Página principal

   
5 estrelas
Budismo
Ciência
Cinema
Cristianismo
Espiritismo
Filosofia
Geral
Hinduísmo
Holismo
Internacional
Judaísmo
Metafísica
Pensamentos
Política
Psicologia
Sufismo
Taoísmo
Ufologia
Videolog


Ver por mês


Últimos comentários

Retornar à página principal


ENCONTRADOS OS RESTOS MORTAIS DE JESUS?
ter, 27 de fevereiro, 2007
 



Cientistas alegam ter descoberto os restos mortais de Jesus nos destroços do Titanic, juntamente com os de Jack Dawson
Jerusalém - Um documentário produzido por James Cameron, o mesmo diretor do filme Titanic, lança uma nova polêmica sobre vestígios arqueológicos da vida de Jesus. Intitulado The Lost Tomb of Jesus (O Túmulo Perdido de Jesus), ele registra a descoberta, em Jerusalém, de uma sepultura com dez ataúdes em que estariam, entre outros, os restos mortais de Jesus, Maria e Maria Madalena. O filme, que custou US$ 2 milhões (quase R$ 4,5 milhões), será exibido mundialmente pelo canal de TV Discovery. No Brasil, o a previsão é que a estréia aconteça no dia 18 de março, às 20h.

O lançamento oficial do documentário ocorreu ontem, em Nova York, por meio de uma conferência de imprensa, onde foram exibidos partes dos ossuários onde supostamente foram colocados os restos mortais de Jesus e Madalena. De acordo com o jornal israelense The Jerusalem Post, na tumba também teria sido sepultado um suposto filho de Jesus e Madalena, de nome Judá.

A sepultura foi localizada na região de Talpiyot, perto de Jerusalém, em 1980. Nela, os arqueólogos encontraram dez caixões - ou repositórios de ossos - e três crânios. Seis das dez urnas funerárias contêm inscrições como que foram traduzidas como "Jesus, filho de José"; "Judá, filho de Jesus"; "Mariamne" (apontado como o verdadeiro nome de Maria Madalena)"; "Maria"; "José"; e "Mateus". Especialistas chegaram à conclusão, em 2003, de que o túmulo parece datar do primeiro século d.C, mas a autenticidade das inscrições, todas em hebraico e aramaico, é duvidosa.

O filme foi dirigido pelo cineasta canadense de origem israelense Simcha Jacobovici. Para defender sua tese, ele afirmou que foram recolhidas evidências científicas, incluindo análise de DNA realizada por um dos mais importantes laboratórios de genética molecular do mundo, além da avaliação de especialistas em artefatos do período bíblico.

Os realizadores do documentário retiraram amostras dos ossuários de "Jesus" e "Madalena" para análise de DNA no laboratório da Universidade de Lakehead, em Ontário, no Canadá. O exame determinou que os dois indivíduos não tinham relações sangüíneas, o que significa que não eram parentes sepultados na mesma tumba, como era comum na época. Desta forma, o diretor do filme, Simcha Jacobovici, sugere que "Jesus" e "Madalena" eram um casal que tinha um filho.

Os realizadores consultaram um professor de estatística e matemática da Universida de Toronto, também no Canadá, para calcular se a relação dos nomes de personagens bíblicos encontrados na tumba em Talpiot poderia ser mera coincidência. Andrey Feuerverger concluiu, de acordo com o Discovery Channel, que as chances eram na proporção de 600 para 1 de a tumba ter sido realmente da família de Jesus.

Ciente da repercussão do documentário, James Cameron afirmou que não havia nada maior do que este caso. "Fizemos nossa tarefa, agora é hora do debate começar". No ano passado, o filme "O Código da Vinci", baseado no best-seller escrito pelo norte-americano Dan Brown, já havia provocado protestos de católicos de todo o mundo por sugerir que Jesus Cristo tivesse uma relação amor com Maria Madalena e o casal, inclusive teria gerado um filho. O cientista que supervisionou as escavações em 1980, Amos Kloner, disse ao The Jerusalem Post que o nomes eram coincidência, e qualificou o filme como "um disparate". "Jesus e a família eram uma família da Galiléia, sem laços com Jerusalém. O túmulo de Talpiot pertencia a uma família de classe média do primeiro século", garantiu.

Pela posição dos esqueletos, cientistas têm um palpite de que possa realmente se tratar de Jesus e sua mãe Maria

 
Cristianismo - publicado às 11:02 AM 75 comentários
PSICÓLOGO
seg, 26 de fevereiro, 2007
 


Alguém aqui indicaria um bom psicólogo em Recife (preferencialmente Boa Viagem) que seja Junguiano?
Encontraram pra mim! Logo DUAS!

Sabe, a maioria das pessoas acha que só precisa ir ao psicólogo quando está doida ou perturbada. Essa mentalidade pode até mesmo ajudar o psicólogo, já que, ao acabar indo a ele, ao menos UMA barreira inconsciente já foi derrubada (que é o orgulho próprio de que você é "normal", "sadio", etc), mesmo que o paciente diga "eu realmente não preciso estar aqui, mas minha mãe/esposa/chefe achou que seria bom, e estou aqui só pra agradá-los, sabe?" no fundo (ou bem lá no inconsciente) ele sabe que não.

Não somos "normais". A mente humana é algo tão rico que, mesmo fazendo uma média de comportamento e achando pontos em comum entre as pessoas, cada indivíduo é único, inigualável. Dizemos que o ser humano é o único animal que chora. É lenda. Que é o único que faz coisas no presente baseado em previsões. É lenda. O único que ri. Lenda. Então talvez seja o único com auto-consciência? Hum... lenda. Já está provado que até elefantes se reconhecem no espelho, e ainda se preocupam com a própria imagem.

Talvez a grande beleza do ser humano possa estar em ser o veículo para os mais diversos níveis de consciência, se manifestando simultaneamente. Hitler e Gandhi = Humanos. Bam-bam e Einstein = Humanos. Carl Sagan e Dalai Lama = Humanos. Didi e Carlitos = Humanos.

