MÚSICAS EXÓTICAS

Navegando pela internet me deparei com um post diferente, onde o dono reclamava que nunca mais tinha ouvido uma música DIFERENTE, até que descobriu o Diablo Swing Orchestra. Como eu também gosto de músicas exóticas (e bonitas) também baixei, e não me decepcionei. Pensei que ia encontrar mais um Nightwish da vida, misturando Heavy Metal com Ópera, mas os caras vão além. Recomendo.

Diablo Swing Orchestra – Pink Noise Waltz

Vou aproveitar para recomendar a vocês minhas próprias músicas exóticas:

BARAKA

Essa música é do documentário Baraka. Foi feita pelo “The Brother Project”, usando sons dos monges do Tibet, acrescentada de gaitas escocesas, alguns tambores e re-editada. É completamente hipnotizante, ainda mais com os sons de baixa frequência das trompas tibetanas, que são fascinantes e assustadores (creio que foram a base dos sons dos Tripods alienígenas no filme “Guerra dos mundos”, de Spielberg).

The Monks of the Dip Tse Chok Ling Monastary (The Brother Project) – A prayer of Kala Rupa / An Daorach Bheag

Também do documentário Baraka, esta música segue o estilo pampeano, do Peru:

Gonzalo Vargas – Wipala

TARANCÓN

Ainda prestigiando nossos hermanos da América Latina, vamos a algumas preciosidades. Pra começar, essa música do grupo Sul-Americano Tarancón, que fez sucesso no Brasil nos anos 70. Essa música é no estilo Taquirari, e gosto dela desde pequeno, sempre a repetindo no LP da minha mãe:

Tarancón – Boquita de cereza

VIOLETA PARRA

Sabe o Elvis, quando começou a cantar? A voz mágica dele ficou ainda mais mágica com a acústica do estúdio da Sun, acompanhado apenas de um violão e baixo. Senti a mesma magia quando ouvi Violeta Parra nesta música:

Violeta Parra – Run Run se fue pa’l norte

EL CONDOR PASSA

Letra de Simon and Garfunkel para a música de mesmo nome, composta pelo peruano Daniel Alomía Robles para uma peça de teatro (homônima, por sinal). Não é uma música tão desconhecida como as outras, mas anda meio esquecidinha:

Simon and Garfunkel – El Condor Pasa

VOYAGER

As músicas a seguir estão, junto com outras selecionadas, neste momento viajando bem longe do nosso sistema solar, num disco de ouro à bordo da sonda Voyager (da NASA). Carl Sagan liderou um comitê que selecionou várias músicas representativas da raça humana (e baleias cantando, também). Se alguma civilização alienígena encontrar a sonda, e puder reproduzir o áudio no disco, vai ter uma idéia do tipo de som que nossos antepassados faziam (e talvez até lembrar-se de onde vem, pois tais civilizações podem muito bem já terem andado por aqui no passado remoto, se formos levar as lendas dos mais diversos países em consideração, inclusive dos índios brasileiros). As músicas da Voyager estão no CD Murmurs of Earth: The Voyager Interstellar Record:

Valya Balkanska – Iziel je Delyo Hagdutin (Bulgária)
Chant from Georgia – Tchakrulo (fantasmagórico!)

OS KARETAS

Pra encerrar em grande estilo, uma descontraída contribuição aos seus alfarrábios musicais: Esta música eu ouvi apenas uma vez quando eu tinha uns 6 ou 8 anos e nunca mais a esqueci. De vez em quando a melodia me voltava à cabeça, junto com o refrão, e eu a procurava sem sucesso no Google, até este ano. Foi comprovadamente a primeira banda de reggae do Brasil, e é talvez o pai de todos os bregapops a fazer sucesso do nordeste, e só há alguns anos foi que eu descobri que eram de Recife! A linha do sintetizador continua maravilhosa (e melancólica) até hoje, e o baixo é bem criativo.

Os Karetas – Vento Norte
0 0 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.