Página principal

   
5 estrelas
Budismo
Ciência
Cinema
Cristianismo
Espiritismo
Filosofia
Geral
Hinduísmo
Holismo
Internacional
Judaísmo
Metafísica
Pensamentos
Política
Psicologia
Sufismo
Taoísmo
Ufologia
Videolog


Ver por mês


Últimos comentários

Retornar à página principal


A NOITE OFICIAL DOS UFOS NO BRASIL
sex, 30 de setembro, 2005
 


Por Reinaldo Stabolito

No dia 19 de maio de 1986, cerca de 21 UFOs invadiram os céus brasileiros, tumultuando e interrompendo o tráfego aéreo de alguns locais do país. Várias estações de radares - incluindo aeroportos e o Cindacta, em Brasília (DF) - captaram os objetos. Diante da gravidade da situação, três caças Mirage e dois caças F-5E decolaram para a operação de interceptação dos possíveis UFOs.

Veja uma reportagem de 2016 do Fantástico clicando aqui, com as gravações em áudio das conversas dos pilotos e dos controladores de vôo. Abaixo você tem a reportagem de 1986 do Fantástico:



Parte 2


De acordo com as pesquisas realizadas na época pelo Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA), muitos detalhes não divulgados puderam ser conhecidos: os UFOs se movimentavam em altas velocidades, passando de 250 a 1.500 km/h em fração de segundos, mudavam constantemente de cor e de trajetória – faziam curvas em ângulos retos, de 90°, em altíssimas velocidades – subiam, desciam, sumiam instantaneamente do radar e apareciam em outro lugar. O caça F-5E, que era seguido por 13 UFOs, fez um "looping", objetivando ficar de frente com dos artefatos, mas eles também fizeram um "looping" para trás do avião, frustrando a intenção do piloto com a manobra. Houve também comentários entre os oficiais que diziam que um objeto veio em alta velocidade e, repentinamente, parou, de forma que ficou em rota de colisão eminente com um dos aviões e deixando o piloto completamente apavorado. Mas, logo em seguida, o artefato disparou em alta velocidade, saindo da rota de colisão iminente.

A gravidade da situação foi tamanha, que obrigou o próprio Ministro da Aeronáutica na época, o então Brigadeiro Otávio Júlio Moreira Lima, a se pronunciar na imprensa, organizando inclusive uma coletiva onde os próprios pilotos ficaram disponíveis para dar entrevistas. Um fato histórico para a Ufologia brasileira: pela primeira vez, oficialmente, era admitido publicamente que vários UFOs invadiram o espaço aéreo do Brasil.

Brigadeiro Otávio Júlio Moreira Lima, então ministro da Aeronáutica:

– "Radar só detecta superfícies sólidas, objetos metálicos e nuvens (massas) pesadas. Não havia nuvens nem aeronaves convencionais na região. O céu estava limpo. Radar não tem ilusão de ótica".
– "Só podemos dar explicações técnicas, e não as temos".
– "Seria muito difícil para nós falarmos sobre a hipótese de que esses objetos seriam de origem extraterrestre".
– "A hipótese de uma guerra eletrônica é muito remota, e não é o caso aqui no Brasil".
– "É fantástico. Os sinais nos radares eram bem claros".

Coronel Ozires Silva, então presidente da Petrobrás:

– "Quando nos aproximávamos de São José dos Campos, a bordo do avião Xingu PT-MBZ, Brasília pediu para observarmos alguns pontos que estavam sendo detectados pelo radar, e que não estavam registrados como vôos regulares dentro daquela área".
– "Na altura de 600 metros, vimos pontos luminosos, de cor laranja-vermelhado, com brilho muito intenso".
– "Tentamos nos aproximar das luzes, mas desistimos. As luzes apagavam e acendiam em lugares diferentes (10 a 15 segundos). Observamos variações muito rápidas de velocidade".
– "As luzes tinham presenças reais, eram alvos primários no radar, alvos positivos, uma coisa concreta".
– "Se não fosse detectado pelos radares, eu não teria falado nada".
– "Está registrado em fitas pelo radar".
– "Não consegui identificar nada".


Não perca de ler os relatos detalhados dos pilotos militares, em reportagem publicada na Revista Força Aérea.