O que é "normal"?

Sabe, minha resistência a psicólogos vinha do velho ditado: "Casa de ferreiro, espeto de pau". Isso é uma daquelas poucas verdades absolutas, que já foi usada até por Jesus, e que me fazia pensar: Eu vou trabalhar minha sanidade mental com um cara que nem sequer cuidou da dele ou dos filhos dele?!!

Achava eu que poderia eu mesmo me trabalhar com as ferramentas da psicologia. Lendo uma coisa aqui, outra ali, descobrindo as armadilhas da mente e do ego, e tal. De certa forma, funciona bem melhor que depositar suas esperanças num outro cara, achando que ELE vai lhe "curar". Afinal, você se conhece bem melhor do que ele, e, se for bem sincero consigo mesmo, vai puxar os coelhos da cartola com bem mais facilidade. Mas, dialogando com minha namorada - que por um acaso faz psicologia - tive de admitir que existe um limite: o inconsciente. E é um limite considerável, já que somos mais inconsciente do que consciente. E nesse ponto é preciso um cara que seja especialista em identificar padrões do inconsciente no meio de coisas aparentemente banais. E esse cara é o psicólogo. Você não vai pedir a um Mestre Zen pra construir uma ponte, certo? Não interessa se o cara é iluminado, ele simplesmente não está à altura (nesta tarefa) do engenheiro que bebe e bate na mulher mas tem décadas de experiência.


 
Psicologia - publicado às 3:31 PM 46 comentários
NOVA CONSCIÊNCIA 2007 (O DAY AFTER)
sex, 23 de fevereiro, 2007
 


Mesmo não chegando a um acordo em relação ao cachê, eu resolvi ir ao Encontro da Nova Consciência, em Campina Grande, afinal, o evento não teria o mesmo brilho sem a minha presença.

Fui e voltei no domingo, mesmo, a tempo de aproveitar algumas palestras (de forma corrida). Me senti como no filme Waking Life, pois eu e minha namorada entrávamos e saíamos das palestras, procurando absorver ao máximo as informações, e ao mesmo tempo deixando o acaso nos guiar, seguindo nossa intuição ao entrar nas várias salas onde rolavam palestras simultâneas. Bastava chegar num canto e escutávamos divagações sobre assuntos como Reiki, Tarot, aura, astrologia, hinduísmo... Vimos de tudo um pouco. O que mais me tocou foi, novamente, o Islamismo. O Sheikh Mohammad Ragip infelizmente não foi, mas estava lá o Sheikh Ahmed Osman Mazloun, que falou logo após a bela palestra do Hare Krishna Danwantary Swami e cujo conteúdo brilhantemente complementou. Falou brevemente que o muçulmano não é só o árabe, e sim todo aquele que serve a Deus. Que o Corão não nega nem renega as outras religiões, apenas acrescenta e as complementa (dentro do seu ponto de vista), e falou uma bela passagem do Corão que visa estabelecer o fundamento do muçulmano, onde sequer é mencionado povo, raça ou religião:

Ó humanos, em verdade, Nós vos criamos de macho e fêmea e vos dividimos em povos e tribos, para reconhecerdes uns aos outros. Sabei que o mais honrado, dentre vós, ante Deus, é aquele que é mais justo. Sabei que Deus é Sapientíssimo e está a par de tudo
(Corão; Surata 49:13)


A multidão fez um "arrastão pela paz", cantando e dançando ao som do Maha-Mantra Hare Krishna
Confesso que fiquei atordoado com tamanha beleza. A primeira frase estebelece logo uma profundo ensinamento esotérico/hermético do princípio da Polaridade, e o fato de que SEPARADOS podemos verdadeiramente nos unir, não pela natureza, não porque JÁ nasceu assim, mas pela VONTADE, pelo SABER, pela ACEITAÇÃO do semelhante que externamente não é semelhante pois é oposto!! E continua, mostrando que o mais querido a Deus não é o muçulmano da boca pra fora, o judeu da boca pra fora, o cristão que apenas diz que aceitou Jesus, e sim "aquele que é mais justo". Questão de atitude. E, pra evitar confusões, ainda deixa claro no final que quem vai decidir se a pessoa é justa ou não é DEUS, que tudo sabe, e não um tribunal de homens que se ache imbuído de atribuições Divinas (por que será que me lembro logo do Santo Ofício?).

É uma pena que um evento destes não tenha a divulgação, organização e patrocínio que ele merece. É uma coisa ÚNICA no Brasil e no MUNDO (sim, os estrangeiros que chegam lá dizem isso!) e fiquei pasmo quando soube que a prefeitura e o governo são adversários e por isso quase não rolou verba pra realização destre encontro porque quem aparece mais no evento é a prefeitura!!!! Políticos... remanescentes da VELHA Consciência. Será que algum dia vou conseguir perdoá-los? Com isso não se conseguiu passagem pra trazer alguns palestrantes, ou pra imprimir o livrinho com os horários dos eventos a tempo. Mais desanimador ainda foi perder uma palestra sobre Kali Yuga (a razão da gente ter saído do Recife pra Campina) porque o horário foi trocado sem aviso prévio (e soube que isso aconteceu com outras palestras também)!!

Mas tudo bem. Só espero que esses políticos - que investem toneladas de dinheiro em obras superfaturadas, ONGs sem propósitos, verbas de gabinete e cabides de emprego - resolvam destinar uma boa verba para um evento que é MUITO melhor (em potencial) que o São João de lá (deviam reconhecer que não são páreo pra Caruaru e ficar só no esoterismo mesmo) e torná-lo a principal atração da cidade.

O lado triste da festa foi a presença de "cristãos" que, vestidos de preto e segurando TOCHAS (isso mesmo!!) queimaram pneus na entrada do teatro (onde se reunem todos os participantes do Encontro) impedindo a passagem de pessoas e distribuindo folhetos do grupo "A família", insinuando (sempre de forma indireta) que o Encontro da Nova Consciência é uma coisa "má" e que o "Encontro para Consciência Cristã" que é organizado na MESMA cidade, na MESMA semana, mas de forma completamente separada das demais religiões (e feito para combater a "invasão esotérica") é o lado "bom". Sem falar que ofenderam a representante dos Orixás e que quase causaram uma "guerra santa" lá mesmo na porta do teatro.

