A CONCENTRAÇÃO DA MÍDIA

Este post é quase uma nota de rodapé gigantesca do post sobre o Fator Maria (de Metropolis), pois mostra como e onde a mídia está concentrada nas mãos de famílias que também controlam a política. Comecemos pelos EUA:

COMCAST (GENERAL ELECTRIC)

Doou 1.1 milhão de dólares pra campanha de G. W. Bush em 2000.

Controla:
A NBC (TV aberta) e MSNBC (cabo e provedor de internet), esta última em parceria com a Microsoft (que doou 2.4 milhões de dólares pra campanha de G. W. Bush em 2000).
Ações dos canais Bravo (50%), A&E (25%), History Channel (25%).
Universal Studios e Dreamworks (estúdios de cinema)

Outros investimentos:
GE Eletrônicos
Turbinas pra aviões e reatores nucleares

WESTINGHOUSE

Seu diretor Nº 1 é Frank Carlucci (do grupo Carlyle).

Controla:
CBS (TV aberta)

Outros investimentos:
A Westinghouse Electric Company presta serviços à indústria de energia nuclear.

VIACOM INTERNATIONAL INC.

Uma divisão da Westinghouse/CBS.

Controla:
Paramount (estúdio de cinema)
MTV, VH-1 (canais de música para jovens)
Nickelodeon, Comedy Central, Porta dos Fundos
Flix, Blockbuster Video (distribuição de filmes)

DISNEY

Doou 640 mil dólares pra campanha de G. W. Bush em 2000.

Atualizado após a aquisição da Fox em 2019

Controla:
ABC (TV aberta)
ESPN (esportes)
Miramax, Buena Vista, Caravan, Touchtone Pictures, Twentieth Century Fox e Fox Searchlight (estúdios de cinema)
Ações minoritárias dos canais A&E, History Channel and E! e TiVo
National Geographic channel, FX
O império Disney, claro
O império Star Wars
3 selos musicais
11 jornais locais
66 estações de rádio
Hyperion (editora de livros)
Marvel (cinema e quadrinhos)
Infoseek (buscador de internet)
Oscar.com, NBA.com e NASCAR.com

Outros investimentos:
É grande parceira de Sid R. Bass na produção de petróleo cru e gás natural.
Parceira da Hearst Corporation e General Electric (GE) em 12 canais a cabo e 13 canais fora dos EUA.

TIME-WARNER

Doou 1.6 milhões de dólares pra campanha de G. W. Bush em 2000.

Controla:
America Online (AOL) (Provedora de Internet)
CNN, HBO, Cinemax, Cartoon Network, Comedy Central (50%), E! (49%), TNT
Warner Brothers, New Line Cinema, Castle Rock (estúdios de cinema e TV)
Looney Tunes, Hanna-Barbera (desenhos pra TV, como Tiny Toons e Pernalonga)
Atlantic, Elektra, Rhino, Sire, EMI, WEA (A Time-Warner é a maior companhia de música do mundo, com 49 empresas)
58 revistas, incluindo a Time, Sports Illustrated, People, Fortune, DC Comics (50%) e MAD
Amazon.com

Outros investimentos:
The Atlanta Braves, The Atlanta Hawks, World Championship Wrestling (Esportes).

NEWS CORPORATION LTD.

Controlada por Rupert Murdoch
Através da Philip Morris, doou 2.9 milhões de dólares pra campanha de Gegorge W. Bush em 2000.

Controla:
Fox news
132 jornais (113 só na Austrália), incluindo o New York Post, Wall Street Journal, London Times, The Sun e the Sunday Times
25 revistas
HarperCollins (Editora de livros)
Fox Networks Group: estações via satélite que incluem Sky (Inglaterra); VOX (Alemanha); Canal Fox (América latina); FOXTEL (Austrália); STAR TV (Ásia); IskyB (Índia); Bahasa Programming Ltd. (Indonésia) e News Broadcasting (Japão)

Outros investimentos:
Philip Morris USA (braço da multinacional de cigarros)
LA Dodgers, LA Kings, LA Lakers, National Rugby League (Esportes)
2 companhias aéreas australianas.

Agora você sabe porque qualquer tentativa de investigar a fundo os atentados de 11 de setembro esbarram em silêncio ou descrédito da mídia. Este é um quadro perturbador, com efeitos DIRETOS em todo o mundo (já que todos consomem o american way of life e seus artistas direta ou indiretamente, seja pela TV, shows ou Internet).

BRASIL

No Brasil o quadro não é muito diferente. Segundo artigo de Marco Aurélio Weissheimer, no “Carta Maior”:

“O poder midiático no Brasil se concentra nas mãos de algumas poucas famílias e empresas. O maior grupo de comunicação do país, a Rede Globo, possui 227 veículos, entre próprios e afiliados. É o único dos grandes conglomerados que possui todos os tipos de mídia, a maioria dos principais grupos regionais e a única presente em todos os Estados brasileiros. A indústria televisiva domina o mercado da publicidade, detendo cerca de 56,1% de suas verbas. Em segundo lugar vêm os jornais, com 21,5%, as revistas com 10,6% e as rádios com 4,9%. Todos os outros veículos somados chegam a 6,9% do mercado publicitário. Sozinha, a Rede Globo detém mais da metade do mercado televisivo brasileiro.

Além do imenso poderio da Globo, outros seis grandes grupos regionais se destacam. A família Sirotsky comanda a Rede Brasil Sul de Comunicações (RBS), controlando o mercado midiático no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina. A família Jereissati está presente no Ceará e em Alagoas. A família Daou tem grande influência no Acre, Amapá, Rondônia e Roraima. A mídia da Bahia pertence à família Magalhães. No Mato Grosso e no Mato Grosso do Sul, os negócios são controlados pela família Zahran. E, por fim, a família Câmara tem grande influência em Goiás, Distrito Federal e Tocantins. Segundo dados da Associação Nacional de Jornais, relativos ao período 2001-2003, apenas 6 grupos empresariais concentram a propriedade de mais da metade da circulação diária de notícias impressas no país. Sozinhos, estes veículos respondem por cerca de 55,46% de toda produção diária dos jornais impressos.”

Ele esqueceu o Maranhão, que é dominado pela família Sarney.

Na Itália temos Silvio Berlusconi (pesquisem).

Perceberam a conexão mídia/política? Então antes de encher a boca pra falar do PIG, ou da mídia golpista, pense nas ligações dessas famílias, de vários partidos que aparentemente “brigam” entre si, mas sempre mantendo seus feudos e seus interesses. São 271 políticos que são sócios ou diretores de empresas de comunicação no país. Coincidência? Não. Nem o almoço da Dilma com Lili Marinho.

V de Vingança (Discurso)

Este post é dedicado ao deputado Paul0 César (PR-RJ), que 2 meses depois de aprovar um aumento de 61% pra ele mesmo, resolveu defender o não-aumento do salário mínimo pra R$ 600 com o brilhante argumento: segundo ele, graças ao governo do PT “todo trabalhador pode ter seu telefone celular, seu computador, sua televisão de plasma“, podendo, assim, esperar mais um ano pra ter um salário de R$ 612 reais (WOW!).

Telefones, computadores e televisões… mídia, tudo o que nós precisamos pra continuar vivendo!

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
100 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.