ÚLTIMOS 50 COMENTÁRIOS DE TODO O BLOG ()

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Ceticismo é DUVIDAR de TUDO! ...Não só do que lhe convém!

Pensem nisso!

:) :) :)

Fernando_o

O "EU" NO BUDISMO E O LIVRO DOS MO

Fantasmas da Montanha

Todos os reinos de existência e todos os seres se originam da mente. Por essa
razão é muito melhor que você foque exclusivamente em sua própria mente. Lá
você encontrará todo o universo.

Sob a liderança de Ajaan Khamphan, o monastério de Phu Gao desenvolveu-se
em um ambiente espiritual vibrante onde monges e monjas diligentemente
focavam em suas práticas meditativas. Ajaan Khamphan viveu sob tutela de
Ajaan Sao por muitos anos e dirigia os assuntos monásticos com o mesmo
espírito que seu famoso mentor. Em Phu Gao, um harmonioso senso de
fraternidade prevalecia, todos vivendo juntos em união. A visão dos monges
caminhando pacificamente ao vilarejo para esmolar toda manhã impressionava.
As monjas permaneciam no monastério, juntas na cozinha a céu aberto para
cozinhar arroz e preparar pratos simples para complementar a comida que os
monges obtinham diariamente. Os aldeões tinham construído um banco longo à
entrada do monastério. Aqui as monjas esperavam e colocavam a comida que
haviam preparado na tigela dos monges quando voltavam do vilarejo. No
monastério, no salão principal, os monges comiam juntos, em silêncio,
sentados de acordo com a senioridade de cada um. Tendo recebido uma
benção, as monjas se retiravam para seus quartos para comer – também em
silêncio e de acordo com senioridade. Quando os monges terminavam de
comer, cada um lavava sua tigela, a secava cuidadosamente, a recolocava em
sua capa de pano e a guardava de forma ordenada. As mulheres lavavam os
talheres e utensílios de cozinha, guardavam tudo em ordem e varriam e
limpavam a cozinha.
Quando os deveres matinais estavam encerrados, todos os monásticos
voltavam para o ambiente recluso de suas pequenas cabanas, onde se
concentravam em meditação, tanto andando como sentados. Os monges e
monjas permaneciam na floresta até as 16:00, quando começavam as tarefas da

tarde. Ao retornar da floresta, eles primeiro varriam a área do monastério.
Quando a varrição estava encerrada, trabalhavam juntos carregando água das
piscinas próximas para encher os diversos recipientes de água: água para beber,
água para lavar os pés, água para lavar as tigelas e panelas. Após um rápido
banho, continuavam suas meditações. Nas noites em que não haviam encontros
agendados, continuavam a praticar até tarde da noite antes de se retirarem.
Normalmente, Ajaan Khamphan convocava uma reunião geral de monges e
monjas uma vez por semana, nos dias de uposatha. Reunindo-se ao anoitecer, a
assembleia recitava em harmonia, entoando versos sagrados em homenagem ao
Buddha, Dhamma e Sangha. Quando a suave ressonância de suas vozes
recedia, Ajaan Khamphan fazia um discurso inspirador sobre a prática da
meditação. Quando terminava de falar, respondia a quaisquer questões e
dúvidas de seus discípulos e os aconselhava sobre como progredir com sua
meditação. Se questões urgentes surgissem em outros dias, podiam buscar seu
conselho pessoal a qualquer momento conveniente.
Ajaan Khamphan mantinha um modo de prática exemplar que inspirava
reverência em seus discípulos. Ele era gentil e gracioso, possuindo uma
maneira humilde que era sempre simples e prática. Sua prática espiritual e
conduta moral refletiam um estado mental verdadeiramente calmo e pacífico.
Ele era muito hábil em atingir estados de profunda calma meditativa e conhecia
muito a diversidade de fenômenos que podiam ser experienciados em samādhi.
Por essa razão, suas habilidades meditativas eram compatíveis com as
habilidades inatas de Mé Chi Kéu. Sua mente convergia em estados profundos
de samādhi com consumada facilidade, resultando em extensivo contato com
seres do reino espiritual. Mé Chi Kéu era capaz de tomar vantagem de sua
expertise para aumentar ainda mais suas habilidades nos vários aspectos
inusitados de samādhi e era grata pelas instruções de Ajaan Khamphan.
Os anos que Mé Chi Kéu passou vivendo em Phu Gao foram um período
frutífero em sua prática de meditação. Com cada nova imersão no mundo
invisível de espíritos sencientes, ela ganhava maior expertise nos reinos de
existência imateriais. Com a assistência de Ajaan Khamphan, ela fortificou sua
habilidade em explorar uma variedade de fenômenos dentro dos estados de

existência não humanos, baixos, mas sutis, que estavam além da capacidade de
percepção normal dos seres humanos. Essas experiências eram tantas e
variadas que nunca se cansava de explorar o universo espiritual. Para sua
surpresa, descobriu que alguns tipos de fantasmas viviam em comunidades
organizadas, assim como os seres humanos. Muito diferente do tipo de
fantasmas que vagam aleatoriamente, essas comunidades eram governadas por
um líder que supervisionava as atividades sociais e se esforçava em manter a
paz. Devido à frutificação fora de tempo de mau carma anterior, alguns seres,
tendo acumulado uma riqueza em virtude, ainda assim nascem no reino dos
fantasmas. Uma vez que suas índoles virtuosas permanecem, são capazes de
exercitar grande autoridade moral, ganhando o respeito de seus colegas que,
por causa de sua pobreza espiritual, têm respeito por aqueles que possuem
poder moral e autoridade. Na comunidade de fantasmas, Mé Chi Kéu
encontrou a prova que os frutos da bondade sempre são mais poderosos que os
efeitos da maldade. Apenas pelo poder da virtude, um indivíduo é capaz de
governar uma grande comunidade.
Mé Chi Kéu também aprendeu que as comunidades de fantasmas não são
segregadas em grupos ou castas. Em vez disso, sua hierarquia social aderia
estritamente à ordem ditada pelas consequências específicas do carma de cada
fantasma, fazendo com que fosse impossível para eles terem o tipo de
preconceito que as pessoas têm. A natureza de sua existência fantasmagórica, e
seu status social relativo aos demais, era sempre a retribuição apropriada por
seus atos no passado.
De vez em quando, o fantasma chefe guiava Mé Chi Kéu em uma vistoria por
seu domínio e descrevia as condições de vida dos diferentes tipos de fantasmas.
Era-lhe informado que o mundo dos fantasmas também tinha seus vândalos.
Maus-caracteres que causavam distúrbios eram recolhidos e aprisionados em
uma clausura que os humanos chamariam de “prisão”. Ele enfatizava que os
fantasmas presos eram de má índole, que indevidamente perturbavam a paz
alheia e eram sentenciados e presos de acordo com a severidade de suas
ofensas. Aqueles que se comportavam bem viviam vidas normais de acordo
com o que permitia seu carma. O fantasma chefe lembrava a ela que a palavra

