Página principal

   
5 estrelas
Budismo
Ciência
Cinema
Cristianismo
Espiritismo
Filosofia
Geral
Hinduísmo
Holismo
Internacional
Judaísmo
Metafísica
Pensamentos
Política
Psicologia
Sufismo
Taoísmo
Ufologia
Videolog


Ver por mês


Últimos comentários

Retornar à página principal


CÂNCER
seg, 26 de junho, 2006
 


Sabemos que o câncer pode acontecer por conta de problemas hereditários, genéticos, pelo má alimentação, e tal, mas, por mais que seja um assunto de prioridade médica, com recursos gigantescos investidos na busca de uma cura, ele permanece essencialmente um mistério. Por que o câncer pode matar uma pessoa em 6 meses, e outra com o mesmo tipo, no mesmo local, pode viver 10 anos? Por que em alguns casos ele regride sem remédios, enquanto em outros, mesmo com todo o tratamento, ele continua implacável? Os médicos se vêem diante de casos que a medicina não pode (ainda) explicar.

Pelo primeiro parágrafo, pode-se dar a falsa impressão de que eu estou promovendo alguma cura milagrosa para o câncer por meios "esotéricos". Eu sou partidário da teoria de que ciência e esoterismo devem andar juntos, um complementando o (e cobrindo as falhas do) outro.

Sabemos, através dos outros posts, que existe uma ligação entre mente e matéria, e que no mundo espiritual o que vale mesmo é a mente. Só que a mente pode influir SIM neste plano material de existência, de forma quase imperceptível, como sugere o experimento de Masaru Emoto com cristais de água. Ora se os pensamentos afetam a água, NÓS, que somos 70% água (incluindo nossas células), somos vítimas em potencial.

Experimentos com células humanas indicaram que existe uma ligação de comunicação entre os pensamentos e as emoções individuais e as células, ainda que removidas do corpo do doador. O pesquisador Cleve Backster coletou, por meio de um procedimento clínico, células da boca de um doador, conectou-as a um dispositivo eletrônico e mediu as suas reações em função de suas alterações emocionais. Os resultados desse e de outros experimentos realizados nos últimos 30 anos mostraram que as mudanças de estados emocionais - voluntárias ou involuntárias - do doador provocam alterações mensuráveis nas células isoladas. Esses experimentos mostram que existe alguma forma de comunicação entre eles, mesmo que isolados eletromagneticamente (através de paredes de chumbo em uma gaiola de Faraday), e que essas comunicações não dependem da distância entre o emissor e o receptor e parecem ser instantâneas. Experimentos recentemente efetuados pelo pesquisador Paul von Ward com iogurte isolado eletromagneticamente mostraram que a cultura do iogurte reage fortemente aos sentimentos, mas não reage à discussão intelectual sobre os sentimentos. Os receptores só se tornam agitados quando as discussões geram emoções.

A palavra aqui é emoção. Quando sentimos emoção, negativa ou positiva, nosso corpo vibra no estado do nosso pensamento, como um címbalo vibra para produzir um som. Nos imantamos com aquela emoção. Por isso não devemos guardar mágoa, ódio ou tristeza, pois tal sentimento vai nos afetar negativamente e poderemos vir a coletar o fruto de tais atitudes mentais no futuro. E um desses frutos pode ser o câncer. O câncer é uma desordem no corpo resultante de um dano no DNA, que provoca a divisão desordenada de células, que acabam invadindo lugares onde não deveriam estar. Também sabemos que, se o DNA é mesmo afetado por sentimentos, não é preciso ser cientista pra perceber a relação mente/corpo.


Continuar a leitura

 
Internacional, Metafísica - publicado às 12:19 AM 51 comentários
VEDANTA
qua, 21 de junho, 2006
 


O Vedanta é a parte final dos Vedas, escritura sagrada hindu de mais de 5000 anos. O Veda é dividido em quatro partes: Rig-Veda, Yajur-Veda (fórmulas ritualísticas), Samaveda (versão reorganizada de alguns hinos do Rig-Veda) e o Vedanta. A mais antiga sistematização de que se tem notícia foi feita pelo sábio Vyasa, há mais ou menos 3300 anos.

