Página principal

   
5 estrelas
Budismo
Ciência
Cinema
Cristianismo
Espiritismo
Filosofia
Geral
Hinduísmo
Holismo
Internacional
Judaísmo
Metafísica
Pensamentos
Política
Psicologia
Sufismo
Taoísmo
Ufologia
Videolog


Ver por mês


Últimos comentários

Retornar à página principal


NATAL DO SAINDO DA MATRIX 2017
dom, 24 de dezembro, 2017
 


Mais um Natal chegando e com ele o sentimento quase irresistível de fazer um balanço do ano, como diria a Simone na música: "Então é Natal; o que você fez?"

Quando decidi que não teria ânimo pra seguir em frente com a reformulação do site pensei imediatamente o que fazer com o dinheiro arrecadado. Vocês disseram que eu encontraria. Pois bem. Passei um tempo pensando que teria de ser algo que fizesse a diferença, e não só uma quantia a mais do que alguma instituição normalmente arrecada. Eu estava sentado na calçada pensando nisso enquanto algum grupo tocava numa festa de fim de ano do trabalho, e uma menina me entrega o folheto abaixo:



Mais sinal que isso era impossível. Era o tipo de sincronicidade que me acontecia direto nos gloriosos tempos do Saindo da Matrix. Perguntei mais informações sobre esse grupo, mas a menina era muda. Aí passei a olhar com atenção e vi que o grupo que estava tocando era composto de crianças especiais. Do próprio CERVAC. Fui encaminhado a uma das coordenadoras, e descobri que o CERVAC (Centro de Reabilitação e Valorização da Criança) foi criado no Morro da Conceição - um lugar humilde encravado no meio dos bairros ricos da região metropolitana do Recife - pelas próprias mães de crianças especiais, por imperiosa necessidade (não é infelizmente nenhuma ONG que recebe dinheiro do governo ou do exterior). Aprendi que eles têm um berçário com dezenas de crianças com microcefalia, e que essa doença já começou beeeem antes do que o noticiário mostrou. Além de acolher e cuidar de mais de 300 crianças com alguma deficiência psico-motora eles também promovem inclusão, através de ensino e artes. A banda de meninos e meninas tocando era um exemplo disso. O pessoal estava realmente animadíssimo com a oportunidade de tocar pra gente na nossa festinha. As crianças também fazem artesanato e bonecas lindas pra vender.





A coordenadora explicou que o maior problema que eles enfrentam é pagar a conta de luz. Os bebês com microcefalia ocupam uma área muito grande que exige ar condicionado constante, e a conta chega a mais de mil reais. Já tentaram obter redução falando com a CELPE (empresa de luz) mas aparentemente não há benefícios de redução da conta para instituições de caridade (se souberem de alguma solução jurídica por favor ajudem, pois é um verdadeiro dreno de dinheiro). Fiquei particularmente interessado em ajudar a banda a consertar seus instrumentos, já que é uma coisa mais palpável pras crianças e que nunca seria uma prioridade enquanto precisassem de dinheiro pra luz. Então dividi o dinheiro e 1.000 reais pra luz, 500 reais pra banda. Deram o recibo com tudo assinado e, após algumas semanas a coordenadora me deu notas de tudo o que compraram pra banda com o dinheiro (falei que não precisava, mas ela deu assim mesmo).

O resto do dinheiro eu investi no site: mudei o provedor pra um que não é em dólar e paguei tudo adiantado por 3 anos. Também paguei o domínio do site adiantado até 2027. Então caso eu morra vocês ainda terão esse tempo pra fazer backup de tudo. Resolvi publicar o que fiz com o dinheiro aqui depois de todo esse tempo na esperança de que vocês estejam mais propensos a, caso toquem seus corações, continuar ajudando diretamente o CERVAC com qualquer quantia na conta:

Banco do Brasil
Agência 2802-9
Conta corrente 10.635-6

Caso possam dar ajuda jurídica ou dica de como captar recursos (talvez se tornando ONG, não sei, o pessoal é muito simples, são apenas as mães dos meninos trabalhando juntas e não têm orientação de advogados nem nada) será muito bem vinda.


 
Geral - publicado às 12:46 PM 13 comentários