“fantasma” é uma designação dada por humanos. Fantasmas na verdade eram
apenas um tipo de vida consciente entre muitas outras no universo que existem
de acordo com suas próprias condições cármicas.
A consciência de devas é outra forma de existência consciente governada pelas
leis do carma. A meditação de samādhi de Mé Chi Kéu a introduziu num rico
espectro de experiências supramundanas. Às vezes, sua consciência se
separava de seu corpo e viajava para conhecer os reinos celestiais, ou os
diferentes níveis de reinos de brahmas. Ela visitava os diversos tipos de seres
de formas sutis chamados devas, que existem dentro de uma hierarquia divina
de cada vez mais sutileza e refinamento – seres que chegaram a uma condição
afortunada e feliz como resultado de seu bom carma. Ela conheceu devas
terrestres – deidades luminosas que vivem nas florestas, bosques e árvores –
que lá nascem graças à sua forte afinidade natural com o plano terrestre.
Embora sua presença visível exista além do alcance dos sentidos humanos,
eram claramente visíveis à visão divina de Mé Chi Kéu. Ela os via como seres
de contentamento que passavam maior parte de sua vida repleta de felicidade,
preocupados com prazeres sensuais. Esses prazeres eram merecidas
recompensas de virtudes acumuladas. Quando eram seres humanos eles
acumularam mérito praticando generosidade, restrição moral e meditação. Isso
os impulsionava a um renascimento num paraíso espiritual onde tinham uma
existência feliz, deleitando-se em uma variedade de experiências sensoriais
agradáveis.
Apesar da virtude dos devas, sua natureza passiva lhes dava pouca chance de
ativamente gerar bom carma adicional para estender sua estada celestial. Assim
sendo, uma vez que os devas exauriam seu capital virtuoso podiam esperar
renascer no reino humano, onde, se tivessem sorte, suas tendências virtuosas
lhes permitiriam repor seu estoque de mérito. Em contraste com os fantasmas,
que estão presos em um ciclo de maldade e dolorosas recompensas, os devas
usufruíam de uma fase positiva de seu carma. Entretanto, os devas partilham
uma coisa em comum com todos os seres sencientes: o fardo de apegos
emocionais que lhes faz com que nasçam repetidamente – sem um fim em
vista.

É importante compreender que esses reinos existem como dimensões de
consciência e não planos físicos. Ao caracterizarmos os reinos celestiais como
reinos existenciais progressivamente “superiores” e mais refinados e os reinos
dos fantasmas como correspondentemente “inferiores”, é dado erroneamente
um padrão material à natureza puramente espiritual da consciência. Os termos
“subir” e “descer” são figuras de linguagem convencionais, referindo-se ao
movimento de corpos físicos. Esses termos têm muito pouco em comum com o
fluxo da consciência, cujo movimento sutil está além de comparações
temporais. Mover-se fisicamente para cima ou para baixo requer um esforço
deliberado. Porém, quando a mente gravita em direção a níveis superiores ou
inferiores de consciência, a direção é apenas uma metáfora e não envolve
esforço algum.
Ao dizermos que os paraísos e mundos de brahmas são organizados
verticalmente em uma série de reinos, não devemos entender isso de forma
literal – como uma casa com muitos andares. Esses reinos existem como
dimensões de consciência e a ascensão é realizada espiritualmente ao
sintonizar o fluxo da mente consciente a uma vibração mais sutil de
consciência. A ascensão é feita no sentido figurativo, por meios espirituais: ou
seja, pelo coração que desenvolveu esse tipo de capacidade através da prática
de generosidade, virtude moral e meditação. Ao dizer o inferno é “abaixo”, não
queremos dizer que se vai para baixo fisicamente, para um abismo. Em vez
disso, se refere a descer espiritualmente para um destino espiritual. Aqueles
que são capazes de observar os paraísos e infernos o fazem graças às suas
faculdades espirituais internas.
Para aqueles hábeis nos mistérios de samādhi, comunicação psíquica é tão
normal como qualquer outro aspecto da experiência humana. Surgindo do
fluxo da consciência, a mensagem essencial é transmitida na linguagem do
coração como uma ideia formada, que é compreendida pela pessoa tão
claramente como se fosse em palavras de linguagem convencional. Cada
corrente de pensamento emana diretamente do coração e por isso expressa as
verdadeiras emoções da mente, com significado preciso, eliminando a
necessidade de mais explicações. Conversa verbal também é uma mídia do

coração; mas sua natureza é tal que palavras faladas muitas vezes não
conseguem refletir as verdadeiras emoções do coração, então erros são
cometidos com facilidade quando tentando comunicar precisamente. Essa falha
é eliminada ao utilizar-se a comunicação direta, coração a coração.