Poderíamos resumir alguns tópicos de interesse do Vedanta:

1) O Universo sempre existiu e sempre existirá, num eterno vir-a-ser cíclico, passando por periodos de expansão e de dissolução (Pralaya).

2) O Universo não teria sido "criado" por Deus, assim como o entendemos na tradição judaico-cristã, entendimento que gera uma relação dual sujeito-objeto, criatura-criador. Nas palavras de Vivekananda, "O nosso termo sânscrito para criação, traduzida apropriadamente, deveria ser projeção, e não criação." O Universo, pelo pensamento Vedanta, foi projetado por Deus, uma "idéia divina" que progressivamente se densifica até se materializar. Segundo essa idéia, estamos dentro do "pensamento de Deus". Maya, na filosofia vedantina, é especificamente "a ilusão sobreposta à realidade como efeito da ignorância".

3) Quanto a Deus, existiriam duas conotações diferentes: o do Princípio Único (Brahman) e o do causador da manifestação dos mundos (o Deus pessoal, gerente dos mundos de Maya, que chama-se Iswara, em sânscrito). Vivekananda explica:
"Existem duas idéias de Deus nas nossas escrituras (hindus) - uma, pessoal, e a outra, impessoal. A idéia de um Deus Pessoal é que Ele é o criador onipresente (Iswara), preservador e destruidor de todas as coisas, o Pai e Mãe do universo, mas Alguém que está separado eternamente da gente e de todas as almas; e a libertação consiste em se aproximar Dele e viver Nele. Mas existe outra idéia do (Deus) Impessoal, onde todos os adjetivos são supérfluos [...] O que é Brahman? Ele é eterno, eternamente puro, eterno desperto, todo-podereoso, onisciente, piedoso, onipresente, sem forma (...) Nos Vedas não utilizamos a palavra "Ele", mas "Isto", pois "Ele" irá fazer uma distinção individual, como se Deus fosse um homem (...) Este sistema é chamado de Advaita. E qual é a nossa relação com este Ser Impessoal? É que nós somos Ele. Nós e Ele somos Um. Cada um é apenas uma manifestação deste Impessoal, o fundamento de todos os seres, e a miséria consiste em pensar na gente como diferente deste Infinito Ser Impessoal; e a libertação consiste em saber da nossa unidade com esta maravilhosa Impessoalidade. Estas são, em resumo, as duas idéias de Deus que encontramos nas nossas escrituras (hindus). Alguns destaques devem ser feitos aqui. É somente através da idéia de um Deus Impessoal que podemos ter qualquer tipo de ética. Em todas as nações a verdade tem sido dita desde os tempos mais remotos - ame seus semelhantes como a você mesmo - quero dizer, ame os seres humanos como a você mesmo. Na Índia, isto tem sido dito assim, 'ame todos os seres como a você mesmo'; nós não fazemos distinção entre homens e animais (...) vocês compreendem isso quando aprendem que o mundo inteiro é único - a unicidade do universo - a solidariedade de todo o ser vivo - que, ao ferir alguém, eu estarei ferindo a mim mesmo, ao amar alguém, eu estou amando a mim mesmo. Então nós entendemos o porquê de não devermos ferir aos outros."


Referência: A cosmologia dos Vedas (universo, criação, etc) em inglês


 
Hinduísmo - publicado às 9:47 AM 12 comentários
PREOCUPAÇÕES ALÉM-TÚMULO DO BUSSUNDA
dom, 18 de junho, 2006
 



"Tomara que eu não tenha de descer até o inferno pra conseguir
uma cervejinha gelada e ver o resto da Copa sossegado...
a quem eu tenho de subornar, aqui? O Pai, o Filho ou o Espírito Santo?"


Uma homenagem do Saindo da Matrix, do jeito que ele preferiria que fosse...


 
Geral - publicado às 1:23 AM 20 comentários
MUSEU DAS ALMAS DO PURGATÓRIO
 


Por Fátima Farias

Um segredo guardado há pelo menos 104 anos pela Igreja Católica acaba de ser desvendado: os espíritos se comunicam também no seio da própria Igreja. Quem afirma é o pesquisador de fenômenos paranormais baiano Clóvis Nunes. Ele conseguiu filmar e fotografar o Museu das Almas do Purgatório, em Roma, e revelou que ali estão registrados, silenciosamente, fatos incontestáveis que legitimam a comunicação de espíritos.

