CÉU E INFERNO

“O Céu não é um paraíso entre nuvens de algodão, mas um estado de espírito. Assim como o Inferno, que nem de longe é uma fornalha incandescente, mas um símbolo da condenação eterna.”

Papa João Paulo II

Isso foi dito em 1999 e causou frisson, pois acabou com o dogma de que basta ser católico ou ter uma certa religião para ir pro Céu. Mas, muito antes disso, em 1987, o livro A 2ª Morte, de Ranieri & Altino, já falava em sua pág. 57:

Céu e Inferno são estados de espírito. Onde se reunirem os bons será o Céu, e onde se reunirem os maus será um Inferno. Enquanto perdurar a maldade neles haverá em suas almas as chamas do Inferno, que são as chamas e tormentos da própria consciência culpada. O sentimento de culpa determinará o tempo da condenação interior, quando ela se extingue começa o Céu, que é a tranqüilidade e paz interior que, em verdade, constituem o Céu. Deus não condena nem absolve ninguém!

“Sendo Jesus interrogado pelos fariseus sobre quando viria o reino de Deus, respondeu-lhes: O reino de Deus não vem com aparência exterior; nem dirão: Ei-lo aqui! ou: Eí-lo ali! pois o reino de Deus está dentro de vós.”

Lucas 17:20-21
5 1 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
14 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.