Fonte: http://dhammadafloresta.org/2017/05/biografia-de-me-chi-keu/


FARISEUS

Sid)harta, adoraria ler suas "grandes elucubrações" esotéricas sobre o livro do marmanjão psicodélico do Acre. Compre. Terá material para 200 posts..kkk..e dará uma "sobrevida" nesse blog.

Simão

FARISEUS

O meu deus que acredito e explico é melhor que o deus que você acredita e explica e do que o outro que não acredita.

Enquanto isso o mundo, as teorias, crenças e hipóteses mal provadas sucumbem.

E um novo mundo, novas teorias, novas crenças e novas hipóteses vão nascendo...e futuramente morrerão, assim como seus autores. Luz, sombra e penumbra.

LimãoComSal

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

http://psicoativo.com/2016/04/jung-certeza-da-existencia-de-deus-arrependimento.html


"Eu não preciso acreditar, eu sei."

Nielsen

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Veremos.


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Parabéns pela escolha do tema Acid.
retorno brilhante no momento certo.

https://super.abril.com.br/historia/pode-a-ciencia-crer-em-deus/

Nielsen

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

http://pistasdocaminho.blogspot.com.br/2011/04/poesia-de-um-eremita-amante.html


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Já fui anticatólico, anônimo, e posso dizê-lo com alguma propriedade: ser católico de fato atualmente é "to think outside the box", inclusive, pasme, em não poucos ambientes eclesiásticos. Ademais, o sujeito que depara com a verdade não raramente se vê bastante desconfortável. Em contrapartida, o que a nega tende a ter ser muito mais ocasiões de conforto... em curto prazo, jamais em longo, porque cedo ou tarde ela o devora.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Por vezes é preciso parar de aprender e começar a pensar fora da caixa.
Que conforto abrir um livro e exclamar - olhem, aqui está a verdade.

Que maravilha! A invenção da ilusão da verdade que funciona! Quanto pior estiver a situação melhor funciona!


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Estão aí, mas praticamente não estão visíveis aos olhos revolucionários. Explico: estão profetizadas, por exemplo, a desolação no lugar Santo, a supressão do holocausto perpétuo e a grande apostasia. O sujeito que adota a perspectiva verdadeiramente religiosa, logo dá-se conta da realidade atual de tudo isso, o que não o faz, ainda que se diga pertencente à religião, o sujeito que não adota a perspectiva verdadeiramente religiosa. Aquele percebe a desolação como desolação, este a interpreta no âmbito geral como algo positivo; aquele percebe que o holocausto perpétuo está hoje suprimido, este não vê nada de errado com aquilo que o substituiu (e muitos, talvez a maioria, nem sabem que houve algum tipo de substituição); aquele identifica claramente a apostasia; este pensa que o mundo está progredindo, alguns alegando que a religião nunca esteve tão bem.
O abismo que há entre as duas perspectivas, porém, pode ser vencido pelo acesso às boas fontes de estudo.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Afinal o Armageddon é no Pacífico? Cadê a profecia?
Eu vejo caras nas nuvens mas sei que são padrões espúrios. Quem quiser pode encontrar JC numa torrada.


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Eu simplesmente as menciono, caro anônimo, não como argumento (e então não há sofística nenhuma) nem por qualquer tipo de obrigação, mas somente por gentileza. De qualquer modo, elas estão registradas, e os eventos estão por toda parte. Quem quiser que estude; e quem tiver olhos de ver, verá; quem não tiver, não verá.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Socrates confrontou os sofistas. A verdade independe da argumentação. Não me venha com protecias neutricno. O futuro já começou.


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Oportunidade ímpar de ter uma formação tomista com um verdadeiro mestre na matéria:

http://www.estudostomistas.com.br/2017/07/informacoes-completas-sobre-escola.html

mais neutrinos aqui

SAINDO DA MATRIX 15 ANOS

Parabéns! Eu conheci o Saindo da Matriz quando tinha por volta de 18 anos, buscando por espiritismo. Hoje estou com 31 anos. Realmente está difícil manter a fé como você disse no post "tempos difíceis"... Mas sigo acreditado em tempos melhores e desejo tudo de melhor para você e muito sucesso com seu blog! Abraços

Aline

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Essa é uma obra magistral.E Kubelik tem uma carreira invejável.

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Retificação: *"constate o que digo".

---------------------

Levine tem currículo. Este também: https://www.youtube.com/watch?v=HDJ9AjGSpbY

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Sim Neutrino, com outro regente.Se não me engano, Gilbert levine.
Mas....Karajan foi absoluto, esse cara faz falta.

abrcs.

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Retificação: *"não tenha existido".

--------------------

Conhece esta obra magnífica, caro Serise? https://www.youtube.com/watch?v=yJJYkZOAkTs

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

E ademais, anônimo, a hipótese de que a realidade sobre o medievo tal qual a concebo não tenham existido está farta e cabalmente descartada por esses mesmos especialistas que menciono, bem como pelas obras da época, que podem ser facilmente acessados. Posso fornecer-lhe uma lista, caso queira, para que constante o que digo.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Palpite equivocado, anônimo. Se por um lado admiro o medievo, que foi indubitavelmente superior ao que se vê atualmente no aspecto moral e intelectual, algo não só demonstrado por acadêmicos historiadores que o adotaram por especialidade (e constantemente distorcido por fontes sectárias, “didáticas” e midiáticas que não o têm como especialidade), como verificável por qualquer um que se empenhe em ler algumas das principais obras da época (ou que acesse as obras dos especialistas); por outro não perco meu tempo nem me desgasto esperando por qualquer tipo de restauração antes do cumprimento da próxima etapa do processo que vivemos atualmente profetizado há dois milênios.
Minha âncora, em verdade, está no futuro, na esperança da santificação e do Céu.

--------------

Caríssima AMORAIZA, não posso deixar de notar que tu manifestas o pombo xadrezista neste último comentário com certa pitada de elegância pouco observada por aqui.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?