Entretanto, o pastor Euder Faber, coordenador da Consciência Cristã, procurou esclarecer em nota que "nenhum participante do Encontro para Consciência Cristã, seja trabalhador ou visitante, foi responsável pelos atos desrepeitosos e agressivos ocorridos no Encontro para Nova Consciência. Se alguém diz estar conosco e pratica tais coisas, este é mentiroso e logo deixa claro seu total distanciamento de nossa visão Cristocêntrica, pois Cristo veio para restauração do homem, e não para que em nome Dele se praticasse a violência, pois Ele próprio tomou para si a dor que estava destinada a nós (Carta de São Paulo aos Efésios, cap. 2). Assim, queremos deixar claro nosso total desapontamento e profunda tristeza por tais fatos ocorridos, como também declarar nossa rejeição àqueles que cometeram estes atos de violência e declararam ter comunhão com Cristo. Considero como irresponsável e descabida uma atitude dessas, de forma que nós da comunidade evangélica reprovamos esse ato. Nosso embate tem de ser no campo das idéias, através das discussões. A missão que Cristo deixou para todos foi o de amor e tolerância com o próximo”.

Ótimo. Só faltou dizer isso a alguns palhaços.


 
Holismo - publicado às 8:34 AM 45 comentários
A MENTE E AS MÁQUINAS
sex, 16 de fevereiro, 2007
 


Pesquisa sugere que usuários azarados no computador podem estar emanando más vibrações

Algumas pessoas parecem carregar consigo uma maldição de computador, frustradas que ficam por uma enxurrada de vírus, falta de energia e conflitos de software que aparecem e desaparecem sem explicação racional.

Elas culpam suas máquinas e sofrem o desprezo dos que as acusam de estar fazendo algo errado na operação do computador. Mas os investigadores em Universidade de Princeton podem ter uma explicação: estes usuários de PC, ao que parece, poderiam estar enviando vibrações ruins para a máquina.

"Há algumas pessoas que parecem ter uma afinidade natural com computadores e outras máquinas complexas, e há outras que parecem conseguir quebrar tudo, até mesmo sem tocar", disse York Dobyns, coordenador de analíses da PEAR (Pesquisa de anomalias em engenharia de Princeton).

O laboratório tem estudado durante 26 anos um fenômeno que pode ter algo a ver com isto. Em incontáveis experiências, os investigadores testaram se as pessoas, através da consciência apenas, podem, de alguma maneira, afetar os dados resultantes dos mais diversos dispositivos - mecânicos e eletrônicos - que produzem dados aleatórios quando não há nenhum humano ao redor.

As experiências demonstram uma pequena - mas estatisticamente significante - anomalia: as pessoas estudadas parecem poder mudar o resultado das máquinas somente pensando nelas. "Analisando coletivamente todo o experimento, as chances de que isto tudo seja só uma flutuação estatística é ridiculamente pequena", disse Dobyns. "Uma em um trilhão."

Os fenômenos de percepção extra-sensorial, telecinese e telepatia já foram estudados cientificamente há algumas décadas, mas, apesar de ter registrado fenômenos intrigantes, nunca nada ficou provado. Afinal, esses fenômenos não podem ser reproduzidos em laboratório a todo momento.

No fim dos anos 70, o professor Robert Jahn, da Universidade de Princeton (a mesma onde lecionou Einstein) decidiu investigar se o poder da mente de um ser humano poderia interferir nas leituras normais de um Gerador Aleatório de Eventos, que é uma maquininha que gera aleatoriamente dois números - 1 e 0 - numa seqüência totalmente aleatória. As leis da probabilidade ditam que a máquina terá a tendência a gerar uma mesma quantidade de uns e zeros, o que forma um gráfico simbolizado por uma linha quase plana. Qualquer mudança nessa quantidade igual de números aparece como uma curva suavemente ascendente.

Assim, Robert pediu a estranhos na rua que concentrassem suas mentes no seu Gerador de eventos, a fim de que ele gerasse mais "uns" que "zeros". Era uma idéia revolucionária ao seu tempo. Os resultados, atordoantes, nunca foram satisfatoriamente explicados. Repetidas vezes pessoas provaram que suas mentes podiam influenciar a máquina e produzir flutuações significativas no gráfico, "forçando" a máquina a produzir números desiguais de 0 e 1. De acordo com todas as leis sabidas de ciência, isto não devia ter acontecido - mas aconteceu. E continua acontecendo.

Atualmente, o Dr. Roger Nelson, também pesquisador da Universidade de Princeton, usa a internet para ligar dezenas de Geradores Aleatórios de Eventos do mundo inteiro ao seu computador. Dia a dia, eles geram milhões de dados, que geralmente aparecem no gráfico resultante como uma linha mais ou menos plana.

Mas, no dia 6 de setembro de 1997, algo bastante extraordinário aconteceu: a linha subiu repentinamente, enquanto os geradores ao redor do mundo registravam grandes desvios do padrão normal. Nesse dia um bilhão de pessoas assistiam pela TV o enterro da princesa Diana.

O Dr. Nelson ficou convencido de que os dois acontecimentos deviam estar relacionados de alguma forma. Então, em 1998, reuniram-se cientistas do mundo inteiro para analisar seus resultados. Eles, também desconcertados, resolveram estender e aprofundar o trabalho pioneiro do Prof. Jahn: nascia assim o Projeto Global de Consciência. Desde então o projeto expandiu imensamente, e hoje engloba 65 "Ovos" (como os geradores foram nomeados) funcionando em 41 países, com resultados ainda maiores: Durante a experiência, os Ovos "perceberam" uma série inteira de acontecimentos mundiais importantes, como o bombardeio da Iugoslávia pela OTAN, a tragédia no submarino Kursk e a controversa eleição de Bush nos EUA. Os Ovos também detectam regularmente as enormes celebrações globais, tal como a véspera de Ano Novo.

