ESPIRITISMO

Quem lê meus posts sabe que sempre coloco alguma coisa da Bíblia pra “fechar” um assunto. Mas não sou um cego, um teleguiado pelo que está escrito lá. Tenho discernimento e sei que, apesar de conter mensagens inspiradíssimas, outras serviram tão somente pra manipular pessoas, em uma determinada época, além das adulterações que acontecem até hoje! O ensinamento é progressivo, de acordo com o nível mental das pessoas. É assim na escola, é assim na vida.

O velho testamento cumpriu seu papel de doutrinar um povo rude, que só obedeceria no cabresto, através do medo. Assim temos a idéia de Jeová, o terrível Deus “exclusivo” dos Judeus, que mandava matar, se arrependia do que fazia, ficava P da vida com alguns dos seus comandados, etc. Muito tempo depois, Jesus, vendo que o terreno era fértil para uma mudança de paradigmas, veio trazer um Deus justo e bondoso,acessível para todos, que está dentro de você, e também fora de você. Chamava-o de Abba, que em Aramaico, significa papai. Nada mais inocente, não? Que diferença pra aquele Deus cujo nome era impronunciável. Ainda assim não procurou quebrar com o velho testamento, e sim, complementou-o.

Quase 1.900 anos se passaram e uma nova mudança de paradigmas surgiu com a revelação da doutrina espírita. Foi mais uma complementação ao evangelho, e muitas das parábolas de Jesus ficaram claras com o novo enfoque. Mais de 100 anos se passaram desde que o espiritismo surgiu e, como tudo que é “novo”, enfrenta reações duras por parte das religiões estabelecidas. Isso também é um problema no amadurecimento de muitos espíritas, que insistem que o espiritismo é uma religião (quando de fato é uma filosofia), criam dogmas (quando a única base do espiritismo é a existência de vida após a morte), rituais (de forma sutil, sem saber da ciência que se esconde por trás de certas condutas) e ainda acham que tudo no mundo é culpa de espíritos ruins (a velha dicotomia “bem x mal”, que permeia todas as religiões) e, como se não bastasse, acham que quem está em outra religião deve se tornar espírita pra alcançar a “verdade” ou a “salvação”…

O Espiritismo é, por sua vez, uma ciência de observação e uma doutrina filosófica. Como ciência experimental, consta das relações que são possíveis estabelecer com os Espíritos; como filosofia, inclui todas as conseqüências morais decorrentes destas relações.

Allan Kardec; codificador do espiritismo

bandeira da espanha Ler em espanhol (por Teresa)

Referência:
A História do espiritismo

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.