EPISÓDIO II: O ATAQUE DOS CLONES

Consegue resgatar parte da magia da primeira trilogia, com a exploração pelos mais diversos planetas que, ao contrário do EP I, dessa vez parecem verossímeis. Os diálogos estão menos imbecis (muito embora os atores continuem ruins), a fotografia está excelente, com as “coisas digitais” menos digitais e mais discretas. A ação está menos “engraçadinha” e desta vez serve a um pretexto (a não ser dentro daquela fábrica e no cinturão de asteroides). Uma coisa que eu adorei foi na arena, quando o bicho come o amestrador! AQUELE é o espírito de Star Wars!

George Lucas perdeu uma ótima chance de fazer talvez a cena mais memorável da série, que seria a busca de Anakin pela mãe, com a conclusão sendo a chacina dos monstros da areia. Ele fragmentou as cenas, cortou a violência, não deu tempo nem da gente se importar com a agonia dele. Samuel L. Jackson, como Mace Windu, deve ter se decepcionado. Ano passado ele falou que ia “chutar uns traseiros” nesse SW, com mais ação que em Matrix, mas só o que se viu foi ele separar o capacete do corpo do Jango Fett (aliás, tem um clone dele sobrando por aí, intacto). A idéia de “ação” para Lucas é realmente ver bonequinhos se digladiando, como temos na parte final deste filme. É a parte mais fraca e totalmente dispensável. Já as partes mais engraçadas são as que não deveriam ser: Amidala estendida na areia, agonizando, quando chega um soldado e pergunta se ela está bem. O soldado deve ser o Gandalf disfarçado, pois ela imediatamente se levanta cheio de energia e dando ordens, depois sai saltitando pela areia como se nada tivesse acontecido. E o pobre Yoda, que praticamente se arrasta durante todo o filme com sua bengalinha? Quando vai lutar se transforma numa mistura de demônio da Tasmânia com os lutadores de O Tigre e o Dragão. Depois da luta volta a se arrastar, catalepticamente (economia de energia é isso aí!).

Como bem falou o Mestre Jedi André Pinto, Star Wars é bobo desde o primeiro filme, feito para divertir. Com isso em mente, em vez de ficar com raiva de tudo isso eu ri que me engasguei. Porque eu me diverti na primeira metade, me encantei com os cenários, com os aliens da base aquática, com a cidade estilo Blade Runner, enfim, conheci lugares como não tinha conhecido desde O retorno de Jedi. Que venha o terceiro.

Só a título de curiosidade, vocês conhecem esses símbolos?

O primeiro, como a maioria deve saber, é a insígnia dos Rebeldes. Já o segundo é um Tsuru no maru, brasão feudal japonês. É também o símbolo da companhia aérea japonesa JAL. O Tsuru (cegonha) simboliza longa vida e prosperidade no Japão (Nada se cria, tudo se copia…).

Abaixo, uma paródia com o roteiro(?) do Episódio I, feito por Rod Hilton, o qual adaptei pro português:

STAR WARS EP I: A AMEAÇA FANTASMA

Roteiro Resumido

ESPAÇONAVE

LIAM NEESON
É extremamente importante que nós entremos em negociação com a Federação.

EWAN MCGREGOR
Eu concordo. Este planeta e o modo como ele  comercializa com os outros planetas é certamente um assunto importante o suficiente pra ser o enredo inteiro de um filme de Star Wars.

GRANDE ESPAÇONAVE – SALA DE COMANDO

ALIEN MALVADO
Werr. O que nózz faremoz agora? Eu não vou entrar lá praz ser fatiado por um zsabre lazser. George não permitiria que meu zangue róseo sujazze os magníficozz zcenários em computador e a reputação de um pai de famíliazz.
Mande o droid!

GRANDE ESPAÇONAVE – DE VOLTA AOS JEDIS
O droid entra

LIAM NEESON
Eu sinto um distúrbio na Força

EWAN MCGREGOR
Ah, droga…

De repente, numerosos personagens em CGI (computação gráfica) adentram a sala e atacam os Jedis. Eles usam a alta concentração de midchlorians em seus corpos para usar a Força e destruir os CGI. Eles correm pra fora da sala.

ENCHER COM CENAS DE COMPUTAÇÃO GRÁFICA ATÉ CHEGAR AO PLANETA NABOO

FLORESTA DE NABOO
Eles correr até toparem com mais CGI.

JAR JAR
Quem ser você?