Mas o resultado mais enigmático aconteceu no dia 11 de setembro de 2001: Enquanto o mundo observava aterrorizado os ataques terroristas em Nova York, algo estranho acontecia aos Ovos. Não só eles registraram discrepâncias no momento dos ataques, como a característica curva ascendente começou quatro horas ANTES dos dois aviões baterem nas torres gêmeas. Além de funcionar como um "termômetro emocional" em escala global, estaria a máquina registrando que as pessoas sabiam no seu inconsciente que ia ocorrer um evento de forte impacto emocional com quatro horas de antecedência?

Teria sido isto apenas uma anomalia que deva ser descartada? Bem... no dia 25 de dezembro de 2004, as máquinas enlouqueceram outra vez. Vinte e quatro horas mais tarde um terremoto no fundo do Oceano Índico desencadeou o Tsunami que devastou o sudeste da Ásia e matou milhares de pessoas.

Podia então o Projeto Global de Consciência realmente prever o futuro?


Continuar a leitura

 
Ciência - publicado às 5:25 PM 51 comentários
PROPULSÃO DOS UFOS
 


A propulsão dos discos voadores sempre foi um mistério intrigante até mesmo pra quem não acredita realmente em discos voadores. Mesmo um cético pode fazer o desafio mental, tipo: SE eles existissem, como seria essa propulsão sem turbinas aparentes e como é possível ele se movimentar de acordo com os relatos?

O fato é que na maioria esmagadora dos avistamentos, espalhados pelo mundo inteiro, nas mais diversas culturas, uma coisa que se sobressai é a movimentação de tais aparelhos. Desde os Vimanas, relatados nos Vedas, até relatos de pilotos comerciais, militares e donas-de-casa, passando pelas lendas do Boi Tatá, dos nossos indígenas brasileiros falam de uma movimentação extremamente veloz e multi-direcional, ou seja, com toda a liberdade de movimentação (algo que um veículo com propulsão não tem). Relatos de supostos abduzidos coincidem em dizer que não se pode aproximar-se da nave quando ela está decolando, pois fica como que rodeada por um "vento" que repele as coisas ao redor. Lembro até de um caso em que um fazendeiro nos EUA foi atirar na nave e as balas do seu soca-soca voltaram pra ele, matando-o (fico devendo referências... devo ter lido isso com 10 anos, mais ou menos). Também é comum casos de aparição de UFOs perto de usinas de força (elétrica ou nuclear) e os famosos blackouts que ocorrem em carros e até mesmo cidades, quando da aparição dos objetos voadores não-identificados. Sem falar na propensão deles de aparecer em lugares ricos em cristais de quartzo, como Goiás e a Chapada Diamantina.

Ora, tudo isso aponta para um domínio e manipulação do eletromagnetismo, que seria a única coisa que manteria vivo os tripulantes de tais naves ao fazer as manobras que eles fazem (coisa registrada até mesmo em vídeo, como no caso da onda de aparições na Bélgica em 1994).

Em Brasília,

Até agora a melhor explicação para a propulsão dos UFOs está no livro "A Vida no Planeta Marte e os Discos Voadores" de Ramatis, pisicografado por Hercílio Maes:

Pergunta: Como funcionam esses aparelhos ou discos voadores?
Ramatis: Funcionam com o apreoveitamento da força magnética, na lei de atração e repulsão dos pólos; e essa energia ou combustível imponderável é captada através da cúpula superior. Essas cúpulas, por tratamento específico a que são submetidas em sua fabricação, têm propriedade absorvente e energética, tornando-as a parte mais sensível do aparelho. Os jogos de anéis que eles possuem são movimentados pela energia concentrada no pólo magnético existente sobre o eixo central que, em alguns "discos", tem a conformação de uma esfera cor de topázio, brilhante, e é o ponto convergente e captador das emissões de fluidos magnéticos transmitidos das estações do solo ou das aeronaves de maior capacidade que estacionam, em pose estática, no mesmo campo do orbe.

Pergunta: Poderíamos conhecer, mais ou menos, o sistema como é projetada essa energia que alimenta e mantêm em vôo os "discos voadores marcianos"?
Ramatis: As "emissões magnéticas" são projetadas das estações geradoras, na forma de linhas de força em fluxo de alimentação contínua, pois esses aparelhos não têm reservas em acumuladores porque isso lhes causaria grande redução em seu vôo e mobilidade. A energia magnética que recebem, não somente lhes serve para movimentar os grupos de anéis mecânicos, como é a principal responsável para que eles possam criar seus próprios campos de gravidade e movimentarem-se abrangendo grande amplitude.

Pergunta: Como podem criar seus próprios "campos de gravidade"?
Ramatis: Na parte superior do aparelho existem dois anéis de força, através dos quais fluem determinadas correntes eletrônicas, produzindo campos de energia poderosa, sob a lei comum de reação e coesão, atração e repulsão. As correntes de elétrons geram-se no acumulador diferencial, que é o pólo magnético fixado sobre o eixo central da aeronave. Através de controle exercido pelos tripulantes ou à distância, a massa eletrônica, magnética, pode ser dirigida, intensificada ou reduzida sob os anéis de força, estabelecendo-se campos magnéticos em oposição ou em conexão aos demais campos magnéticos que o aparelho pretenda operar. Essa massa magnética do acumulador diferencial, criada no aparelho, em oposição ou em conjunção com o campo magnético que esteja percorrendo, pela lei dos pólos contrários, atrai o aparelho em direção ao planeta que atua; ou na mesma lei magnética que rege os pólos semelhantes, é repelido pelo campo igual que está em conjunção com a gravidade do aparelho.