Mas a vós, que isto ouvis, digo: Amai a vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam;
Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam.

Lucas 6:27,28

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Amoraiza,

Olhe com atenção uma nota de cinquenta reais, ao lado direito da efígie da republica há algo escrito.
O que está escrito ali Amoraiza?

abrcs.

Serise

FARISEUS

Olá Acid, tudo bem?

Preciso falar com você sobre um texto meu que foi publicado em 2009, porém ao que parece o e-mail contato2 não existe mais. Poderia entrar em contato comigo pelo e-mail que informo acima? É o mesmo que usei para enviar o texto àquela época.

Cordialmente,

Adriano

Adriano

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Neutrino e serise são saudosistas de tempos que não existiram.

Cada um com sua praia, sua solução, sua ilusão.

Cada um com sua mundivisão, cada um com sua invenção, cada um com sua representação.


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Você é tão divertido quanto o seu mestre.
Direi a ambos o que me compete dizer:
Assim como Sottomaior não perderia seu tempo discutindo com o religioso que o desafiou, eu só lhes respondo por respeito porque, afinal, vocês são assim mesmo.

AMORAIZA

FARISEUS

Netzachiano,

“Chega um momento em que não vale mais a pena bater na mesma tecla. Pois às vezes entramos no campo da crença...”

Não entrei no campo da crença. O que digo tem fundamento empírico e desenvolve-se epistemologicamente em método eficaz. Não sei se é o caso, caro, mas talvez você esteja fazendo confusão com alguns termos que utilizei ali, que no âmbito metafísico têm sentido específico. Se assim for, recomendo uma pesquisa breve sobre os termos básicos do aristotelismo.

“Quanto as denominações: panteísmo, panenteísmo, etc... também não vou aprofundar, pois ao meu ver não passa de rótulos bobos...”

Não são rótulos bobos. Seria demasiadamente inapropriado empregar o mesmo termo para indicar, por exemplo, a cosmologia hindu e a espinoseana.

====================================


“claro que uma coisa ou outra muda, mas vamos nessa:”

Reforço que é mais que a simples roupagem.

“Provavelmente você deve saber que só pode ser trindade aquilo que contém: Criação, Manutenção e Destruição: ciclo verdadeiramente eterno.”

Errado, caro. O correto é dizer que só se pode considerar “Criador” o que contém a potência ativa para essas três propriedades, que são observáveis (e vale observar que a recíproca não é necessariamente verdadeira). As tríades superiores derivam da noção (boa ou distorcida) d’Este, e podem ou não estar divididas segundo essas mesmas propriedades. A trimúrti hindu se divide assim, mas as Três Joias budistas não. A Trindade Cristã difere ainda mais, porque não há o mesmo modo de derivação, mas, reitero, processão, e outros pontos, como a centralidade na Unidade (e ademais os três aspectos que você cita não estão representados unicamente em cada Pessoa).

“A trindade grega é... CAOS... URANO... CRONOS”

Se você analisar bem, verá que isto está longe de ser uma tríade superiora como pretende, inclusive segundo a própria Teogonia. Cronos é um dos filhos de Gaia e Urano, este filho daquela, e ela uma das filhas de Caos. Se se admitem personagens principiais anteriores, intermediários e outros equiparáveis, já não há tríade superiora. Demais disso, os três têm aspectos destrutivos, implicam mudanças (o primeiro por cisão, o segundo por repulsa aos filhos e expulsão destes, o terceiro de modo mais óbvio, pela natureza do próprio tempo que representa).

“Trindade egípcia: 1. Ptah: Criador. 2. Nerfetus: Masculino. 3. Sekmeth: Feminino.”

Note o seguinte, um ente criador é um ente ativo, e qualquer criatura é necessariamente passiva em relação ao criador. Aqui na teologia menfista mais uma vez não temos exatamente uma tríade superiora. Ptah-Nun seria o princípio ativo, Ptah-Naunet o passivo, e destes dois aspectos de Ptah é que surge o demiurgo Atum, e então os demais deuses e o restante da criação. Na tríade em questão, uma de tantas do complexo de sistemas egípcios, Sekhmet é associada à destruição, à proteção, e até à cura (então note aqui o aspecto ativo também bastante presente); Nefertum está ligado principalmente à perfumaria, à fertilidade (que é ativa e passiva) e à transmigração da alma (idem), e é mais relacionado à cura (idem mais uma vez) que a mãe. Na heliopolitana ele vai ser associado a Atum, mas em outro contexto. O fato de esses sistemas terem variado de lugar e através do tempo dificulta ainda mais qualquer tentativa de associação a tríades de outras doutrinas. Do modo que apresento acima, com algum contorcionismo você estabelece certas relações com a trimúrti hindú, mas ainda assim muito vagas.

“A morte, por exemplo, é o que põe limites; se existisse só vida, haveria somente força de expansão(masculina)”

Não necessariamente. Adão e Eva e sua descendência seriam imortais se os dois não caíssem. O limite, se é que se pode dizê-lo, seria a passagem direta para o Reino dos Céus.

“Os deuses são características nossas e da natureza...mas a questão é a forma de como eles estão estruturados, formando a árvore da vida.”

Em um contorcionismo para tentar justificar o que demonstrei acima ser injustificável.

“Há deuses com múltiplas características... é preciso estudar pela ótica da árvore da vida dentro do panteão em questão.”

O que só gerará mais e mais confusão.

“Se pesquisarmos os deuses solares, o abismo que eles precisam ultrapassar, e o conceito de Algo supremo, já é um bom começo para perceber que tinha algo aí...”

Schmidt e Eliade, por exemplo, demonstram-no, aquele ao dar-se conta do monoteísmo primordial, e este ao tratar dos deuses os quais chamou “urânicos”.

====================================

"Aqui entramos na crença de novo; Prefiro não comentar...”

Espero que logo perceba que o que trato no início é puro exercício da razão e não crença, para que, se ainda desejar, possamos prosseguir aqui.

