CORDÃO DE PRATA

Uma estranha alegoria para o processo da decadência e morte está na Bíblia:

Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles; antes que se escureçam o sol e a luz, e a lua, e as estrelas … porque o homem se vai à sua morada eterna, e os enlutados andarão rodeando pela praça; antes que se rompa a corda de prata, e se quebre o cálice de ouro, e se despedace a jarra junto à fonte, e se desfaça a roldana junto ao poço, e o pó volte para a terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu. Vaidade de vaidades, diz o pregador, tudo é vaidade.

Eclesiastes 12:1-8
CORDÃO DE PRATA

Mas não tão estranha para os que estudam o esoterismo. Wagner Borges, na lista Voadores, explica o sentido do cordão de prata:

Quando ocorre uma projeção do corpo espiritual para fora do corpo físico, há uma ligação energética que conecta os dois corpos durante a experiência. Essa ligação é conhecida esotericamente com o nome de cordão de prata. Trata-se de um apêndice energético, que é o elo de ligação vibracional entre o espírito, temporariamente projetado, e seu corpo adormecido. Esse cordão de prata (nome simbólico, evidentemente) projeta-se como pequenos tentáculos energéticos de toda extensão do corpo físico, com notada proeminência no plexo solar, coração e cabeça, e conecta-se exatamente na parte posterior da cabeça extrafísica. A ruptura dessa conexão energética causaria a morte do corpo, pois, dessa maneira, o fluxo energético não passaria do espírito para o corpo. Em consequência, o corpo morreria por falta de vitalidade, ou melhor, por falta da centelha vital que reside no espiritual. Isso é impossível de ocorrer durante uma viagem astral, porque na verdade o cordão de prata não é uma corda e muito menos de prata. É um fluxo energético ativo e dinâmico, verdadeira corrente vibracional que a natureza providenciou para prender a consciência espiritual no corpo denso. Só rompe-se, ou melhor dizendo, dilue sua força, no momento da morte, quando há algum fator desencadeante da parada cárdio-respiratória (acidente, velhice, doença, em suma, o momento derradeiro daquela pessoa no mundo transitório).

Seguindo o mesmo estilo figurado usado pelo autor de Eclesiastes, o cálice de ouro poderia muito bem ser o chakra coronário, no topo da cabeça. Ele parece um cone, ou uma flor (o “lótus de mil pétalas”, como os hindus o denominaram). Já a roldana junto ao poço pode ser uma referência direta aos chakras, que significa literalmente rodas, em sânscrito. Seu funcionamento ao longo da coluna vertebral poderia ser visualizado como algumas roldanas puxando a corda de um poço.

Alguém opina sobre a jarra (cântaro) junto à fonte?

Se as portas da percepção fossem limpas, tudo se apresentaria ao ser humano como é, infinito.

William Blake
5 1 vote
Avaliação
Subscribe
Notify of
27 Comentários
Newest
Oldest Most Voted
Inline Feedbacks
Veja todos os comentários
Lucas
Lucas
28 junho de 2021 8:05 pm

VOADORES – Filme completo  E se cada noite você deixasse seu corpo para voar…? Nathália investiga o que acontecia quando era adolescente: experiências fora do corpo, algo que ela vivia sem querer e que temia profundamente. O que era aquilo? Por que acontecia? Mais alguém passava por isso…? Entrevistados (por ordem no filme): Alberto Cabral, Nanci Trivellato, Saulo Calderon, Wagner Alegretti, Liliane Moura, Moisés Esagüi, Wladimir Antonio Campacci Jr., Luiz Fernando Mingrone (Enki), Pau Hernández, Xènia Tura Pidelaserra, Roberto Pineda, Meire J. Costa, Rosa Mª Busqueta Escanilla, Andrea Campos, Lázaro Freire, Fernando Picheli, Cesar de Souza Machado, Wagner Borges.… Read more »

Last edited 2 anos atrás by Lucas
Wlademir
Wlademir
17 maio de 2021 8:41 pm

Concordo que o Cordão de prata é o elo de ligação do corpo com o espírito, só não concordo com a idéia de vários tentáculos pelo corpo, pois o texto é claro cordão, e não cordões, até porque ao entrar no mundo físico se corta um único cordão e para sair dele, igualmente se rompe um único cordão.