Pergunta: Qual um exemplo mais objetivo, assimilável à nossa compreensão?
Ramatis: Suponde que a Terra é um pólo positivo: se através dos anéis de força desenvolverdes maior capacidade de amplitude à massa eletrônica produzida, criareis no aparelho um campo magnético contrário ao teor magnético positivo da Terra, resultando, assim um pólo negativo. Então, se o aparelho voador tornou-se um campo negativo de teor contrário ao conteúdo magnético terrestre, pela lei da atração dos pólos contrários, o aparelho move-se para o solo. Entretanto, modificando a operação pelos controles internos, no sentido de dardes outra direção aos elétrons que fluem pelos anéis de força, produzireis, então no aparelho, um campo gravitacional magnético, também positivo e em equilibrio com a vibração magnética da Terra. Esclarecendo: antes, era um campo magnético em oposição ao orbe terráqueo; depois, é um campo magnético em perfeita conjunção. Se a lei dos pólos contrários exerce atração, a lei dos pólos semelhantes produz repulsão. Consequentemente, em tal caso, a tendência do aparelho é a fuga, repelido pelo campo gravitacional da Terra, uma vez que possui em sí um campo de vibração igual. Por conseguinte, quando o aparelho, com o recurso dos anéis mecânicos em alta velocidade, consegue desligar-se de sua manutenção estática, passando à ação dinâmica, ele se precipita numa fuga ou corrida, à razão de 18.000 a 20.000 quilômetros por hora, pois esta é, exatamente, a velocidade mínima capaz de vencer a força de atração da gravidade do vosso mundo.

Pergunta: Nessas arrancadas bruscas e violentas, a lei de inércia não rompe os tecidos dos ocupantes?
Ramatis: Isso não pode acontecer porque os tripulantes estão resguardados ou protegidos por campos magnéticos em torno; e, assim, a mesma força que acelera o aparelho atua em tudo e todos que se encontrem no seu interior: não havendo, pois, deslocamento violento do aparelho quando ele se desliga do ponto estático que o retinha, o qual é mantido ainda, enquanto o aparelho manobra para partir; então, abre seu vôo serenamente, visto poder controlar ou neutralizar a lei de gravidade, conforme o grau desejado, sendo indiferente que o aparelho esteja imóvel ou acelerado em alta velocidade.

Pergunta: Reconhecemos a complexidade do assunto; mas, se possível, desejaríamos um exemplo mais objetivo de como o aparelho se pode deslocar instantaneamente sem produzir abalo nos tripulantes?
Ramatis: Para vossa melhor compreensão, citaremos um exemplo do vosso próprio ambiente: Se, dentro de um dos vossos aviões comerciais, em pleno vôo na velocidade comum de 400 quilômetros horários, estiverem algumas moscas, elas voam e se movem como se estivessem no seu ambiente normal, em terra; e o mesmo acontece à fumaça solta pelos fumantes, a qual se evola, serena, como num aposento terráqueo.


 
Ufologia - publicado às 12:22 AM 65 comentários
ENCONTRO DA NOVA CONSCIÊNCIA 2007
qua, 14 de fevereiro, 2007
 


Todos os anos, durante 15 anos, a Prefeitura Municipal de Campina Grande (Paraíba) realiza, na época de carnaval, o Encontro para a Nova Consciência. Nele são realizadas palestras, debates, mesas redondas, vivências e oficinas realizadas no centro da cidade (que fica deserta no carnaval e totalmente entegue aos esotéricos) com a presença de representantes de várias religiões e doutrinas, além de feiras de livros e objetos relacionados ao caráter do evento.
Uma das atrações mais fortes do evento, é a Feira Esotérica, que sempre conta com diversos estandes com roupas, CDs e peças de artesanato, montados ao lado do Teatro Municipal e palco para shows, com a meta de possibilitar a criação de espaços para os mais diversos segmentos artísticos, priorizando as manifestações alternativas de artes. Tem Hare Krishnas cantando no meio da rua, indígenas mostrando suas artes, artesanato local, góticos que vão participar das partidas de RPG (sim, elas estão no evento) e dos shows de rock, que convivem harmoniosamente com os shows gospel a poucos quarteirões.

Teremos pela primeira vez o Encontro de rezadeiras ("profissão" muito esquecida pelos espiritualistas, dessas mulheres dedicadas que às vezes eram as únicas "médicas" da cidade... acho que vai ser muito bom) e o espiritismo estará muito bem representado por Celestino da Silva e Frederico Menezes.

O evento começa agora, dia 16 (sexta) e vai até 20 de fevereiro de 2007.

Clique aqui para ver a programação completa, e aqui para se inscrever nos simpósios e cursos.

Site oficial do 16º Encontro da Nova Consciência

Artigos interessantes:
Pastor Nehemias Marien
A verdadeira jihad - E o XV Encontro da Nova Consciência


 
Holismo - publicado às 11:48 AM 10 comentários
UFO NO JANGA 2007
ter, 13 de fevereiro, 2007
 


Desta vez junto com amigos, fui ao Janga pra mais uma noite de vigília, onde presenciamos uns 14 objetos luminosos. A maioria esmagadora não digna de nota, já que eram apenas luzinhas pálidas cruzando o céu em linha reta. Comparamos o horário em que eles passaram com o banco de dados de satélite Heavens Above e alguns de fato eram satélites. Mas muitos não estavam lá. E vimos um negócio realmente inusitado, que foi uma dupla de luzinhas em FORMAÇÃO, voando como pássaros (ou seja, fazendo um V, mas incompleto devido a ter só duas luzes). Pode até ser que sejam satélites com órbitas próximas e em alturas diferentes, mas que foi estranho, foi.

Mas a coisa mais estranha ainda estava por vir. Enquanto acompanhávamos uma luzinha que ia em altíssima velocidade (diferente de todas as outras, e não era uma estrela cadente) em direção ao mar, vimos piscar FORTEMENTE, logo abaixo da luzinha, uma luz avermelhada, com o centro esbranquiçado. Ficamos "vocês viram isso??!" e uns 8 segundos depois piscou mais acima uma luz esbranquiçada ou azulada de tamanho e intensidade diferente. Ficamos olhando pra o local por vários minutos e mais nada apareceu!