====================================

“Ah! Aí não vale! E o que me garante que o seu conceito de "alma" não é formalizado por bases hipotéticas?”

Basta você estudar os conceitos de “matéria” e “forma” e observá-los em tudo à sua volta, inclusive em você mesmo.

“Bom, eu estava me referindo a estados...mas nem vou aprofundar...”

A composição essencial exclusiva gera estados exclusivos. Mas esteja sempre à vontade.

“acredito que o ser humano não foi a única criatura abençoada com tal capacidade racional... acredito que outros seres vivos estão nessa mesma jornada de evolução”

Os anjos também são entes racionais. Quanto à ideia “evolução” em que você crê, sugiro que investigue o histórico das ideias progressistas na mentalidade atual, e depois, caso desperte o interesse, que estude a boa metafísica para perceber que não há progresso cósmico moral e intelectual nenhum, salvo em ordem particular e restrito a uma única existência corpórea por ente tangível.

====================================

"Meio perigoso falar "maior gênio", mas ok...não vou fomentar...

Digo-o sem medo de errar. Sua obra é incomparável.

===================================

"Ok. Não quer aprofundar...ok...”

Não há porque decorar um edifício cujas bases estão arruinadas.


===================================

"Hm... como falei antes; nem faço parte de escolas... apenas estudo cabala com algumas pessoas ai. Rs”

Bom, creio que agora entendi qual a origem. :)

===================================

“Exato, mas não alguns dos livros citados...Gn, por exemplo...”

Se me permitem, além da criação do homem, o Genesis tem muitas outras histórias reais.

-------------------------

Que o Eterno possa nos iluminar sempre!

Assim seja.

Abraço.

mais neutrinos aqui

FARISEUS

cont,

na verdade eu gostaria é de dominar o idioma original no qual ele foi escrito. talvez assim, ele ficasse muito mais interessante.
Depois de inumeras traduções.....algo sempre se perde...ou fica confuso.


Serise

FARISEUS

Netzachiano,

Sim, nem todos os livros da biblia tem como pano de fundo os relatos historicos, e nem tinham esse intento. Mas eles existem ali em bom número,e o que eu disse foi talvez generalizado, mas para rebater afirmações do comentarista sem noção que veio Trollar os coments.

E já que falou no Genesis.....esse é um livro que deve ser lido com muita atenção.....muita mesmo.

abrcs.

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

"A era moderna, ao repudiar em maior ou menor medida a ideia de um legislador divino, tem, no entanto, procurado preservar as ideias do que é moralmente certo e errado, sem perceber que, ao descartar Deus, as pessoas aboliram, da mesma maneira as condições de significado para o que é moralmente certo ou errado....."

Richard Taylor.

Serise,

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Amoraiza,

Não são as minhas palavras que contradizem a realidade.Está enganada sobre muitos assuntos sobre os quais fez comentários.
Sinto muito te dizer mas....falou sobre assuntos que não domina, está imersa em ódio e rancor, isso vibra nas suas palavras.
Quero que confronte meus argumentos com fatos! o que falei, falo outra vez, e espero que leia mais, estude mais, antes de aparecer em cena á procura de debates sobre religião.

----------------
Neutrino realmente me ensinou muitas coisas, principalmente a buscar conhecimento, para não pagar mico frente a quem domina um assunto.
E musica medieval também, confesso que fiquei fã.
prefiro aprender com ele, do que com um materialista inculto envenenado por ideologias sem futuro, desses que assolam a web.

---------------


Uma mulher que recomenda ás outras o suicidio, precisa de ajuda urgente.

reze, peça clareza de idéias.Sempre funciona.
Não leu nada, ou não entendeu nada no post do Acid,então por favor leia outra vez com calma.

Que a paz esteja contigo.

Serise,

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Caro Serise,

Do trabalho dos McGlynn sou fã.
Quanto a este último, que espetáculo!

-----------------------------------

"E convicção é como peixe. Mesmo que o congelemos, um dia ele se estraga."

Estás realmente convicta disto?

“vejo que o neutrinhos fez escola”

Se de algum modo um dia eu cheguei ou chegar a contribuir para a conversão de alguém, minha cara AMORAIZA, nada mais fui ou terei sido que um instrumento (completamente indigno de sê-lo, vale ressaltar) do Deus que você rejeita, mas que ainda assim a ama infinitamente e a esperará até seu último suspiro. É Ele quem “faz escola”, é Ele, e somente Ele, quem converte.

“dar aos termos a significação que lhe apraz, subsumindo-os ao seu limite de entendimento.”

Esse comportamento é típico das mentes moldadas pelo sectarismo e por ideologias. E vejo-o ocorrer frequentemente quando se levanta temas como esses mesmos da Inquisição e das Cruzadas, ocasião em que o sujeito repete as distorções que tanto ouviu na juventude sem ter tomado qualquer iniciativa para consultar uma boa fonte que lhe fornecesse dados, que incluem números, com base em fontes primárias; e não poucos persistem mesmo depois de a realidade ser-lhes indicada por quem já estudou o assunto.

“Talvez o amor e a cooperação que possam melhorar o mundo humano.”

Sem a noção de Deus como base isto é simplesmente impossível. É somente por ela que os homens se veem na obrigação de respeitar as leis naturais. Toda proposta alternativa é sempre enganosa, e inclusive (por razões óbvias até para quem só chegou a ler algo sobre a ética segundo a filosofia clássica não subjetivista) carente de precedente.

“Só estuda religiões quem acredita nelas. Os demais, são vítimas dela ou delas se beneficiam.”

Um pré-requisito para se criticar algo é conhecê-lo, cara. Alguns ateus estudam a religião para criticá-la. Estudam muito mal, é certo, consultando más fontes até onde julgam que o que leram seja suficiente para seus propósitos; mas estudam, o que já serve para apontar o reducionismo equivocado que há aqui.

