Meu outro blog!
Retornar à página principal


RETÓRICA VISUAL


A retórica existe desde aproximadamente 2.500 anos. Sua finalidade é explicar e apresentar a arte do discurso, visando ao convencimento, a persuasão. A retórica visual se utiliza de figuras de linguagem (no caso, visual) como metáforas, analogias, comparações, elipses, hipérboles, etc.

Estou pagando essa cadeira na universidade de Design de Pernambuco. Abaixo alguns trabalhos que fiz (vou usar esse "meu outro blog" como portfolio):

Um símbolo expressa muito mais do que a marca de uma empresa. Podem estar representados nas cores, nas letras, na elegância, na "limpeza" ou "sujeira" visual. Ao agregar valores (bons ou ruins), o "M" do McDonalds passou a simbolizar muito mais do que a rede de fast-food.

No exemplo abaixo utilizei a imagem do urso polar (que simboliza a Coca-Cola) para passar a mensagem de forma bem-humorada. Obs: Não fui eu que fiz a montagem do pinguim.

Na publicidade impressa, um anúncio em contraste com o seu contexto resultará em maior recordação. Daí utilizei como chamariz o sucesso de Matrix nas locadoras para atrair um público Yang (ativo, que gosta de ação) que normalmente não locaria um filme Yin (feminino, sensível, romântico) como Amélie Poulain: Um folder preto com os elementos visuais de Matrix, que, ao ser aberto, revela o colorido e delicadeza do filme francês.

Mesmo que o "choque" provoque apenas risadas, a imagem e o nome do filme já entrarão no subconsciente e, na primeira oportunidade que tiver para se manifestar, surgirão à mente.














Um novo elemento, depois de sucessivas repetições homongêneas, proporciona mais atenção dos observadores. É o caso desse anúncio, que ocuparia duas folhas duplas de revista. Neste caso, não foi necessário grandes explicações, pois o público-alvo já é antenado por natureza, avesso a ser tratado como criança e reconhecerá facilmente a menina Samara, do filme O Chamado e a marca Playstation.




O anúncio abaixo carece de uma pesquisa profunda em funerárias pra saber como o público-alvo encararia o humor negro em um momento difícil como a morte de um parente. Mas, supondo que o público que lerá este anúncio não estará precisando (no momento) de um cemitério, é interessante deixar registrada em sua mente a existência desta marca.


Publicado qua,16 de março, 2005, às 1:15 PM  13 comentários