Essas luzes que piscam forte e uma só vez não são realmente uma novidade no Janga. Pelo menos não pra mim. São as que mais me deixam perturbado, pois eu fico sem saber se foi doidice da minha cabeça ou algo escondido no céu (isso quando não fico passando por mentiroso, quando digo pra alguém "piscou alguma coisa do lado de lá"), mas felizmente dessa vez todos viram!!

Enfim, alguém tem alguma idéia do que possa ser isso? Fenômeno natural? Reentrada de estágios de foguetes, comuns nos subúrbios do grande Recife?! Idéias diferentes de coisas como discos voadores serão bem-vindas, mas terão de realmente convencer.


 
Ufologia - publicado às 10:14 PM 64 comentários
EXÉRCITO CHILENO FALA SOBRE OVNIS
qui, 8 de fevereiro, 2007
 


Santiago do Chile, 8 fev (EFE) - O Exército do Chile, em uma atitude inédita, revelou na noite de quarta-feira, em um encontro de ufólogos, uma série de visões e encontros de seus pilotos militares com objetos voadores não-identificados (OVNIs).

O capitão Rodrigo Bravo, com a autorização do comandante-em-chefe do Exército, participou de um evento internacional sobre o assunto, realizado na cidade balneária de Viña del Mar. No encontro, Bravo disse ter vivido experiências "espetaculares" em diferentes locais do Chile. O capitão exibiu vídeos e mostrou fotografias na reunião, além de ter relatado as experiências de vários pilotos de sua instituição com OVNIs nos últimos dez anos.

O Chile, com 15,5 milhões de habitantes, é considerado o quinto país do mundo com o maior número de OVNIs avistados, depois de Estados Unidos, Peru, Brasil e Rússia. Neste país, especialmente na região norte, foram relatados nos últimos 60 anos mais de 600 visões. Esta região protagonizou casos considerados surpreendentes, inclusive um contato de "terceiro grau" com um extraterrestre.

Segundo o oficial do Exército, em 2 de abril de 1997, no aeroporto de Chacalluta da cidade de Arica, 2.050 quilômetros ao norte do Chile, um piloto de um Caça T212 observou no ar, por nove minutos, um objeto grande de cor alaranjada.

Outro incidente com estas características ocorreu no início de 2000 na região dos Lagos (sul), quando três helicópteros militares voavam em plena luz do dia. "Seus tripulantes observaram um objeto pousado no solo que subiu repentinamente até a altura das naves, colocando-se na frente deles, quase em uma rota de colisão", disse o capitão Bravo para o público que lotou o Teatro Municipal de Viña del Mar. O militar acrescentou que, após fazer movimentos de ziguezague, o OVNI desapareceu em grande velocidade.

Em 18 de março do mesmo ano, na localidade de Graneros, aproximadamente 70 quilômetros ao sul de Santiago, os passageiros de um avião militar disseram ter visto um objeto grande cor de chumbo que desapareceu em grande velocidade após voar lado a lado com o aparelho.

"Todos estes casos estão certificados pelo Comitê de Estudos de Fenômenos Aéreos Anômalos (Ceffa), da Direção de Aeronáutica Civil, o mais adequado do Chile para este tipo de pesquisas", afirmou o oficial do Exército.

Rodrigo Fuenzalida, diretor do Agrupamento de Pesquisas Ovniológicas do Chile (Aion), disse à Efe que contar com a colaboração do Exército é um exemplo de maturidade da "instituição, que soube abrir seus arquivos para que sejam submetidos a estudos sérios". Fuenzalida acrescentou que agora só falta o Governo assumir uma atitude semelhante e apoiar a abertura destes arquivos, como ocorreu no Brasil.

Avistar OVNIs "não é novidade". Os especialistas afirmam que 60 milhões de pessoas no mundo já testemunharam este fenômeno, apesar de, com medo de fazer papel de tolas, apenas 10% destas experiências serem relatadas.

Fonte: Yahoo notícias

Muito bem... quando é que as forças armadas brasileira (especialmente a aeronáutica, que já deu indicativos de que quer abrir o jogo mas não pode - por ela mesma - fazê-lo) vão permitir que seus integrantes falem abertamente sobre encontros com OVNIs? Até pra acostumar a população, mesmo...


 
Ufologia - publicado às 12:26 PM 46 comentários
A TEORIA GAIA E A GESTALT
dom, 4 de fevereiro, 2007
 


Por Luis Lira

A percepção de que o planeta Terra, com idade de 5 bilhões de anos é um ser vivo, pode ser um instrumento importante para a materialização da relação organismo/meio ambiente da Terapia Gestalt

A teoria Gaia, do cientista inglês James Lovelock, afirma que "a Vida e a Terra evoluem juntas, excluindo o paradigma da visão científica convencional, aonde reina o apartheid entre os vários campos das disciplinas ambientais". A proposta dessa nova-antiga visão é fazer uma síntese das contribuições da geologia, geoquímica, biologia evolutiva e climatologia, transformando a concepção grega da Terra, enquanto deusa viva, numa teoria fundamentada cientificamente e apoiada em uma nova disciplina, a Geofisiologia.

Entretanto, apresentar o planeta Terra como Gaia – Mãe Natureza – de forma compreensível e tentar levantar algumas questões que mostrem a famosa relação organismo-ambiente e as dinâmicas fronteiras de contato é, para um geólogo, uma tarefa difícil e, por que não dizer, audaciosa.

Perls, o pai da Terapia Gestalt, dizia que não é possível analisar um ser humano independente do oxigênio que ele respira. Mesmo que suas palavras não devam ser tomadas ao pé da letra, o oxigênio, elemento chave para a existência da vida, está presente na atmosfera numa percentagem de 20,8%. Se sua concentração estivesse acima desse valor, relâmpagos poderiam transformar o planeta numa bola de fogo; valores abaixo acarretariam uma deficiência desse elemento para muitas espécies que não sobreviveriam, inclusive a nossa.

