14/10: O MAKING-OF

A seguir, um making of do post de 14 de outubro com a (então) aguardada Invasão Alienígena do bem, onde exponho as técnicas pra atrair e manipular a “massa” de gente que, infelizmente, age mais como um cardume de peixes do que como um grupo de indivíduos pensantes. Esse post tem um caráter educativo de alerta, não de chacota, pois cada vez mais as pessoas estão sendo vítimas de supostos guias, Mestres ou canalizadores que, se não fazem isso por mal (pra ganhar muito, mas muito dinheiro) podem estar fazendo até mesmo não-intencionalmente, seja por carência, problemas mentais, desajustes sociais, etc (o que não quer dizer que não haja no mundo gente em contato telepático com outras civilizações… afinal, como saber?).

O segredo pra fazer as pessoas acreditarem é simples. Infelizmente o discernimento não é algo trabalhado em nossa sociedade. Mesmo o brasileiro se achando “esperto”, ele é fisgado por uma predisposição a acreditar em certas coisas. Essa é a brecha que os enganadores exploram incansavelmente.

Vamos analisar cada parágrafo do post. Primeiro eu comecei cético, porque quem me conhece no blog sabe que eu já estava cético quanto a essa aparição, e seria muito estranho eu fazer um post já falando de algum avistamento. Portanto, fiz um post dizendo que tinha chegado o dia 14 e não tinha visto nada até agora. Aí então comecei a atualizar o mesmo post, colocando informações. Primeiro inventei um rumor. Isso é conveniente, pois não é preciso dizer QUEM disse a informação, e ela não precisa ser detalhada, nem citar fontes:

Um rapaz de Wisconsin, monitorando webcams, descobriu nessa webcam de Indiana a foto de uma “sombra” que passa por cima da cidade…

Eu procurei ir adiante das expectativas, criando uma sombra no Photoshop numa imagem existente de webcam. Isso me daria a possibilidade de apontar um link pra webcam (que de fato existe mas onde ninguém, obviamente, veria nada de mais) e citei um fórum muito popular como a fonte do rumor (dei o link da página, e não o link específico do rumor, o que desencorajaria muita gente a procurar pela fonte).

Vista de uma cidade por uma webcam

Procurei dar um ar jornalístico, informativo e isento, mostrando os dois lados da moeda. Isso é essencial se você quer enganar os mais desconfiados. Procurei sempre ficar acima dos fatos. Os “canalizadores” fazem muito isso, procurando se isentar de qualquer responsabilidade.

Nos fóruns de discussão o pessoal acha que é uma nuvem de chuva passageira, que escureceu e clareou rapidamente, mas outros dizem ser impossível.

Análises, laudos… invente qualquer coisa e diga que peritos analisaram que isso dará credibilidade “científica”, e isso irá enganar muitos. Ninguém se interessa em saber QUEM analisou, ou COMO analisou.

A imagem que o cara postou está sendo analisada, e me parece que é real. Análises preliminares mostram que há algo de sólido atrás das nuvens e de grandes proporções.

Não fique desesperado pra “vender” seu produto de uma só vez. Faça pequenos rodeios, crie um suspense:

Se formos levar em consideração que algo foi visto de madrugada no Canadá, e depois às 8:30 sobre Indiana, esse algo pode estar rumando pra ALABAMA…

A história está começando a ficar grande demais pra se sustentar. Por isso é preciso criar uma distração, algo pra desviar o foco da sua mentira. Teorias da conspiração funcionam como uma luva, pois deixa o leitor 100% do lado do contador de história, pois agora é uma luta do David contra Golias, da crença contra o “sistema”:

Numa incrível “coincidência”, o departamento de defesa norte-americano ativou o DEFCON 3, alegando motivo de perigo em potencial de ataque terrorista…

Com isso fica solucionado o porquê da notícia (por mais absurda que seja) não aparecer nos noticiários. Agora ela é uma CONSPIRAÇÃO!

Prepare o terreno pro seu prato principal:

Tá rolando o boato de que alguém conseguiu uma filmagem da coisa de cima de um prédio. Vamos ficar de olho no Youtube.

Aprendi isso com Steven Spielberg. Quando ele estava fazendo “Tubarão”, o criticaram pela forma como o tubarão morre no final, pois tanques de ar comprimido não explodem como dinamite. Mas ele respondeu: “Se eu conseguir botar a platéia na minha mão com o filme, eles acreditarão em qualquer coisa que eu colocar lá”.

Montagem de um UFO numa tela da CNN

Outra coisa que aprendi com Spielberg foi não mostrar o objeto principal logo de cara. Comecei com uma sombra, depois a análise da sombra, revelando uma forma, e agora uma imagem de longe, desfocada. A imagem que usei foi a mesma do 11 de setembro, veiculada pela CNN. Com isso economizei muito no Photoshop, pois já tinha a manchete de “breaking news”, os prédios no fundo e uma sensação de “deja vu” que, inconscientemente, ajuda a passar a idéia de que aquilo é real.

Imagem do World Trade Center em 11 de setembro na CNN
A imagem real, antes do Photoshop

Basta dizer que algo passou na CNN pra adquirir credibilidade. Assustadoramente, poucos se importam em verificar no site – ou no Google – a notícia. É por isso que correntes de e-mail do tipo “mande esse e-mail pra 10 pessoas e ganhe um laptop da Microsoft” funcionam até hoje. Pra cada pessoa que deixou comentários dizendo que é falso, 10 ou mais acreditaram.

