EM TEMPO:

Não quero passar com esses posts a idéia errônea que estudantes superficiais da “Nova Era” adquirem de que “eu sou Deus e o mundo está sob meu controle!” (Basta uma diarréia no meio da rua pra botar essas pessoas no seu devido lugar). Também não quero passar a idéia de que “nós construímos o sistema Deus” (uma idéia até sedutora, mas MUITO arrogante).

O Universo não existe só pro ser humano brincar de Deus. Alguém ou algo estruturou, há tempos imemoriais, as Leis que vemos reger essa sinfonia cósmica, e definitivamente não foi a mente humana (essa, que ainda se deixa iludir pela matéria).

O que pretendo aqui é restaurar o papel de direito e, consequentemente, a responsabilidade do Ser Humano nesta sinfonia. Nós não criamos o “sistema Deus”, esse que nos serve de suporte, mas o manipulamos o tempo todo, dentro das nossas possibilidades.

Criamos, timidamente, em escala macro ou microscópica, seja na realidade perceptível ou imperceptível aos nossos sentidos.
Criamos quando damos comida a quem passa fome;
Criamos quando permitimos que alguém Crie;
Criamos com um sorriso de aprovação, ou com um olhar de desagravo.
Criamos possibilidades infinitas quando ensinamos e quando permitimos que alguém nos ensine. Coisas muito maiores poderemos fazer, a depender da nossa dedicação, disciplina e força (que não é a força física).

Assim como a Trindade Hindu, nós Criamos, mantemos, e também destruímos. Mas outras inteligências superiores à nossa, que não podemos distinguir senão refletidas nas suas grandes obras, também fazem o mesmo.

Quem tiver olhos de ver, que veja.

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
2 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.