Fonte: Revista UFO


 
Ufologia - publicado às 12:42 AM 29 comentários
FANTASMAS ASSUSTAM MILITARES EM NOVA ORLEANS
qua, 28 de setembro, 2005
 


Lembram da história dos fantasmas após o Tsunami, onde tinha até um taxista que pegou um casal de espíritos? Pois é. Agora o local mal-assombrado da vez é Nova Orleans. Graças ao Wagner descobri essa matéria da Janet Yee (CBS):

Militares vêem fantasmas em Nova Orleans

Vários membros das forças armadas dos EUA estão dizendo que há algo de assustador acontecendo, e que não são apenas as imagens de morte e destruição que estão aterrorizando-os.

Para todos os efeitos, a escola Sophie B. Wright, em Nova Orleans, foi totalmente evacuada, à exceção do pessoal militar, que fez dela sua base. Mas os homens de uniforme têm a sensação de que não estão sozinhos. Vários relatos de aparições levaram o capelão do exército a abençoar o edifício, exortando: "Em nome de Jesus Cristo, eu ordeno que Satã deixe as áreas escuras deste edifício."

O Sargento Robin Hairston estava em seu saco de dormir, e quando abriu os olhos viu na porta de entrada uma garotinha. "Não foi minha imaginação", disse.

Hairston não foi o único. Rosales Leanor teve seu próprio encontro com o inusitado: "eu estava usando o banheiro quando vi sombra de baixa estatura aparecer bem na minha frente, se aproximando de mim". Um outro membro da Guarda disse que viu e ouviu uma menina pequena gargalhar quando abriu um armário que continha material de limpeza.

Outro caso interessante aconteceu na Marina de Baton Rouge: os barcos estavam espalhados como lixo, onde nem um pedacinho de papel poderia ser avistado. A não ser uma bíblia, que foi encontrada por um soldado aberta no livro do Apocalipse, versículos 10 e 11. Em uma igreja próxima, quase destruída, uma outra bíblia foi encontrada aberta, mostrando exatamente a mesma passagem do livro do Apocalise.

Caso estejam curiosos em saber o que contém essas passagens, aqui estão alguns trechos bastante curiosos:

"...O anjo que vi em pé sobre o mar e sobre a terra levantou a mão direita ao céu, e jurou por aquele que vive pelos séculos dos séculos (...) que nos dias da voz do sétimo anjo, quando este estivesse para tocar a trombeta, se cumpriria o mistério de Deus, como anunciou aos seus servos, os profetas. (...)
E concederei às minhas duas testemunhas que, vestidas de saco, profetizem por mil duzentos e sessenta dias. (...) Elas têm poder para fechar o céu, para que não chova durante os dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda sorte de pragas, quantas vezes quiserem. E, quando acabarem o seu testemunho, a besta que sobe do abismo lhes fará guerra e as vencerá e matará. E jazerão os seus corpos na praça da grande cidade, que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado. Homens de vários povos, e tribos e línguas, e nações verão os seus corpos por três dias e meio, e não permitirão que sejam sepultados. E os que habitam sobre a terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão; e mandarão presentes uns aos outros, porquanto estes dois profetas atormentaram os que habitam sobre a terra. (...) E naquela hora houve um grande terremoto, e caiu a décima parte da cidade, e no terremoto foram mortos sete mil homens; e os demais ficaram atemorizados, e deram glória ao Deus do céu. É passado o segundo ai; eis que cedo vem o terceiro. E tocou o sétimo anjo a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: O reino do mundo passou a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. (...) Iraram-se, na verdade, as nações; então veio a tua ira, e o tempo de serem julgados os mortos, e o tempo de dares recompensa aos teus servos, os profetas, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra. Abriu-se o santuário de Deus que está no céu, e no seu santuário foi vista a arca do seu pacto; e houve relâmpagos, vozes e trovões, e terremoto e grande saraivada."

Dentro do contexto bíblico não tem nenhuma relação com o que o Katrina fez (como alguns estão tentando interpretar nos EUA) mas é interessante observar a "coincidência" da frase "Homens de vários povos, e tribos e línguas, e nações verão os seus corpos por três dias e meio..." quando lembramos (com pesar) que foi mais ou menos esse o tempo decorrido para o início dos resgates.

Simbolicamente falando, o texto revela muito mais... mas não vou ficar especulando sobre isso, porque o número de visitantes é grande e eu não quero que as pessoas levem a sério minhas conjecturas...