“Mais que estudar é conhecer intimamente qualquer delas, participar de seus ritos e entender que a religião, quando não imposta”

Para alguns sim, pela Fé; mas para outros o estudo é fundamental para conhecer intimamente a doutrina.

“pode ser um caminho para aquele que procura a liberdade espiritual.”

Queira-se ou não aceitar, é “o” caminho.

“Chega uma hora em que se pode livrar-se delas.”

O maçonismo revolucionário sanguinário, que agiu sub-repticiamente e não tinha outro propósito que o de subjugar o cidadão comum, que não tinha apreço nenhum pela vida, nem respeito nenhum pela mulher, que foi corruptor de toda objetividade moral e é culpado pela nossa situação atual, etc., é a fonte e causa de você ter adotado esta ideia, saiba você disso ou não, e queira você aceitar isso ou não. É, aliás, essa ideia uma das que atualmente conduz a humanidade para a “religião biônica” (na verdade uma grande seita, não religião), que será mais um meio para que certas elites tenham um poder jamais visto sobre os povos. “Teoria da Conspiração”? Não. Realidade, mais do que suficientemente documentada.

E quanto ao que dizes, na verdade pode-se livrar da religião a qualquer tempo, mas o processo espiritual é imediatamente interrompido, e há queda, de cujo regresso é mais difícil. De minha parte não conheço um sujeito sequer em toda a história que tenha se santificado verdadeiramente fora da religião (e conheço bem os palpites que costumam dar por aí). Posso dizer com conhecimento de causa que dentro dela o processo já é demasiado árduo, e fora é praticamente impossível.

Por fim, se interessar, procure as obras da Regine Pérnoud sobre as mulheres nos tempos das catedrais e nos das cruzadas. O acesso a quem teve acesso a fontes primárias pode proporcionar-lhe uma grata surpresa.

---------

Abraços.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Serise,
vejo que o neutrinhos fez escola.
És um bom discípulo.
No mais,cada uma das tuas palavras parecem contradizer a realidade.
Não posso ver a realidade com os teus olhos, já que olhas para o que te convém ou o que podes alcançar.
A vida coloca-nos a cada um numa janela de acordo com a amplitude de nossa capacidade de apreciação.
E convicção é como peixe. Mesmo que o congelemos , um dia ele se estraga.
A vida é dinâmica. Aprendamos com ela.
Inté.

AMORAIZA

FARISEUS

Correção: Autoconhecer*.
-----
Como disse o agnostico e espiritualista Sagan: "Nós somos uma maneira do Cosmos conhecer a si mesmo...".
=============================

Outra coisa...

Serise,

"A Bíblia contem numerosos relatos histórico, a historia antiga de israel e do oriente médio estão ali registrados, mas só quem a leu sabe disso".

Exato, mas não alguns dos livros citados...Gn, por exemplo...
-----------------------------

Abraços.


FARISEUS

"Reitero que o Deus dos cristãos é ato puro...".

Chega um momento em que não vale mais a pena bater na mesma tecla. Pois às vezes entramos no campo da crença e é perda de tempo aprofundar...
Quanto as denominações: panteísmo, panenteísmo, etc... também não vou aprofundar, pois ao meu ver não passa de rótulos bobos, apesar da importância para alguns...
=====================================
"Se você der uma pesquisada, verá que é muito mais do que uma simples roupagem que distingue...".

Evidente que cada cultura retrata a seu modo, por isso destaquei anteriormente: "semelhante não é equivalente a igual", claro que uma coisa ou outra muda, mas vamos nessa:

O que é Trindade e quais suas características?

Provavelmente você deve saber que só pode ser trindade aquilo que contém: Criação, Manutenção e Destruição: ciclo verdadeiramente eterno.

Criador, principio feminino e principio masculino...

Só que existe um "problema"... aqui estamos lidando com CONCEITOS CÓSMICOS de potência feminina e potência masculina. Em hipótese alguma podemos SEXUALIZÁ-LOS, pois trata-se apenas de polos contrários, mas que se complementam...

Vamos às tríades que você citou:

Ptah, Sekhmet, Nefertum... Horas, Fúrias, Moiras...

Desde quando essa é Trindade Suprema Grega? Além de não ser, essas três irmãs são energias de abismo, além do mais, nasceram do CAOS.

A trindade grega é:

1. CAOS(Deus); No princípio só existia o Caos, e, além de ser a primeira divindade, deu a vida ao restante de modo assexuado.

2. URANO: Urano, o primeiro rei, princípio fertilizador, potência masculina, associado à expansão.

3. CRONOS: Cronos, o tempo, e uma das 'energias' primordiais, destrói seus filhos: potência feminina,(de novo, não tem relação com sexo biológico, mas com estados e características).

Trindade egípcia:

1. Ptah: Criador.
2. Nerfetus: Masculino.
3. Sekmeth: Feminino.
(nada a ver com sexo biológico, lembrando...).

OBS: Sekmeth, similar a Cronos, é o que vai limitar o caráter expansivo(potência masculina): Ela é a deusa da doença e destruidora de humanos... Cronos é o tempo, também destruidor, o tempo que devora seus filhos...

A morte, por exemplo, é o que põe limites; se existisse só vida, haveria somente força de expansão(masculina), ou seja, árvores em excesso, seres vivos em excesso, estrelas em excesso, se não existisse doença, ninguém morreria, superpopulação, etc...

Observação 1: Os deuses são características nossas e da natureza, sendo assim, obviamente estarão presentes na maioria das religiões e mitologias, mas a questão é a forma de como eles estão estruturados, formando a árvore da vida.

Observação 2: Há deuses com múltiplas características, para entender essa estrutura que abrange as mitologias e religiões(vulgo árvore da vida), é preciso estudar pela ótica da árvore da vida dentro do panteão em questão(um pouco complexo).