As algas microscópicas que vivem nos ambientes aquáticos, notadamente nos oceanos – fitoplancton – são as maiores responsáveis pela regulagem do percentual de oxigênio na atmosfera. Elas se beneficiam da "tecnologia" conhecida como fotossíntese, que é a transformação do C02 em oxigênio livre, na presença de luz solar.

É preciso ressaltar que os vegetais são os nossos "órgãos" externos da respiração. Eles retiram o CO2 e fornece o oxigênio, elemento indispensável para a vida animal. Da mesma maneira, sem o reino animal as plantas também morreriam, pois nós devolvemos à atmosfera o CO2, o mais importante "alimento" das plantas.

Todos sabem da importância da respiração e da necessidade de respirar um ar puro, hoje difícil nos grandes aglomerados urbanos. Até que ponto o não saber respirar corretamente ou respirar um ar contaminado interfere no equilíbrio (saúde) humano?

Um outro exemplo que demonstra que a Terra funciona como um organismo vivo é a salinidade das águas marinhas. A água do mar é salgada devido à quantidade de sais nela dissolvida, que chegaram e chegam aos oceanos através das erupções vulcânicas e do aporte de águas continentais. Se considerarmos os últimos 18 milhões de anos, a quantidade de sais lançados pelos rios no ambiente marinho já seria suficiente para transformar os oceanos em um verdadeiro mar morto, com teor de salinidade acima de 40%. Entretanto, a quantidade média de sais na água do mar permanece, desde origem dos oceanos, em 35%, porque os organismos microscópicos que habitam o ecossistema marinho concentram excesso de sais, permitindo que exista vida.

A origem da vida, como diz a ciência, se deu a 3 bilhões de anos, nos oceanos, e nós somos - à luz da teoria da evolução de Darwin - filhos desse grande útero materno.

Levando-se em consideração a quantidade de água que caiu na Terra ao longo de sua história geológica, ela seria suficiente para tornar o pH de todos os solos ácidos, tornando inviável a presença de vegetação no planeta. Entretanto, as bactérias e outros microorganismos que vivem nos solos garantem a cobertura vegetal. Os vegetais, por sua vez, interferem sobre o clima. Não fossem os mecanismos utilizados pelo fitoplâncton, zooplâncton e pelos microorganismos do solo, não existiria vida no planeta Terra.

Percebendo a Terra como ser vivo, Peter Russel, em seu livro "O Despertar da Terra" advoga que nós, seres humanos, constituímos as células do cérebro do planeta. Seria esse o inconsciente coletivo de Jung, produto do pensamento de 6 bilhões de "células" que formam o "cérebro global" da Terra viva?

Os desequilíbrios do planeta, provocados pela emissão de gases estufa na atmosfera, chuvas ácidas, buraco na camada de ozônio, desmatamentos e extinção de espécies, não sugere que o ser humano, como célula do cérebro do planeta, esteja naturalmente desequilibrado, precisando religar-se com os princípios de sua evolução biológica?

Inserir técnicas que levem o homem ao contato com o ambiente natural não seria um instrumento importante na prática da Terapia Gestalt? Saber que nós somos o planeta, materializado, quando estamos em awareness com Gaia, é sem dúvida um elemento importante na compreensão da teoria da percepção enfocada pela Gestalt. Somos parte de Gaia e, como a parte contém o todo e o todo é maior do que a soma das partes, a Terra é a totalidade. A mãe natureza está doente. Ela necessita de um olhar sensível e equilibrado para se manter viva. Temos que deixar de se comportar como um ego encapsulado na pele ("Tudo que estiver dentro de minha pele sou eu, e o que está fora de minha pele não sou eu"). É preciso tornar porosa as fronteiras de contato. A Terra é a personagem principal. Nós, seres humanos, que adoecemos Gaia, não deveríamos ser figurantes, como forma de garantir a própria sobrevivência?


 
Ciência, Psicologia - publicado às 10:37 AM 38 comentários
CORREÇÕES DE RUMO
sex, 2 de fevereiro, 2007
 


Aqui na Matrix temos pessoas com vários níveis de percepção. Algumas conseguem se colocar no lugar de outrem, outras não. Algumas conseguem perceber que há algo além da matéria. Outras não. Há ainda quem perceba claramente a "mão" de Deus em suas vidas. Outras, ao contrário, só vêem o mal, o adversário, o abandono de Deus.

Vivemos num mundo de causa-e-efeito. Seja por efeitos causados por nós mesmos, ou por outrem. Deus (como personalidade) não tem nada a ver com isso (bem, talvez possamos culpá-lo por ter criado a regra do jogo) e não vai jogar um raio na cabeça do seu colega de trabalho que está tentando lhe prejudicar sem motivo. Resta a você utilizar-se das mesmas regras para proteger-se (o bem que se faz - desinteressadamente - é equivalente ao bem que se recebe). Entretanto, às vezes a pessoa é boa e só faz se lascar. Chico Xavier mesmo é um ótimo exemplo: basta dar uma olhada na biografia dele que só vai encontrar desgraças. Será que Chico não foi uma pessoa boa o bastante? Sua história de vida mostra que sim. Então, foi injustiça de Deus? Humm, novamente colocando personalidade em Deus? Não, isso não cola.

Esquecemos que, mesmo "bonzinhos" aqui nesta vida terrestre, não somos a última Coca-Cola do deserto, a imagem Divina do alto, o filho que Jesus queria ter. Somos humanos, com erros, acomodações, julgamentos de valores, visão limitada pela própria condição de encarnado, etc. E estamos aqui para crescer, não como personalidades importantes na Terra, mas o crescimento e purificação do espírito. Às vezes precisamos de correções de rumo que podem ser suaves, se formos atentos às indicações do caminho, ou bruscas, se for preciso evitar dar de cara com um poste. Às vezes reclamamos da doença - que nada mais é do que o corpo avisando que algo em nosso hábito não está lhe fazendo bem - e inventamos desculpas pra não CORRIGIR nossa conduta (seja ela a postura da coluna, a bebida que destrói o fígado, os alimentos doces ou gordurosos que desregulam o corpo, etc) nem mesmo quando a pessoa sabe que está rumando para a morte (do corpo físico, pelo menos). Infortúnios que acontecem em nossa vida também podem ser correções de costumes que trouxemos de outras vidas (e que não se manifestaram antes por pura falta de oportunidade), e MUITAS vezes são "autorizadas" por nós mesmos para que aprendamos da forma mais dolorosa, justamente por você saber se encontrar mergulhado num estado de dormência do próprio espírito que só poderá vir à tona através de um choque (tipo um nascimento a fórceps).

