BANHO DE SAL

O mês de agosto não é ruim em si mesmo, e sim pelo uso da mente que fazem nele. Agosto é um mês em que as energias mentais se potencializam, então (infelizmente) os brasileiros usam essa particularidade para o mal, através de despachos, macumbas, essas coisas. Então, a psicosfera do Brasil fica coberta de pensamentos densos, “negativos”, o que afasta a alta espiritualidade. Por isso Oráculo praticamente não deu as caras esse mês, mas, como felizmente temos alguns amigos na “esquerda“, eles nos orientaram em algumas coisas: evitar qualquer tipo de bebida, vigiar os pensamentos e tomar bastante banho de sal.

O sal afasta espíritos densos e as energias deletérias (formas-pensamento), e isso não é um conhecimento apenas brasileiro, mas sim mundial e muito antigo. Era oferecido aos deuses, para afastar os demônios, e muitos sacerdotes utilizavam-no nas liturgias religiosas e nas cerimônias mágicas. Os árabes citam recomendações de Maomé para: “começar pelo sal e terminar com o sal; porque o sal cura numerosos males”. Símbolo da incorruptibilidade, por este motivo, se encontra na Bíblia, o termo “aliança de sal” designando uma relação com Deus que não pode ser rompida (Números, 18,11; Crônicas, 13,5). No Japão, o sal (shio) é considerado um purificador devido a sua origem mitológica: o grande deus (Kami) Izanakino-Mikoto, desejou que sua mulher fosse levada para um lugar distante. Sentindo a falta da esposa e arrependido por tal pedido, foi se purificar nas águas do mar. Alguns japoneses jogam o sal na soleira da porta após a saída de alguém que não deveria ter entrado na sua casa. No sumô o sal é usado pra formar um círculo no tablado e proteger os lutadores dos maus espíritos. Monica Buonfiglio explica: “Largamente utilizado pelos esotéricos, o sal é recomendado para a limpeza da aura, ou seja, o campo de luz que envolve o corpo humano. Quando a aura está saturada, o sal é o único composto que a recompõe rapidamente”.

Para preparar o banho de sal, primeiro compre sal grosso (sal de churrasco, com aquelas pedras grandinhas) e coloque um punhado numa bacia, enchendo-a com água (verifique que a solução fique saturada, ou seja, que reste bastante sal no fundo). Tome banho no chuveiro normalmente, molhando a cabeça, e após terminar, jogue a água com sal do pescoço para baixo, deixando o restinho de sal ficar por cima do seu dorso frontal. Não se enxugue com movimentos de expulsão (baixo-cima, ou para os lados), apenas deixe a toalha absorver a água. Pode-se seguir os mesmos passos pra tomar o banho de manjericão (basta trocar o sal pela folha), que também é muito bom quando se está com “mau olhado”, principalmente para crianças, que não devem tomar banho de sal (por seus chakras ainda estarem em formação, o efeito do sal pode desequilibrar todo o fluxo energético).

0 0 votes
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
18 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.