LIAM NEESON
(Olhando em direção a Jar Jar, mas na verdade encarando algum ponto além dele) Eu sou um Jedi. Coisas ruins vão acontecer. Me leve pra sua terra natal

JAR JAR
Sei…isso é bem interessante. Eu vou guiar você pra terra de onde eu venho.
De repente, George Lucas acha que os bonecos de Jar Jar não vão vender bem o bastante.

JAR JAR
Oh! Eusi sente muito! Eusi quis dizer: Nóisi podemos voltar para a Jamaica mon, okiday?

EWAN MCGREGOR
(Olhando para alguma coisa um pouco acima de Jar Jar) Bom. Você tem um quarto acochegante com piscina para mim e  Liam? Nós temos… eumm… uns assuntos Jedi para resolver.

JAR JAR
Nóisi podíamos fumarsi uma parada, mon.

PLATÉIA
Simplesmente morra, Jar Jar!! Morra! Ninguém gosta de você!

Os Jedis chegam ao lago onde mora Jar Jar:

EWAN MCGREGOR
(olhando pra uma parede azul e imaginando um cenário digital) Bem…nós podíamos dispensar a piscina, não, Liam?

NAVE ESPACIAL – DECK PRINCIPAL

A rainha aparece dentro de uma coisa holográfica que aparenta ter melhor tecnologia do que as máquinas da triologia original, que se passa décadas depois.

NATALIE PORTMAN
Eu sou a rainha. Você foi longe demais dessa vez. Vou contar a todo mundo do senado! Viu?

ALIEN MALVADO
Eu sinto muito, Rainha Amidala.

NATALIE PORTMAN
Não, não. Eu sou Padme agora.

ALIEN MALVADO
Eu pensei que quando você estivesse maquiada, você fosse a rainha

NATALIE PORTMAN
Não. Eu sou quem quer que esteja representando a rainha na hora. As mudanças de voz não ajudam muito.

ALIEN MALVADO
Pare de tentar me confundir! Droids, capturem a rainha… ou Padme… bem… capturem todo mundo!!!

LIAM e EWAN e (droga) JAR JAR levam NATALIE PORTMAN e os outros membros do grupo dela pra uma nave a escapam. Eles vão para Tatooine.

TATOOINE – ALGUMA LOJA ONDE JAKE LLOYD (Anakim) É MANTIDO COMO ESCRAVO

JAKE LLOYD
Oooiii! Vejam,eu sou uma gracinha!

NATALIE PORTMAN
Certamente que você é, garotinho.

JAKE LLOYD
Impressão minha, ou eu sou o único perturbado pelo fato de que eu vou transar com você no Episódio dois?

LIAM NEESON
Jake, eu preciso que você tenha um Pod de corrida, para que eu ganhe as partes que eu preciso para a nave e libertar você.

MÃE DE JAKE
Não, eu não vou deixar ele correr. Ele vai se machucar. (pausa) Ok, eu vou deixar… Boa sorte.
Eles correm. Tudo vira CGI por 15 minutos.

GEORGE LUCAS
(Em participação sutil) Oh! vejam! Há um videogame desta cena… uh… compre-o! …  Ei, eu tive de sacrificar uma parte da minha grande visão destes filmes para incluir uma cena que pudesse ser transformada em um jogo, então comprem, ou eu farei isso ainda mais no episódio 2!

JAKE vence! E ele tem de deixar sua mãe, que vai se tornar muito importante no próximo filme. E ele também tem de deixar o seu andróide protocolar, C3PO.

PLATÉIA
Ele construiu C3PO? Por que isso nunca foi mencionado na triologia original?

GEORGE LUCAS
Porque eu inventei agora! Falando nisso, o que vocês acharam da história dos midichlorians que eu  inventei durante uma diarréia?

Eles pegam a nave cromada e vão para Coruscant.

CORUSCANT – CONSELHO JEDI

LIAM NEESON
Eu quero treinar esse garoto.

YODA
Nah. Muito velho este garoto é. Nebuloso o seu futuro parece. Vagas minhas preocupações são.

LIAM NEESON
Bem, ele é o escolhido. Ele irá trazer equilíbrio à Força. Eu estou treinando-o.

SAMUEL L. JACKSON
Yoda já disse, seu m*&#@. Que po&[email protected] há de errado contigo,seu bichinha? Eu vou acabar com seu traseiro gordo! Eu serei um cara arrasador nos próximos dois filmes! Meu boneco tem um lightsaber!

LIAM NEESON
Então eu vou treiná-lo eu mesmo sem o consentimento de vocês.

Ele sai.

ASSEMBLÉIA DO SENADO GALÁCTICO

IAN MCDIARMID
Cara… eu sou mau!