Agora viria a nave em toda a sua glória. Modelos 3D têm o inconveniente de serem reconhecidos como tal, não se sabe ao certo porquê, mas alguma coisa no subconsciente dispara um alerta de que algo não está muito correto. Por isso optei pela boa e velha maquete, tirada do filme V: A batalha final:

UFO do filme V: A batalha Final
montagem do UFO do filme V: A batalha Final com tela da CNN
Apliquei um desfoque de movimento, suavizei as bordas, simulando um reflexo, e joguei o céu semi-transparente do fundo na frente da nave pra criar uma atmosfera

Depois daí o site saiu do ar (por conta do absurdo número de acessos por segundo, que o servidor achou que era ataque hacker), me livrando da responsabilidade de ter que me superar pra manter a farsa. Eu pretendia ir colocando mais imagens tiradas do filme, como se fosse as pessoas fotografando o evento, e iria ficando mais e mais evidente pra todos que eram falsas, o que suavizaria a frustração das pessoas. Meu grand-finale seria uma cena em vídeo do filme V, onde os extraterrestres fazem seu primeiro contato no topo do prédio da ONU. Nessa altura, todos estariam acompanhando o site apenas pela brincadeira.


Esse making-of serve pra mostrar as técnicas de manipulação, pra que você não caia nelas. O mundo do esoterismo é cheio de raposas em pele de cordeiro, com várias iscas jogadas, esperando por meses ou anos até o momento em que uma delas fisgue um cardume inteiro.

Por isso, sempre questionem as FONTES. No caso dos canalizadores, fica mais difícil, já que as fontes só existem na cabeça deles. O que me faz pensar: qual a diferença de um canalizador pra um esquizofrênico que fica ouvindo vozes e falando sozinho? Apenas o conteúdo da mensagem. O que a gente chama de esquizofrênico atingiu um nível onde as vozes o perturbam de forma que ele não consegue ter uma vida normal, nem separar os conteúdos internos (vozes internas) dos externos (percepções do mundo “real”). Já o canalizador consegue ordenar suas vozes internas, de forma a transcrevê-las numa sequência lógica, separar os conteúdos e viver uma vida quase normal. Isso lhe é familiar? Sim, parece com a descrição de um médium! O que nos faz pensar que esquizofrenia, mediunidade e canalização compartilham dos mesmos processos, mas em orientações diferentes. E o Espiritismo é a ciência (sim, ciência) que estudou e estuda a mediunidade mais a fundo. E desde o século retrasado alerta para os perigos do fascínio dos médiuns por seus contatos que dizem ser uma coisa mas não são. No Brasil temos a sorte do Espiritismo ter florescido, graças ao esforço de bons médiuns (como Chico Xavier) e estudiosos (como Bezerra de Menezes e Herculano Pires) e, por isso mesmo – ao contrário dos outros países – temos fácil acesso a suas obras. Assim sendo, não se justifica que a canalização em nosso país seja tratada com o amadorismo e falta de discernimento que é praxe lá fora.

Se você gosta de olhar estrelas em busca de OVNIs, aprenda um pouco sobre astronomia. Ela é a base doutrinária pra investigação dos fenômenos celestes. Isso vai facilitar a sua localização espacial, ajuda a evitar que confunda estrelas, satélites e planetas com OVNIs, etc. Então, pelo mesmo motivo, se você gosta de canalizações – essa parte mística da ufologia – aprenda um pouco sobre Espiritismo! Porque é a base doutrinária para os fenômenos mediúnicos (e desconfie se o canalizador falar que o que ele faz não tem nada a ver com mediunidade).

A mediunidade é algo inato. Todos a têm em algum nível, mas há aqueles que, por alguma disposição orgânica (que envolve a pineal) e psíquica, conseguem desenvolver melhor essas faculdades. Chico Xavier, possivelmente o melhor médium de todos os tempos, foi um diamante duramente lapidado. Não pensem que ele simplesmente pegou um lápis e saiu escrevendo seus 400 livros um atrás do outro. Houve muito treino, muita disciplina. Em nenhum momento Emmanuel, o guia espiritual de Chico, deixou seu pupilo colher os louros da mediunidade, seja materialmente ou mesmo através de elogios. A cada vez que Chico ficava envaidecido com a bajulação alheia, Emmanuel lhe aplicava uma “rasteira moral” (como deixar que jornalistas do Cruzeiro o ridicularizassem, mesmo Emmanuel sabendo que eles não eram o que diziam ser), o que evitava que, por afinidade, ele sintonizasse com espíritos envaidecidos que fatalmente descambariam pra mensagens do tipo “Eu sou”.

Quando Chico Xavier começou a sua tarefa de psicógrafo, sob a supervisão de Emmanuel, este mandou o Chico queimar um baú de mensagens que foram realizadas para treinamento. UM BAÚ! Imagine quanto tempo gasto, quantas madrugadas em claro psicografando, tudo porque era preciso aperfeiçoar o canal de comunicação! Imagine quantos “ruídos” e imaginação havia naqueles textos, que precisaram ser queimados pra que futuramente não se confundisse com as obras públicas do médium…

Fica o alerta, não só para quem quer entrar na onda da canalização, como pra quem segue essa corrente new age (e isso inclui esse blog. Não me sigam. Pensem por conta própria!).

5 1 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
115 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.