Se pesquisarmos os deuses solares, o abismo que eles precisam ultrapassar, e o conceito de Algo supremo, já é um bom começo para perceber que "tinha algo aí"...
=====================================
"Seja lá onde foi, caro, a informação não é válida".

Ok. Anotado!
=====================================
"Sob uma óptica panenteísta gnóstica maniqueísta, sim...

Aqui entramos na crença de novo; Prefiro não comentar...
=====================================
"Se repararmos bem, homem não tem oposto...".

Verdade. Gato, passarinho, terra e pedra, também! :o
=====================================
"Uma tréplica válida aqui seria você tentar fornecer ao menos um exemplo de uma alma intelectiva como parte de um composto...claro, sem recorrer a meras suposições".

Ah! Aí não vale!
E o que me garante que o seu conceito de "alma" não é formalizado por bases hipotéticas? :(

Bom, eu estava me referindo a estados...mas nem vou aprofundar...

Entrando no campo da suposição agora: acredito que o ser humano não foi a única criatura abençoada com tal capacidade racional... acredito que outros seres vivos estão nessa mesma jornada de evolução para chegar ao alto conhecer, na verdade, vejo a razão como um estágio de evolução, tanto na terra, quanto fora. Penso eu que é tudo uma questão de tempo para encontrarmos vidas que olharão para nós assim como olhamos para os animais... vidas que terão mais "upgrade divino" devido a sua escala evolutiva espiritual. :)
====================================
"Como disse antes, ele não só não fala...".

Ok. Anotado!
====================================
"Não por menos, Tomás de Aquino, dentre os homens"...

Meio perigoso falar "maior gênio", mas ok...não vou fomentar...
===================================
"E volto ao que disse anteriormente...".

Ok. Não quer aprofundar...ok...
===================================
"Mas ainda estou sem saber de que escola você"...

Hm... como falei antes; nem faço parte de escolas... apenas estudo cabala com algumas pessoas ai. rs
===================================

Considerações finais: agora sim este será meu último comentário. Ainda que eu volte para ler seu comentário, eu não responderei. Até a próxima!
----------------------------------
Que o Eterno possa nos iluminar sempre! :)
==================================
Abraços.


JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

https://www.youtube.com/watch?v=lsWBA1_xUV8&list=RDlsWBA1_xUV8#t=9

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Nada entendes de religião cara Amoraiza. Não é obrigatorio acreditar nelas para conhecer, é preciso ENTENDER.

-------------

E as mulheres do Brasil que não se façam de vitimas! Aprendam a votar e tudo vai dar certo.Ainda somos uma democracia.
-------------------
"Chega uma hora em que se pode livrar-se delas."

è exatamente o que aconteceu aos nossos politicos.

------------------
" Não será freio e nem repressão; Não serão normas rígidas solenemente desprezadas pelos poderosos, como vimos agora no congresso, não será deus e nem religião."

Desculpe mas está errada nesse assunto.leis rígidas resolvem o problema.
Funciona no primeiro mundo, no japão,na coreia do sul, pode funcionar aqui também.
mas...enquanto votarem errado, vão pagar o preço.E Deus não tem nada com isso, foi escolha nossa.
Livre arbítrio.

------------------

Você fala em abuso contra mulheres,
sim isso existe e é triste.
mas....
As mulheres do Irã apoiaram em massa e revolução islamica, e comemoraram nas ruas a queda do regime 'ocidentalizado'.
Elas escolheram apanhar dos maridos, e se submeter a Sharia.Elas escolheram assim, e você tem de respeitar isso.
--------------------
mulheres são metade da população nacional com direito a voto, então.......vão á luta ora bolas...
fundem um partido, e assumam o poder!

Ainda me lembro das mulheres do nosso país votando em massa no Collor......depois reclamam....

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Sobre o "já estudou religiões".
Só estuda religiões quem acredita nelas.
Os demais, são vítimas dela ou delas se beneficiam.
Outrossim, não tivesse eu o conhecimento delas, não me competiria discordar.
Mais que estudar é conhecer intimamente qualquer delas, participar de seus ritos e entender que a religião, quando não imposta, pode ser um caminho para aquele que procura a liberdade espiritual.
Chega uma hora em que se pode livrar-se delas.

AMORAIZA

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

O mundo humano só não odeia as mulheres porque 51% do mundo humano é formado de mulheres.
Não tenho qualquer ímpeto de agressão, tampouco é ignorado o fato de existirem políticas públicas para mulheres, delegacia de mulheres, feminicídio previsto em lei,abuso das filhas por parte dos pais, dilapidação de mulheres em praça pública no oriente médio, mutilação genital religiosa de mulheres, tráfico de mulheres para prostituição.
É uma simples e diuturna constatação.
E se você tiver o cuidado de assitir a pelo menos a palestra mencionada, verá que seu mundo não é fina flor.
A propósito, dia 15 de julho foi o DIA INTERNACIONAL DO HOMEM.
Quem comemorou?
Não será freio e nem repressão; Não serão normas rígidas solenemente desprezadas pelos poderosos, como vimos agora no congresso, não será deus e nem religião.
Talvez o amor e a cooperação que possam melhorar o mundo humano.
Enquanto o homem se orgulhar de sua vilania.
Enquanto ele se vangloriar de suas conquistas pela força, pelo abuso e pela violência, esse mundo continuará sendo agradável somente para ele.

AMORAIZA

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

neutrino,

https://www.youtube.com/watch?v=Z-LVDOltHaw

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

cont.

Amoraiza,

presumo que tenha acompanhado os acontecimentos no nosso congresso.
Isso mostra claramente as tendencias humanas quando não há freios aos desejos, e acontece desde antes de cristo ser crucificado.
Sem normas morais rígidas, é isso que veremos acontecer dia após dia...


Já conheço Divaldo, e tenho certeza de que ele aprovaria o que eu disse acima.

Que a paz esteja contigo.