De repente, nós vemos E.T! Isto não torna o filme HYPER ENGRAÇADINHO como em O retorno de Jedi, mas sim INTELIGENTE.

NABOO

NATALIE PORTMAN
Eu sou a Rainha ou Padme, agora. De qualquer forma, sua antipática raça de criaturas sem valor e irreais deve se aliar a nossa raça de criaturas de péssima atuação para poder capturar um cara. BOSS NASS
Um cara? O clímax deste filme gira inteiramente em torno de capturar um insignificante cara? Isto não deixa o filme inteiro meio sem propósito?

NATALIE PORTMAN
Não mais sem propósito do que o fato que este filme inteiro gira em torno de taxas e comércio e o corte de um patético planeta semi-populado por criaturas chatas.

Eles vão atrás do cara mau, ou algo assim. Nessa altura, quem liga mais?
Finalmente DARTH MAUL aparece para uma longa seqüência de luta. Darth usa botas pretas, casaco preto, camisa preta, tem um lightsaber vermelho, usa pintura preta e vermelha na cara, e tem chifres. Afinal, ele é MAU!
Enquanto isso, o pessoal de Naboo vai atrás desse insignificante cara e nós realmente não ligamos.
Enquanto isso, os Gungans vão de encontro a um bando de andróides e nós realmente não ligamos, a não ser pelo fato de que desejamos que os Gungans morram em massa
Enquanto isso, Anakin decola em uma nave para se juntar a uma batalha espacial que está quase terminando quando ele chega. Nós ligamos um pouquinho.

INTERIOR DE ALGUMA COISA COM CAMPOS DE FORÇA VERMELHOS

MAUL, LIAM, e EWAN disputam uma batalha de sabres de luz que denota um grande empenho na coreografia e que é milhares de vezes melhor que qualquer outra batalha de sabres de qualquer outro filme de Star Wars.

PLATÉIA
Uau! Isso é realmente legal!

Repentinamente, voltamos a uma das outras três estúpidas batalhas que estão acontecendo simultaneamente. De vez em quando voltamos à batalha que presta.

DARTH MAUL
(ameaçador como o diabo) Grrr.

MAUL perfura LIAM, o que é muito surpreendente,especialmente pra aqueles que compraram a trilha sonora do filme, que tem uma música chamada “O funeral de Qui-Gon-Jin”. Ele então chuta EWAN pra um buraco. EWAN se segura em algo na borda.

EWAN MCGREGOR
Bem… certamente você é um lutador experiente e eu não duvido que você possa detonar qualquer um aqui…

DARTH MAUL
Muahahahaha.

Lentamente, EWAN usa a Força para recuperar o sabre de luz de LIAM, pular pra fora do buraco bem na frente de MAUL, apertar o botão que ativa o sabre, e fatiar o pobre MAUL, enquanto ele fica parado, olhando como um idiota. Ele morre.

ESPAÇO

JAKE LLOYD
Ooooobaaaaa!! Olhem pra mim! Pod race no espaço!! Cara, eu sou mesmo uma gracinha!

JAKE entra no hangar inimigo, onde o reator central da nave é guardado. Sem querer ele atira e transforma o reator em purê.

JAKE LLOYD
Oh, oh! Acho que fiz [email protected] Melhor sair daqui! Vamos puxar o carro, Arthur!

Eles saem rapidamente. Claro, que logo depois a nave explode, o que causa a parada total de todos os andróides em terra e de repente tudo fica perfeito. É sempre emocionante quando um conflito seríssimo é resolvido com um ridículo acidente.

AS RUAS DE NABOO

Os Gungans estão lá… e, infelizmente, vivos. Uma grande festa começa.

PLATÉIA
Uau! Ver toda esta festa e comemoração realmente me fez acreditar que a resolução deste problema pequeno e patético foi uma importante conquista. VIVAAAA!

De repente, a PLATÉIA percebe que, por trás desta comemoração (que mais parece tirada de um desenho animado dos anos 70) está o futuro imperador, que manipulou todos os acontecimentos, e agora passa a ter um grande poder. Um pequeno problema foi resolvido, mas muitos outros foram criados.

GEORGE LUCAS
Três anos, idiotas! Eu poderia fazer os próximos filmes antes, mas vocês sabem… eu trabalho duro em meus filmes, porque eu sou um produtor independente, isso graças ao meu repúdio ao comercialismo barato de Hollywood. Agora vão comprar a nova linha de bonecos do meu novo filme!

FIM

5 1 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.