elvis Presley. Esta música retratava de forma magistral todos os valores significativos da vida do cantor. Esta canção na verdade é a reunião de três tradicionais músicas: “Dixie”, “The Battle Hymm of Republic” e “All My Trials”. O conteúdo de suas letras louvam o sentimento confederado do Sul dos EUA durante a guerra civil e o aspecto religioso de sua cultura. Neste remaster eles realçaram os agudos, deixando a voz de Elvis um pouco mais clara, mas ao custo de perder aquela entonação grave característica dos anos 70, e um imenso chiado no fundo. Eu tenho uma versão muito melhor, sem os chiados, mas não sei de qual CD é.

26 – Always on my mind – Boa remasterização da voz, mas péssima separação dos instrumentos. Ainda prefiro a do álbum The 50 Greatest Love Songs. Tem também uma outra versão que é musicalmente diferente, do álbum The Collection [RCA], que tem mais arranjos.

27 – Promised land – Essa versão praticamente destruiu os metais e a guitarra em favor da voz de Elvis. Ouçam a versão do The Ultimate Collection e aumentem o volume. Rock n’rooooll!!!!

28 – Moody blue – Voz mais fina = ruído de fundo. Melhor a versão do CD The 50 greatest hits.

Veja também:
Análise do CD Elvis 30 #1 hits

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.