Veja o vídeo com a reportagem original


 
Espiritismo - publicado às 5:16 PM 17 comentários
CAUSOS DO ALÉM-TÚMULO (parte 3)
ter, 27 de setembro, 2005
 


Nesse fim de semana estive em Alagoas com a avó da Espuma Flutuante, e ela, possuidora de ótima memória e lucidez, adora contar histórias da sua vida. Uma delas vale a pena escrever aqui, porque já tinha ouvido casos similares em Recife:

Ela, que mora bem perto do cemitério, certo dia tomou um táxi e pediu ao motorista para deixá-la na esquina do cemitério. A cara de assombro que ele fez levou-a a dizer: eu não tô morta não! Então o taxista contou que, certa vez, no finalzinho da tarde, pegou uma passageira em frente a uma Igreja, muito bem vestida, com um echarpe no pescoço e uma bíblia na mão. Ela pediu pra ser deixada na porta do mesmo cemitério, e só quando o motorista chegou e foi abrir a porta pra ela é que percebeu que não havia mais ninguém no banco de passageiro. Ele então perguntou ao vigia do cemitério se alguém havia saído do táxi, e ele disse que não (até o portão estava fechado).


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 12:17 PM 23 comentários
O PODER DA MÚSICA
qui, 22 de setembro, 2005
 


Pelo Centro de estudos espíritas Paulo apóstolo, de Mirassol - CEEPA

A harmonia coloca a alma sob o poder de um sentimento que a desmaterializa
(Rossini, a Allan Kardec)


"Visto que nos encontramos neste estado degradado de imperfeição moral, será melhor sermos práticos, harmonizarmos nossa música e, pelo mesmo processo, começarmos a compor uma nova e melhor forma de arte. Uma arte de acentuada sublimidade poderá, por si só, levar-nos de volta aos céus."
(Bach)

"Sinto-me obrigado a deixar transbordar de todos os lados as ondas de harmonia provenientes do foco da inspiração. Procuro acompanhá-las e delas me apodero apaixonadamente; de novo me escapam e desaparecem entre a multidão de distrações que me cercam. Daí a pouco, torno a apreender com ardor a inspiração; arrebatado, vou multiplicando todas as modulações, e venho por fim a me apropriar do primeiro pensamento musical. Tenho necessidade de viver só comigo mesmo. Sinto que Deus e os anjos estão mais próximos de mim, na minha arte, do que os outros. Entro em comunhão com eles, e sem temor. A música é o único acesso espiritual nas esferas superiores da inteligência."
(Beethoven)


O presente estudo pretende refletir sobre a influência que a música, assim como as artes em geral, exerce sobre o comportamento espiritual do ser humano.

A música e sua origem divina

De acordo com escrituras e mitologias de todos os povos a música, assim como as demais expressões da arte, foram trazidas aos homens pelos deuses. Na remota antiguidade, a música era empregada com a sagrada finalidade de reverenciar o Ser Supremo. Sua finalidade era a de expressar as cosmogonias, elevar a alma humana às alturas das esferas espirituais. Todas as expressões artísticas desenvolveram-se á luz dos ritos iniciáticos, com a finalidade de expandir a consciência dos inciados durante as cerimônias sagradas, abrindo-lhes a captação psíquica para experiências transcendentes.

Com o tempo a arte saiu do âmbito dos templos e do sagrado, vulgarizou-se, caiu na banalização das massas, passando a refletir seus instintos inferiorizados, anseios embrutecidos e a desmesurada ambição pelo lucro e a fama.

O poder oculto da música

Atualmente a ciência, sobretudo no campo da medicina e da psicologia, vêm redescobrindo verdades e conhecimentos que os antigos sábios detinham sobre o poder oculto da música.

Hoje sabemos que basta estarmos no campo audível da música para que sua influência atue constantemente sobre nós, acelerando ou retardando, regulando ou desregulando as batidas do coração; relaxando ou irritando os nervos; influindo na pressão sanguínea, na digestão e no ritmo da respiração, exercendo alterações sobre os processos puramente intelectuais e mentais.

Modernos pesquisadores estão começando a descobrir que a música influi no caráter do indivíduo e, ao influir em seu caráter, significa alterar o átomo ou unidade básica - a pessoa - com a qual se constrói toda a sociedade.

Os grandes sábios da China antiga até o Egito, desde a Índia até a idade áurea da Grécia acreditavam que há algo imensamente fundamental na música que lhe dá o poder de fazer evoluir ou degradar completamente a alma do indivíduo e, desse modo, fazer ou desfazer civilizações inteiras.

Assim, "uma inovação no estilo musical tem sido invariavelmente seguida de uma inovação na política e na moral", conclui um estudioso moderno.


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 3:04 PM 12 comentários
KATRINA
sáb, 17 de setembro, 2005
 


Confesso que fiquei chocado e irritado com o destino quando soube que em New Orleasn só morreram em sua maioria pobres, que não tinham pra onde ir e não puderam evacuar a cidade por velhice ou falta de recursos.

