RECONSTRUÇÃO DO SAINDO DA MATRIX (parte 1)

Eu achei que aqui em Paris seria o lugar ideal para buscar a introspecção necessária pra escrever, contemplar, valorizar o intelecto, blá blá, mas acabou que o destino me trouxe pra uma situação muito mais próxima do Zen Budismo, onde se valoriza a ação consciente, onde se endireita o discípulo na porrada, onde não se está numa situação de conforto que traga o automatismo das ações/pensamentos, e sim uma situação de vivência onde se trabalha os estímulos mais diretos, emocionais ou racionais, onde um deslize pode representar uma oportunidade perdida, ou uma AÇÃO desinteressada pode retornar pra você de forma recompensadora no futuro. É o tipo de situação que ocorre com muita, muita gente no dia-a-dia, mas que na minha vida no Brasil essas habilidades nunca precisaram ser desenvolvidas.
Enfim, tenho me sentido como o aço que é temperado com marteladas suaves, mas ainda assim marteladas.

Eu trabalho com reparos de software de computadores (tiro vírus, formato, etc) e fotografia (aniversário, batizado, enfim, qualquer coisa) para a comunidade brasileira aqui. É estressante – mas ainda assim interessante – pra um introspectivo como eu me relacionar social e emocionalmente com 2 a 4 desconhecidos toda semana, por exemplo. A recepção dos brasileiros é sempre a mais calorosa possível: tratam a pessoa como se a conhecesse há anos, oferecem o máximo de comida e bebida (e mesmo eu recusando continuam oferecendo por horas), procuram saber da sua vida e ainda contam a dela. Eu acho isso muito fofo da parte deles, mas não estou acostumado a receber tanta atenção (e a retribuir na justa medida a mesma) por tanto tempo, então me força a sair do meu casulo social. Pelo número de clientes satisfeitos, acho que tenho feito um bom trabalho no campo profissional, e razoável no campo social, mas creio que tenho ainda um longo caminho a percorrer neste último.

Enfim, não tenho fugido do trabalho aqui (após muita relutância no início) pois aprendi a gostar de comprar alguns mimos (action figure do Robocop, ingresso pra “maratona Alien” no cinema) com o dinheiro que ganho, mas essa coisa de freelancer não dá nem pra pagar o aluguel (caríssimo). Então o dinheiro que economizei no Brasil todos esses anos está servindo pra isso. Mas, por que estou falando isso? Porque concomitantemente à minha mudança, senti que o site pedia também uma reformulação. Recentemente surgiu a oportunidade (e o momento certo) de investir nisso. O site tem 12 anos e continua praticamente com a mesma estrutura, o mesmo gerenciador de posts, e pelo menos uns 8 anos com o mesmo layout quebrado (sim, não consigo ajeitar meu próprio site!). A tecnologia evoluiu muito nesse tempo, e a forma como consumimos informação também. Por isso – e também por pensar que nem sempre estarei aqui para ir escrevendo posts – gostaria muito de poder fazer um trabalho profissional, de base, como nunca foi feito e provavelmente nunca mais será, no site. Fiz um orçamento com uma pessoa da minha confiança, que irá supervisionar os trabalhos de uma equipe que será exigida ao máximo, e ficou em R$ 3.500. Um valor que pra mim, na atual situação (sem perspectiva de um emprego fixo) é impossível. Mas considero um valor justo pelo escopo do trabalho que será feito, e sinto que somente pagando (e bem) um profissional poderei exigir o que eu tenho em mente, que inclui:

– Um novo layout, repensado do zero, adaptável a celulares e tablets, com a caixinha de comentário mais legível em todos os aparelhos.

– Uma nova forma de navegação pelos posts, com direito a destaques, votos dos melhores posts pelos leitores, etc, com maior interação do público.

– Uma nova linguagem de código para que eu possa escrever os comentários (a caixinha roxa que abre quando passa o mouse), posicionamento de fotos e outros efeitos que uso de forma homogênea e “future-proof”.

– Uma versão impressa onde os comentários das caixinhas roxas fiquem visíveis, num espaço dedicado, com possibilidade de salvar em PDF direto do site.

– Um novo sistema de comentários, que será o coração do site. Algo entre a organização de um Fórum e a informalidade dos comentários atuais.

Esse será o legado do Saindo da Matrix para os leitores. E vocês, leitores, é que tornaram isso possível. Graças a vocês consegui todo o dinheiro pra reformulação do site. Meu muito obrigado!

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
51 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.