Last edited 3 anos atrás by Wlademir
Luis Claudio Fernandes
Luis Claudio Fernandes
25 abril de 2021 11:45 am
...
...
21 dezembro de 2020 12:37 pm
Mango
Mango
13 agosto de 2020 1:36 pm

Esse texto adverte ao homem a não gastar a sua vida sem se lembrar de servir a Deus; deve viver para Deus desde a sua juventude, porque quando menos espera chega a velhice e assim não terá mais o vigor de quando jovem.
Jesus disse: “arrependei-vos é crede no evangelho”.
Nos envelhecemos sem perceber. Portanto não é uma atitude sábia adiar a decisão de entregar a Deus de corpo, alma e espírito.

tiza
tiza
10 janeiro de 2005 4:50 pm

A Bíblia é um todo complexo mas ùnico ,porque um só é o Inspirador .Deus diz de sí mesmo : “Eu sou a fonte da vida ,todo aquele que beber esta ÁGUA jamais sentirá sede .” A água está nas profundezas da fonte , neste caso , no profundo interior de nós mesmos. Ligados à VIDA DE LUZ DIVINA , lâmpada de ouro ( pela tradução da editora AVE MARIA,mas nada é literal ),numa comparação de iluminação ,uma metáfora usada simplesmente para entendimento humano pois é uma das formas humanas usadas para iluminar nosso mundo .Dentro das lâmpadas existem os… Read more »

Luis Claudio Fernandes
Luis Claudio Fernandes
25 abril de 2021 11:56 am
Reply to  tiza

Esse texto é muito bacana: TEXTO: ECLESIASTES 12:1–7 1. Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias, e cheguem os anos em que dirás: Não tenho prazer neles; 2. antes que se escureçam o sol e a luz, e a lua, e as estrelas, e tornem, virás nuvens depois da chuva (ADVERSIDADES DA VIDA); 3. no dia em que tremerem os guardas da casa (OS BRAÇOS), e se curvarem os homens fortes (AS PERNAS), e cessarem os moedores (OS DENTES), por já serem poucos, e se escurecerem os que olham pelas janelas… Read more »

Last edited 3 anos atrás by Luis Claudio Fernandes
robson santos
robson santos
9 novembro de 2005 11:17 am

amigo e muito salutar sua posiçao sobre este texto. entemos que o texto esta bem claro em dizer que trata-se de um periodo de vida aqui dito como mocidade (fio de prata) sendo que o copo de ouro trata-se da vida ja adulta (velhice) cantaro e a propria fonte de vida, que entedemos que foi Deus o deu.Demostra a sua propria autoriade humana em suas forma de pensar.

obrigado;
qual que duvida
novorob@hotmail.com

Cris
Cris
6 fevereiro de 2006 11:22 pm

Allan Kardec fala sobre a existência do cordão de prata… não tinha notado essa passagem da Bíblia, muito legal.

Anônimo
Anônimo
4 janeiro de 2019 8:07 pm

9 evidências de vida pós-morte A apresentação é do médico e cientista norte-americano Jeffrey Long, um dos maiores estudiosos do mundo em EQM (Experiência Quase Morte),  em entrevista exclusiva à APN. “Creio que as evidências são razoavelmente convincentes, para qualquer pessoa razoável, de que existe vida após a morte”, garante.  O médico e cientista Jeffrey Long, criador da Fundação de Pesquisa de Experiência de Quase Morte Jeffrey Long é um respeitado médico oncologista de Houma, Louisiana EUA, especializado no uso de radiação para tratamento de câncer. Além de sua carreira bem-sucedida na medicina, Long ganhou fama nos EUA e no resto… Read more »

Lucas Oliveira
Lucas Oliveira
24 junho de 2016 6:49 pm

SHIVA-SHANKARA – III* (Bênçãos na Senda) “Amigo (a), por favor, é hora de se recolher… Deite o seu corpo no leito, de forma pacífica. Escute o chamado espiritual do velho Oriente. O Sr. Shiva está convocando os viajantes extrafísicos… Pois é hora de trabalhar e aprender em outros planos. Saia do seu corpo** pensando no Maha-Deva… E sinta-se honrado por voar de forma lúcida nas luzes d’Ele. Ele está lhe esperando, lá onde o vento do carma*** não sopra mais. Quando O encontrar, abra o seu coração, com alegria e humildade. Ele o levará pelas miríades de planos da Consciência… Read more »

Anônimo
Anônimo
30 março de 2018 6:21 pm

Experiências Fora do Corpo – Fundação de Pesquisa

http://www.oberf.org/index.html

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
11 novembro de 2004 12:41 am

A doutrina da reencarnação não foi exatamente “inventada”: está conosco desde tempos imemoriais. Inclusive os judeus, (aqueles que escreveram o velho testamento, aquele das Leis que que Jesus veio cumprir), não só a conheciam como acreditam nela até hoje (os estudiosos cabalistas, claro, afinal, esta não é uma doutrina fácil de assimilar)