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Amoraiza,

O Mundo não odeia ás mulheres,é paranoia particular sua, apenas é um lugar brutal, sempre foi desde os primordios da civilização. O ser humano é violento por natureza, egocentrico e tende a se associar em grupos de interesse para garantir a satisfação de seus desejos.
Sem uma noção clara e cristalina de Deus, as mulheres tanto quanto os mais fracos jamais poderiam falar como você fala com toda a liberdade.
A nossa civilização cristã conquistou isso e eu me orgulho de ser Católico. Contenha um pouco o seu ímpeto de agredir os crentes e tudo vai dar certo, questão de civilização.
Se todos seguissem á risca o que cristo pregou não haveriam problemas entre os seres humanos, seria o reino dos céus na terra.
-----------

Você disse que os Deuses odeiam as mulheres.
De onde tirou essa ideia? Já estudou religiões?
Amoraiza......é complicado falar sobre o que se desconhece.

um abraço.

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Serise
As mulheres gregas devem estar agradecidas até hoje, tanto quanto as filhas de Maria por terem conseguido ser admitidas na vida como seres humanos.
Não tivesse a mulher o amor ao homem enquanto seu filho e este mundo não seria possível.
Cito esse palestrante pelo seu amor à pesquisa e facilidade de expressão.
Especialmente aos 53:00,quando faz referência direta a deus, negros e mulheres.
https://youtu.be/AYmIVvBuPyQ

AMORAIZA

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

Neutrinhos,
o bom de ser você é ter a , digamos, flexibilidade de dar aos termos a significação que lhe apraz, subsumindo-os ao seu limite de entendimento.
Você é capaz de ignorar fatos e atos, ainda que evidentes para adequa-los às suas convicções.
Chamamos a esse exercício psicológico de dissonância cognitiva.

AMORAIZA

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

"Estado teocrático ? Vaticano é excelente exemplo de virtude no sexo e nos negócios..."

A última coisa que se pode dizer do Vaticano atual, tomado por gente que pensa como você e que faz você pensar o que pensa, é que seja teocrático na prática, de fato.

"Coreia do norte é um excelente exemplo de liberdade e justiça num estado Ateu."

Já eu poderia rir à vontade, mas levo a sério a enfermidade ideológica que caracteriza o sujeito que se apega cegamente a um mal para opor-se a outro.

-------------------

“O que cura a velhice e a presbiopia é a morte.”

Para a presbiopia há cirurgia e exercícios. Já a velhice precede a eviternidade.

“A ignorância, a morte supera.”

O estudo também.

“O bom de se crer é não precisar pensar.”

Não só quem crê se vê obrigado ainda assim a pensar (ainda que a crença sectária seja mais limitante), como achar realmente que não precisa pensar não é nada bom, mas sintoma de alguma psicopatologia.

“Aos amantes do estado teocrático e do deus único deixo as alegrias do islã, as castas de brahma, as cruzadas, o geocentrismo, a inquisição,Jeová e seus miquinhos amestrados.”

Fico somente com as Cruzadas e a Inquisição, e talvez com o geocentrismo, sobre o qual ainda suspendo o juízo (desde já é por bem dizer que o que tem eficácia aqui não são risadinhas atolambadas, mas tentativas de refutação no âmbito científico, e não do achismo, às hipóteses do Sungenis); a primeira refere-se a reações tardias, mas bravas e fundamentais para a subsistência de nossa atual civilização (não fossem elas, teríamos caído, por exemplo, nas mãos dos islâmicos); a segunda, um marco na história do Direito, também fundamental pra a o desenvolvimento da civilização, mas ambas profundamente distorcidas e caluniadas pela literatura protestante e iluminista (movimentos carentes de moralidade objetiva).

“Aos que não, o exemplo dos bilhões de chineses que,nos seus mais de 5 mil anos de cultura, pelo menos não mataram por deuses.”

Promoveram o maior genocídio da história no último século e matavam sim por “deuses” imperadores.

Um dado interessante: somente 6,28% de todas as guerras foram de natureza religiosa, sendo mais da metade de procedência islâmica. Mais aqui: http://www.raciociniocristao.com.br/2014/11/religiao-principal-causa-de-guerras/

“o homem inventou deus para se apoderar de outros homens.”

Falso, como demonstraram Platão e Aristóteles.

“a observação de que não adianta o estado ser ateu se o povo tem um espírito ignorante e temeroso.”

Aqui concordamos.

“A fé é o primeiro passo para a eleição do político sacana ou a aceitação de um monarca ‘divino’".

A crendice, não a fé.

“O temor é o próximo passo para a manutenção de ambos e a consagração dos deuses. Temos aí o estado teocrático.”

Errado. Temos aí os Estados atuais, “laicos” (maçonistas), e demais sectários.

“E a final, vaticino com tristeza que as igrejas evangélicas por um lado e o islã pelo outro estão providenciando um futuro sinistro”

Aqui voltamos a concordar.

“Os deuses ODEIAM as mulheres, sem exceção.”

Os “deuses”, sim; Deus, não. Predestinou muitas, e inclusive fez com que uma delas fosse a criatura humana mais excelsa de todas.

"Às mulheres eu aconselho..."

Eu aconselharia a conversão ao catolicismo tradicional, o caminho que as levará não a uma fuga desesperada e desgraçada, mas à felicidade plena e sempiterna.

--------------------

Grato, caro Serise. De minha parte ao menos esteja sempre à vontade para participar de qualquer discussão.

mais neutrinos aqui

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

e mais um pouco,

http://www.terra.com.br/esoterico/infograficos/deusas-gregas/

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

aqui tem mais,

https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%8Dsis

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

olá Amoraiza, dá uma olhada nisso.

goo.gl/XWnFY7

https://pt.wikipedia.org/wiki/Maria_(m%C3%A3e_de_Jesus)

Serise

JESUS: NO CÉU TEM PÃO?

" Às mulheres eu aconselho o suicidio em massa."

Hum..........




Ver os últimos 200 comentários do blog