O BATISMO DE JESUS

Respondeu João a todos, dizendo: Eu, na verdade, vos batizo em água, mas vem aquele que é mais poderoso do que eu, de quem não sou digno de desatar a correia das alparcas (chinelas); ele vos batizará no Espírito Santo e em fogo.

Lucas 3:16

“Vim lançar fogo à terra; e o que mais desejo, senão que ele se acenda?”

Lucas 12:49

O poder que o fogo simboliza em termos de destruição = transformação é pouco compreendido pelos ocidentais, e é por meio dele que Shiva, por exemplo, se manifesta. O fogo também é purificador, sendo usado na forja para retirar as impurezas dos metais. Tanto que a frase de Jesus “Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer a paz, e sim a espada” é um bom indicativo da missão dele, que era trazer um novo modo de se relacionar com o Criador (não mais através do medo, e sim do Amor) e conseguiu assim abalar as estruturas dogmáticas da época. “Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra”. Ele deu início a um processo de dissolução, que até hoje acontece das pessoas romperem com seus laços kármicos, que geralmente se encontram nas amizades (diga-me com quem andas e te direi quem és) e nas famílias, para que se parta em busca de um ideal mais elevado, que seria seguir o caminho de Jesus ou de qualquer outro que pregue o caminho do Dharma (Buda, Torah, Lao Tsé… encontre o seu!). É a tal mudança de freqüência, que mencionei num outro post.

Está claro, pelo texto Bíblico, que João Batista era médium clarividente. Primeiro um espírito manda-o batizar com água, e ainda diz que vai chegar o que batiza com fogo e que João saberá quem é quando vir um espírito descer sobre essa pessoa. Aí chega Jesus e ele vê:

E João testificou, dizendo: Eu vi o Espírito descer do céu como pomba, e repousar sobre ele. E eu não o conhecia, mas o que me mandou a batizar com água, esse me disse: Sobre aquele que vires descer o Espírito, e sobre ele repousar, esse é o que batiza com o Espírito Santo. E eu vi, e tenho testificado que este é o Filho de Deus.

João 1:32-34

Interessante, não? Ainda mais quando sabemos que Cristo significa aquele que é ungido. Ser ungido é ser coberto por óleo, é como um ritual de sagração, em que se é investido de autoridade. No judaísmo é usado pra designar aquele que foi coberto com a graça de Deus, aquele que é o enviado de Deus. Jesus não nasceu Cristo. Ele se TORNOU Cristo, ou iluminado. Foi uma conquista de Jesus que ele quis partilhar com a humanidade. Porque ele era um Bodhisatva, assim como Buda ou Krishna.

É de uma estupidez tamanha deixar de estudar a sabedoria de Jesus por não ser Cristão, assim como ignorar Platão por achar que é coisa de filósofo ou desprezar Buda por não ser Budista. Não sejam como o burro que tem uma viseira pra só olhar pra frente! Milênios de sabedoria estão a um clique de distância e, quando o dia da prova chegar, não poderemos alegar inocência dizendo que tivemos preguiça de estudar.

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.