Sugiro a leitura:
http://www.eifo.com.br/webforum3.asp?acao=msg&id=829

LUIS VIEIRA
LUIS VIEIRA
10 novembro de 2004 6:16 pm

“Não tenho nada contra Maomé, Buda, Krishna, etc. Aliás, posso até dizer que eles buscaram a verdade. Se por acaso não encontraram JESUS CRISTO Infelizmente não encontraram A VERDADE porque JESUS CRISTO É A VERDADE” Talvez não tenha ocorrido ao colega de discussão Luiz Vieira que Buda e Krishna viveram beeeeem antes de Jesus Cristo. Sem contar alguns outros bilhões de seres humanos que também tiveram a infelicidade de nascerem e morrerem ANTES de Jesus Cristo vir à Terra. Então gostaria de perguntar: segundo essa leitura literal da Bíblia, como fica o destino toda essa pobre gente? ———————————————— Amigo Ricardo,… Read more »

EspelhoLunarBranco
EspelhoLunarBranco
2 outubro de 2004 2:39 am

Na minha humilde ignorância, eu opinaria como sendo a jarra a simbologia do nosso ego, pois acredito que na hora derradeira ele se despedace junto à fonte criadora, pois não haverá mais utilidade, já que nossa verdadeira consciência assumiria seu destino.

Lua Nua
Lua Nua
2 outubro de 2004 2:43 am

Não li seu post pq vou ler depois e com calma.

Não conto pelas páginas xerocadas e nem pelo número de selos, conto pela sua alegria.

Beijos

b.m.
b.m.
3 outubro de 2004 5:11 pm

E, tudo isso, dos chackras, e blá, vaidade. Vaidade das vaidades. Eu vi Clube da Luta em tudo isso.

Radical Chic
Radical Chic
2 outubro de 2004 8:43 am

Pra mim a jarra seria o corpo. A jarra está para o corpo assim como o líquido está para o espírito. A jarra quebra, mas o líquido será sempre o mesmo, só que “liberto”. A fonte é a energia universal que está constantemente nos preenchendo. Mesmo que a jarra quebre, a fonte e o líquido continuarão a existir.

Na analogia do Wagner de ontem, o corpo era o veículo, que com o passar do temo vai “arriando”… E o motorista é o espírito, que vai ficando cada vez mais experiente na direção, enquanto o veículo se desgasta.

Muita Luz!

Ricardo
Ricardo
2 outubro de 2004 10:38 am

Interessante esta visão do Eclesiastes… Ainda mais por este ser o livro da Bíblia mais usado por algumas correntes do cristianismo para “provar” a inexistência da continuidade da consciência após a morte do corpo.
É incrível como algumas pessoas insistem em ler as Escrituras de forma literal, como se isso fosse possível!

Roseli
Roseli
2 outubro de 2004 9:59 pm

Na minha opinião, a jarra junto a fonte faz referencia ao duplo etérico – elo entre o corpo físico e o perispírito, composto por fluidos universais que se desintegram com a morte do corpo físico.

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
3 outubro de 2004 1:27 am

Puxa, vcs são demais. Confesso que não tinha relacionado nada com o jarro, mas o que vcs falaram faz um sentido enorme!

Valeu mesmo!

PS: Pra quem procurou na biblia e achou uma tradução um pouco diferente, recomendo pegar várias fontes (bíblias) diferentes, dando preferência a alguma que traduza literalmente do hebraico.

Saindo da Matrix
Saindo da Matrix
3 outubro de 2004 11:42 pm

Eu ter um blog também é vaidade…

Liza
Liza
4 outubro de 2004 8:59 am

“Feliz daquele que transmite o que sabe e aprende o que ensina”.

Não sei se a frase é esta mesmo, mas acredito que deu para entender.

Radical Chic
Radical Chic
4 outubro de 2004 2:42 pm

Perfeito Liza!

Acid, continue vaidoso desse jeito, nós agradecemos! 😆

Louis (Alan)
Louis (Alan)
20 outubro de 2004 1:06 am

Talvez a jarra (que é de barro) seja o corpo, mas a imagem dela debaixo da fonte me lembra um fluxo, quem sabe de energia. Quanto ao poço, pode ser que o “balde” leve a “agua” do chakra mais baixo ao mais alto; mas se a roldana desgasta também pode ser a Roda da Fortuna… eu acho 🙂 ?

Especulaçoes apenas…
Bom blog!

Luis Vieira
Luis Vieira
4 novembro de 2004 7:31 pm

Todo ser humano tem em si a vida dada por Deus. Acredite ele ou não, independe disso. O fio de prata que nos fala a Bíblia sem dúvida é a vida de Deus com o homem. Quando o homem é chamado a eternidade ( morre) é porque o “fio de prata” se rompeu. Termina aí a oportunidade de o Homem optar pela Salvação em Jesus Cristo. Inicia-se aí uma eternidade com Deus para àqueles que se arrependeram de seus pecados e reconheceram na pessoa de Jesus Cristo o Único meio de Salvação. Para àqueles que rejeitaram a Jesus Cristo infelizmente… Read more »

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.