Tudo começou com um incêndio misterioso na inauguração de um altar, em 1897. Os fiéis, ao apagarem o fogo, perceberam do surgimento das chamas um rosto desenhado pelos resíduos da fumaça que se encontravam no mármore. Conforme Clóvis apurou, o curioso é que não havia nada de combustível no local. Concluíram, juntamente com o padre Victory Juet, que a materialização daquele rosto, cujos resíduos estão intactos até hoje, se tratava de um fenômeno paranormal insólito.

Com o tempo, o acervo neste sentido foi se ampliando, com peças vindas de outras igrejas. O parapsicólogo afirma que as relíquias são imagens surpreendentes que revelam que as comunicações espirituais na Igreja são evidentes e acontecem em muitas épocas. Em entrevista exclusiva, ele nos relata detalhes de sua ousadia, em driblar a segurança e trazer os segredos à tona. Cita casos de diversos padres que não só admitem a comunicabilidade com os espíritos, como também escreveram livros e fazem conferências sobre o assunto.

O diálogo com os mortos não deve ser interrompido porque, na realidade, a vida não está limitada pelos horizontes do mundo

(Papa João Paulo II)


Continuar a leitura

 
Cristianismo, Espiritismo, Internacional - publicado às 12:59 AM 32 comentários
ASTROGILDO FALANDO DO ALÉM
qui, 15 de junho, 2006
 


Em 2002, durante o XI Congresso Espírita da Bahia, realizado no Centro de Convenções da Bahia, com a participação de 2.344 pessoas, provindas de 117 cidades, de 14 Estados brasileiros, foi improvisada uma sessão de Transcomunicação Instrumental, com a coordenação do pesquisador Clóvis Nunes.

Improvisada, pois nada garantia que os quatro rádios, duas lâmpadas e um pequeno gravador cassete munido com fita cassete virgem, colocados num palco, pudessem garantir um ambiente propício para que os espíritos, do lado de lá, fizessem a manipulação necessária para imprimir suas vozes magneticamente nas fitas. Esse processo de comunicação se chama Transcomunicação experimental, já comentado aqui em outro post.

Um detalhe interessante é que o espírito, por não ter matéria em nossa "realidade", carece de voz (afinal, o que faz a voz é a vibração do ar através das nossas cordas vocais e laringe), então, nas sessões de materialização eles "criam" um órgão fonador formado de ectoplasma para poderem ser ouvidos. Já os médiuns "ouvem" espíritos apenas na sua cabeça, numa interferência direta no cérebro, ou por telepatia. Na transcomunicação a idéia é dispensar o médium (intermediário), portanto o uso de ectoplasma está descartado. Mas, como imprimir a voz na fita? Uma solução seria agir diretamente na disposição dos óxidos de ferro ou de cromo, mas isso exigiria um trabalho de tentativa e erro desgraçado, então o problema foi resolvido com tecnologia de modulação de sons. Os espíritos instalam seus equipamentos (sim, do lado de lá têm cientistas, que usam equipamentos com fios, botões, etc) para captar os sons ambiente e modulá-los para formar vozes. Para isso é necessária uma gama variada de freqüências sonoras, e daí a necessidade de rádios dos mais diversos operando na "faixa aberta", com apenas ruído, e as lâmpadas, que servem para ionizar o ar (e assim facilitar a condução de eletricidade).