No livro "A Verdade da Vida" Masaharu Taniguchi explica que pode acontecer de, ao se orar pela saúde de um paciente, em vez dele melhorar, piora. Segundo ele isso é sinal de que a cura começou a se manifestar, pois o problema veio à tona para poder ser trabalhado (seja a nivel físico, psicológico, ou ambos). No livro ele chama isso de chemicalization, onde o paciente passa por um "processo de autodesintegração da ilusão". É o encontro com a Sombra. Pode até ser que o paciente esteja fraco e morra, mas já foi um progresso para aquele espírito, que começou a lidar com um problema que podia estar acompanhando-o há várias e várias vidas de forma dormente, atrasando sua evolução.

Vejamos o texto abaixo, psicografado pelo próprio Chico Xavier, da autoria de Emmanuel, e publicada no livro Pão Nosso:

"Se suportais a correção, Deus vos trata como a filhos; pois que filho há a quem o pai não corrija?" - Paulo. (Hebreus, 12:7)

Bem-aventurado o espírito que compreende a correção do Senhor e aceita-a sem relutar.
Raras, todavia, são as criaturas que conseguem entendê-la e suportá-la.

Por vezes, a repreensão generosa do Alto - símbolo de desvelado amor - atinge o campo do homem, traduzindo advertência sagrada e silenciosa, mas, na maioria das ocasiões, a mente encarnada repele o aguilhão salvador, mergulha dentro da noite da rebeldia, elimina possibilidades preciosas e qualifica de infortúnio insuportável a influência renovadora, destinada a clarear-lhe o escuro e triste caminho.

Muita gente, em face do fenômeno regenerativo, apela para a fuga espetacular da situação difícil e entrega-se, inerme, ao suicídio lento, abandonando-se à indiferença integral pelo próprio destino. Quem assim procede não pode ser tratado por filho, porquanto isolou a si mesmo, afastou-se da Providência Divina e ergueu compactas paredes de sombra entre o próprio coração e as Bênçãos Paternas.

Aqueles que compreendem as correções do Todo-Misericordioso, reajustam-se em círculos de vida nova e promissora. Vencida a tempestade íntima, revalorizam as oportunidades de aprender, servir e construir, e, fundamentados nas amargas experiências de ontem, aplicam as graças da vida superior, com vistas ao amanhã.

Não te esqueças de que o mal não pode oferecer retificações a ninguém. Quando a correção do Senhor alcançar-te o caminho, aceita-a, humildemente, convicto de que constitui verdadeira mensagem do Céu.

Emmanuel

Taniguchi nos diz que pode haver a chemicalization do destino também. Quando nossa vida está para dar um salto pra melhor, pode ocorrer uma época de trevas, de desânimo. É a noite escura da alma. No entanto, quanto maior a escuridão da noite, mais próxima está a alvorada. Tanto que tem um aforisma da Seicho-No-Ie que diz: "Quanto pior estiver a situação, mais se deve acreditar que a melhora se aproxima". Isso foi bem verdade para Chris Garner, negro norte-americano que conseguiu ir de sem-teto a milionário, e cuja história inspirou o mais novo filme de Will Smith: À Procura da Felicidade (mereço ao menos um ingresso da Sony pela propaganda gratuita).

Enfim, nunca perca a confiança.

GANBATTE!!!


Ler em espanhol (por Teresa)


 
Espiritismo, Holismo, Internacional - publicado às 4:47 PM 44 comentários
MATERIALIZAÇÃO DO BISPO DE SÃO PAULO
qui, 1 de fevereiro, 2007
 


O presente relato, compilado por Jorge Rizzini em seu livro Allan Kardec, Irmãs Fox e Outros, apresenta a ata de uma das inumeráveis sessões realizadas por Carmílio Mirabelli. Essas sessões mediúnicas, registradas em atas, foram assinadas por personalidades cultas e idôneas, várias delas conhecidas no cenário público nacional e internacional. A fenomenologia ectoplásmica de Mirabelli era, em verdade, no dizer de Rizzini, uma gritante prova da imortalidade da alma e da sua comunicabilidade com o mundo físico, pois os efeitos físicos por ele produzidos ocorriam em plena luz do dia, dispensando a penumbra, sendo observados por mais de quinhentas pessoas de elevado nível cultural, entre elas 72 médicos e 105 estrangeiros.

Ainda segundo Rizzini, que também é pesquisador criterioso e conhecido em nosso movimento e fora dele, foi o médium mais completo em todo o mundo e de todos os tempos. Ele foi telepata; clarividente; médium de precognição; retrocognição; médium musical (em transe tocava piano e violino e cantava com voz de tenor, barítono e baixo, várias árias em vários idiomas); médium pintor (deixou trezentas telas mediúnicas; cinqüenta foram expostas na Holanda pelo pesquisador holandês H. Theunisse); médium psicofônico (em transe falava vinte e seis idiomas!); e foi psicógrafo insuperável (psicografava em vinte e oito línguas, vivas e mortas, entre as quais o russo, grego, chinês, catalão, japonês, latim, aramaico, hieróglifos, caldeu, persa, árabe, etc., e enquanto o fazia conversava, animadamente, em outra língua!). Possuía ainda três outras modalidades mediúnicas, nele, também, poderosas, na área dos fenômenos objetivos: a materialização, a desmaterialização e a levitação; fenômenos raros na bibliografia espírita mundial, metapsíquica e parapsicológica.


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 2:44 PM 33 comentários