Mas devo lembrar a mim mesmo que a limpeza do planeta se dá em vários niveis, muitos acima dos que podemos perceber com os olhos mortais. É lá em New Orleans onde reside o núcleo do sofrimento do povo negro, um dos últimos bastiões da escravidão, e depois da opressão industrialista (leia-se escravidão) dos EUA desde a guerra da secessão, o gueto dos pobres, além de ser a "capital da magia negra" (Vodoo). O que estará encrustado no campo espiritual desta cidade, que foi preciso a natureza devastar tudo e obrigar os homens a terem de demolir todas as casas e reconstruir a cidade do zero? Tudo isso custará o equivalente a duas guerras... Com isso, a natureza fez o que ninguém (nem o Al-Qaeda) poderia fazer: imobilizou a sanha bélica e os planos dos EUA para com a Coréia do Norte e Irã.

Devemos lembrar também que tais acontecimentos servem como alertas dolorosos para que sejam efetuadas mudanças e correções de rumo! Caso esse desastre tivesse acontecido na Califórnia, não haveria tamanha comoção, não teria havido descaso do governo, e a (dura) realidade de QUEM é o governo Bush não teria sido atirada na cara dos norte-americanos... o que aconteceu ali foi mais devastador do que QUALQUER atentado terrorista, porque não há alguém a culpar (como fizeram com o 11/9) a não ser eles mesmos! Esse episódio mostrou de forma dura que o maior país do mundo (com PIB de 10 trilhões de dólares) convive com (e esconde) 35 milhões de pessoas ABAIXO da linha da pobreza, na sua maioria negros!

O ex-presidente Bill Clinton resumiu o sentimento da maioria da população ao dizer que o atual governo norte-americano "não entendia como vivem os pobres" quando mandou-os evacuarem Nova Orleans (Louisiana) por causa do furacão Katrina sem oferecer meios para isso.

"O que mais me dói é que os que tomaram as decisões pareciam não entender como vivem os pobres", que não puderam deixar a cidade porque "talvez não tinham carro ou tinham idosos sob sua responsabilidade", declarou Cliton à Radio 4. "Não acho que houve um racismo deliberado na resposta ao desastre", simplesmente um desconhecimento da realidade do país, acrescentou. As pessoas que não tinham carro, que cuidavam de parentes mais velhos ou "que não tinham a casa ou seus bens assegurados não podiam ir embora porque era tudo o que tinham", explicou. "Os pobres não são menos inteligentes nem mais descuidados que o resto da população", mas levam "uma vida diferente".

Lembrem-se que o cristianismo cresceu por causa do sacrificios dos abnegados cristãos... gente que não "merecia" morrer do nosso ponto de vista da Justiça Divina, mas morreu cumprindo um desígnio maior, MUITO maior...


 
Pensamentos, Política - publicado às 1:09 PM 51 comentários
MÉDIUM RESOLVE CRIME COM AJUDA DA PRÓPRIA VÍTIMA
 


Fonte: Terra

Uma médium italiana, que levou a polícia até o corpo de uma mulher no fundo do Lago Como, disse que uma visão permitiu que ela elucidasse um mistério de três anos.

Maria Rosa Busi disse ter visto os últimos momentos da vida de Chiara Bariffi antes que ela mergulhasse no lago com seu carro, no fim de 2002, e chegou mesmo a ouvir uma mensagem da morta.
"Eu fui ao lago e vi o que aconteceu... Eu a escutei, eu a vi e desenhei um mapa", disse Busi à Reuters. "Ninguém achou que ela estivesse no lago."

Busi, que afirma ter poderes clarividentes, foi contatada pelos pais da vítima no início deste ano, para tentar descobrir o que havia acontecido com a filha deles. Eles lhe deram uma fotografia de Chiara, que tinha por volta de 30 anos quando desapareceu.
"Quando vi a foto, soube que ela tinha morrido", disse Busi. "Sou clarividente. Posso dizer quando alguém está vivo ou morto."

A polícia não conseguira resolver o mistério. O homicídio era cogitado e, já que Chiara estava com problemas emocionais, havia uma teoria de que ela cometera suicídio. A família chegou a escutar que Chiara havia saído do país e vivia agora na Espanha.

Busi se recusou a dizer o que teria motivado a morte de Chiara. Ela só disse isso à mãe da vítima. Mas sugeriu que o tempo ruim perto do lago provavelmente d esempenhou um papel no destino de Chiara.
"Naquela noite houve uma enchente, um deslizamento de terra, havia problemas na estrada", disse.