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 12:52 AM 35 comentários
CROMOPUNTURA E DIA DOS NAMORADOS
ter, 13 de junho, 2006
 


Dirigindo ontem à noite de volta pra casa, me deparei com diversos engarrafamentos causados por casais de namorados tentando estacionar em restaurantes. Um verdadeiro absurdo, considerando a máxima científica de que dois ou mais corpos não podem ocupar o mesmo lugar no espaço. Afinal, se hoje é dia dos namorados, e todo mundo tem a "brilhante" idéia de ir jantar justo HOJE, é óbvio que os principais e mais badalados restaurantes da cidade não comportarão tamanho volume de pessoas!! E o resultado é engarrafamento, fila de espera, atendimento demorado e despersonalizado. Em uma palavra: broxante. Por que os casais não ignoram, de comum acordo, essa data fixada pelo comércio apenas pra vender num período morno de vendas, e sugerem uma outra data (como por exemplo o primeiro dia de namoro) pra se presentearem e jantarem à luz de velas? Ou melhor ainda, cada um escolhe um dia SEM o conhecimento do outro pra surpreender o(a) amado(a) com um presente legal, ou saindo juntos pra um lugar bem bacana?

Ontem ganhei um presente bem inusitado e surpreendente da minha namorada: uma sessão de Cromopuntura!!! Ela já tinha falado sobre isso anteriormente, e na hora fiquei realmente curioso, pois nunca tinha ouvido falar disso. Ao contrário da Cromoterapia, onde o paciente é banhado por inteiro com certos tipos de cores, na Cromopuntura as cores são colocadas em pontos precisos, como as agulhas da Acupuntura, mas sem furos! A idéia é a mesma: regularizar os fluxos de energia através do corpo, para que isso reflita harmoniosamente no físico (afinal, os chineses sabiam há milênios que as doenças atingem primeiro o corpo energético e só depois aparecem no físico). Achei o método MUITO elegante, pois atua através de vibração, que é a essência de tudo no universo, em todas as dimensões. Já havia lido em um livro espírita sobre essa técnica, que é usada do "lado de lá" para recuperar espíritos que sofreram um desencarne traumático e restaurar o equilíbrio da matéria sutil do corpo astral. Agora a técnica chega aqui!! E funciona!


Continuar a leitura

 
Pensamentos - publicado às 12:52 AM 25 comentários
KI - ENERGIA VITAL
sex, 9 de junho, 2006
 


KI

Kanji Ki, na sua forma obsoletaNa China é chamado Chi ou Qi. No Japão é chamado Ki. Podemos definir o Ki como Força Vital, ou Essência vital da pessoa, que também está presente em animais, plantas, e todos os seres vivos.

Na filosofia chinesa, originalmente, Chi era aquilo que diferenciava as coisas com vida das coisas sem vida. Com o desenvolvimento dessa filosofia, o conceito de Chi foi ampliando, cada vez mais, sua gama de significados e aplicações. Por isso desenvolveu-se o trio Jing, Chi, Shen: Essência, substância, e energia espiritual. Assim, pode-se dizer que o corpo físico (Jing) contém o Chi (que poderia ser um campo elétrico ligando o físico ao espiritual) e que o Chi contém o espírito, que é sem forma e intangível. Note que o Chi é a ponte entre matéria e espírito, mais ou menos como o conceito de perispírito no Espiritismo. Outro conceito é que o Chi seria o "material" básico do qual todas as coisas são feitas. As diferenças não seriam que algumas coisas tinham Chi e outras não, mas sim um princípio (Li; em japonês, Ri) que determinava como o Chi estava organizado e funcionava (similar à metafísica grega de forma/matéria).


Continuar a leitura

 
5 estrelas, Hinduísmo, Holismo, Metafísica, Taoísmo - publicado às 2:33 AM 47 comentários
666
ter, 6 de junho, 2006
 


É com orgulho que informamos que, exatamente hoje, neste minuto, inaugura-se o novo portal energético 666, a rota mais rápida para o Inferno!

Nada mais de viagens desconfortáveis, sendo arrastado por capetas até as profundezas do Hades. Agora dispomos de modernas aeronaves com ar condicionado para melhor servir a grande demanda de passageiros! Tudo começou com o empreendedorismo de Lúcifer, que iniciou-se timidamente no mundo da aviação com sua empresa de embarques, a SATA (por motivos de internacionalização, declinaram do Ã). O que era um modesto negócio tornou-se um Império, com lindas aeromoças e a experiência profissional do piloto Marilyn Manson.

Para comemorar a inauguração desta rota, estamos oferecendo passagens por apenas R$66,66. Não perca a oportunidade de ir agora mesmo para o Inferno!


