MENSAGEM DOS HOPI

Mensagem dos Anciãos da tribo Hopi (Oraibi, Arizona – 2001)

Vocês têm dito às pessoas que essa é a décima-primeira hora. Agora você deve voltar e dizê-las que esta é A HORA. E há coisas a serem consideradas:

Onde você está vivendo?

O que está fazendo?

Quais são seus relacionamentos?

Você está na relação certa?

Onde está sua água?

Conheça seu jardim

É a hora de falar sua verdade. Crie sua comunidade. Sejam bons uns com os outros. E não olhe pra fora de você à procura de um líder.

(O ancião juntou as mãos, sorriu e continuou:)

Esta será uma boa época!

Existe um rio que está fluindo agora muito rapidamente.
Ele é tão grande e rápido, que algumas pessoas ficarão com medo.
Elas vão tentar se agarrar às margens, vão sentir como se estivessem sendo despedaçados, e vão sofrer intensamente.

Saibam que este rio tem seu destino.

Os anciãos dizem que precisamos nos soltar das margens e nos empurrarmos para o meio do rio.
Mantenha seus olhos abertos e suas cabeças acima da água.
E eu digo: olhe para quem está lá com você e celebre.
Nessa hora da história, não devemos considerar nada pessoalmente, muito menos nós mesmos, pois no momento em que o fizermos, nosso crescimento espiritual e nossa jornada se interromperão.

O caminho do Lobo Solitário terminou. Unam-se.

Bana a palavra “luta” de suas atitudes e vocabulário
Tudo o que fizermos agora precisa ser feito de maneira sagrada e em celebração.

Nós somos aqueles por quem temos esperado.

Li esse texto hoje… Impressionante… Ainda mais porque ontem, na Yoga, a instrutora leu um texto que falava quase a mesma coisa: “Havia na praia uma mulher e um tigre. Uma onda gigante se aproximava, e a pessoa não sabia nadar. Não havia como fugir, então ela simplesmente se entregou à situação. Entrou em profunda meditação, e deixou a onda envolver o seu corpo sem reação, levando-o para onde quisesse. A onda acabou por deixá-la gentilmente na praia. O tigre, que tentou lutar com a onda, teve sua espinha quebrada. Na parábola, o tigre dizia à mulher: eu tentei lutar contra uma força que eu desconhecia, mas muito superior à minha, e este é o resultado.”

Isso não quer dizer que seremos engolidos por uma onda, mas que devemos deixar de ser (como nos diz a Cabalá) reativos, de espernear contra o que não podemos mais mudar. Estamos diante de uma era de transformação (mental, social, cultural) e a dor que sentimos é o nosso ego, nossos milhares de anos de vida egoísta, material, voltada aos bens de consumo e satisfação própria. A internet (SIM!) teve um importante papel no sentido de despertar nas pessoas a capacidade de co-criar, de partilhar, porque você não estaria lendo esse texto agora se o sistema que gera as páginas do blog não fosse gratuito, se meu navegador não fosse gratuito, o sistema de e-mail pelo qual eu recebi o texto e a boa vontade de quem me enviou o texto não fossem espontâneos, doados, assim como doo meu tempo aqui. Ainda há os que querem lucrar, banindo o acesso de quem não paga (como alguns jornais), mas felizmente são uma minoria que ainda agoniza no modelo anterior de negócios (se agarrando a margem). Quando o tempo chegar, perceberão que não dá pra comer dinheiro…

0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
24 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.