 
Geral - publicado às 6:06 AM 52 comentários
DESPERDÍCIO
seg, 5 de junho, 2006
 


Já pararam pra se perguntar pra onde vai toda a comida dos supermercados quando fica velha ou fora da validade? Seguindo a lógica, vocês hão de pensar que eles botam no lixo, e que uma horda de famintos vai comer assim mesmo, afinal a data de validade impressa não é uma lei da física que destrua por completo o produto nos primeiros minutos do dia impresso, e sim uma estimativa de consumo com segurança para o cliente (um luxo que os 50 milhões de brasileiros que vivem na miséria não podem ter).

Pois pensaram errado. Pelo menos o Bompreço, um dos grandes supermercados do nordeste (gerenciado pela Wal Mart, norte-americana), joga Criolina ou Detefom em todo o carregamento de comida, antes de mandar os caminhões para o lixão. Pra evitar um suposto processo por consumo de comida estragada, creio eu. Como se o Bompreço tivesse obrigando os miseráveis a comerem o produto que eles botam no lixo... Vamos seguir esse raciocínio dos advogados: Se um miserável come a comida que o supermercado joga fora, ele tem direito a processar o Bompreço alegando ignorância?? De forma alguma, pois mesmo que ele seja analfabeto e não possa ler a data de validade, qualquer imbecil sabe que só se joga algo no lixo porque não está prestando, e se a pessoa assumiu o risco de fazê-lo, é porque está desesperada. Antes, essa pessoa devia processar o Estado que não oferece oportunidades (e muito menos dignidade ao cidadão) e praticamente obriga centenas de milhares de pessoas a se misturarem diariamente aos porcos para catar comida, entre outras coisas.

O Brasil é um país riquíssimo, de fato... se dá ao luxo de estragar toneladas e toneladas de comida diariamente, que serviriam por mais 1 ou 2 dias, o suficiente para serem consumidas por uma massa gigantesca de famintos que se espalham por nossos subúrbios. Enquanto isso os trabalhadores assistem tudo com um nó na garganta, sabendo que em casa o filho nunca provou um bolo daquele, ou um iogurte...

Se perguntem: pra onde vão os pães velhos das padarias? O que fazem os outros supermercados?


 
Geral - publicado às 1:02 PM 49 comentários
B.O. DO ALÉM
qui, 1 de junho, 2006
 


Recentemente um advogado anexou uma suposta carta psicografada pela vítima ao conjunto de provas a serem examinadas pelo juri no julgamento de Iara Marques Barcelos, em Porto Alegre. O texto da carta é o mais simples possível, não trazendo nenhuma evidência de que seja mesmo da vítima, o tabelião Ercy da Silva Cardoso: "O que mais me pesa no coração é ver a Iara acusada desse jeito, por mentes ardilosas como as dos meus algozes (...). Um abraço fraterno do Erci", leu o advogado, ouvido atentamente pelos sete jurados.

Na verdade, o que chama mais a atenção é que a carta contêm vários erros de português, inclusive no próprio nome, que foi escrito com i! Nada bom pra um tabelião. Mas isso poderia ser explicado pelo método de recepção. Se o médium tiver mediunidade auditiva, ele vai somente OUVIR o espírito, sendo o cérebro do médium o responsável por processar as palavras, com todos os erros comuns a ele. Mas o que achei chato mesmo foi que a mensagem é vazia, não traz nada que possa identificar o espírito, nem fala algum segredo de família, nada... se essa moda pega, o que vai ter de advogado "psicografando" mensagens...

Por mais estranho que possa parecer, não é a primeira vez que isso acontece na Justiça brasileira (e mundial!). O primeiro (e mais famoso) caso aconteceu justamente com o maior médium do Brasil, Chico Xavier:

O ano era 1979, e na 6ª Vara Criminal de Goiás corria o julgamento de José Divino, acusado de assassinar seu amigo Maurício Garcez Henrique, de 15 anos, em maio de 1976. Dois anos depois, Maurício enviou, através da mediunidade de Chico, uma carta-mensagem à sua mãe, pedindo-lhe que inocentasse o amigo:


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 1:56 PM 33 comentários