Os céticos dizem que Busi teve sorte ao descobrir o corpo, e que deu um palpite certeiro, já que Chiara morava na área ao redor do lago. Outros disseram que ela deve ter pesquisado na internet em vez de ter falado com a morta.

Mas Remo Bonetti, um membro da equipe de resgate que já fez buscas por corpos no passado, disse que o mistério não teria sido solucionado sem a ajuda de Busi. "Sem as instruções de Maria Rosa (Busi), ninguém teria sido capaz de encontrá-la, muito menos por acidente", disse Bonetti.


 
Espiritismo - publicado às 12:58 PM 3 comentários
QUEM SOMOS NÓS? (parte 2)
ter, 13 de setembro, 2005
 


Transcrição de parte do filme Quem somos nós?

Inicialmente vamos falar do mundo sub-atômico, e depois do que nos falam ser a realidade. A primeira coisa é que o mundo sub-atômico é uma fantasia criada por físicos loucos que tentam entender o que diabos acontece quando fazem pequenas experiências com grandes energias em pequenos espaços e em curtos espaços de tempo. As coisas ficam bem inexplicáveis. A física sub-atômica foi inventada para tentar desvendar tudo isso.

A nova ciência - chamada física quântica - é sujeita a todo tipo de hipóteses, pensamentos, sentimentos, intuições, para se descobrir o que diabos está acontecendo.

A matéria não é o que pensávamos ser

Os cientistas viam a matéria como algo estático e previsível. As partículas ocupam um espaço insignificante nas moléculas e átomos. São partículas fundamentais. O resto é o vácuo. Parece que essas partículas aparecem e desaparecem o tempo todo. Para onde vão quando não estão aqui?

Essa pergunta é complicada. Vou dar duas respostas:

Nº 1: Vão para universos alternativos, onde as pessoas fazem a mesma pergunta quando elas somem e vêm pra cá: "Para onde elas foram?"

A outra envolve o grande mistério da direção do tempo. De uma certa forma, as nossas leis fundamentais da física não fazem distinção entre passado e futuro. Temos um quebra-cabeça do ponto de vista das leis da física. Por que nós somos capazes de lembrar do passado, e não temos o mesmo acesso epistemológico ao futuro?

Por que devemos pensar que nossas ações no presente afetam o futuro mas não o passado?

O fato de termos um diferente acesso epistemológico para o passado e futuro, o controle que nossas ações têm sobre o futuro mas não sobre o passado, tudo isso é tão fundamental para o modo como sentimos o mundo, que não termos curiosidade sobre isso é quase o mesmo que estarmos mortos!




A maior parte dessa bola está vazia

Na verdade a maior parte do universo está vazia. Gostamos de imaginar o espaço vazio e a matéria sólida, mas, na verdade, não tem nada na matéria, ela não possui substância! Veja um átomo. Pensamos que é uma bola sólida. Mas na verdade é esse pontinho pequeno com matéria densa no centro, cercado por uma nuvem de elétrons que aparecem e desaparecem. Mas acontece que tal descrição também não está correta. Até o núcleo, que pensávamos ser tão denso, aparece e desaparece assim como os elétrons. A coisa mais sólida que pode existir nessa matéria desprovida de substância é um pensamento, um bit de informação concentrada. O que faz as coisas são idéias, conceitos e informação.

Você nunca toca em nada. Os elétrons criam uma carga que afasta os outros elétrons antes do toque.

Ninguém toca em nada


Continuar a leitura

 
Cinema, Ciência, Internacional - publicado às 9:37 AM 48 comentários
YUYU HAKUSHO
seg, 12 de setembro, 2005
 


Quem tem mais de 20 anos lembra com carinho especial esse ótimo desenho animado japonês (Anime) que passava na falecida Rede Manchete, com uma dublagem excelente (e olha que eu odeio dublagem) e personagens carismáticos e profundos. Diria até que foi Yuyu que me fez expandir minha visão espiritual para além do mundo ocidental/espírita e lembrar que a interação com os mortos é algo tão comum para certas culturas que pode até passar despercebido pra alguém de fora.

Abaixo uma espécie de FAQ feito originalmente por Melinda Miller, que traduzi e adaptei em julho de 97 pra minha homepage. Considerando que o mangá está nas bancas, e (ao que parece) o desenho ainda passa em TV paga, serve como chamariz para as crianças irem se acostumando com o Reikai e os adultos com o Anime. ;)


O QUE O TÍTULO SIGNIFICA??

Consiste de 4 Kanji (Caracteres chineses), que não significam muito em sua disposição atual:
Yuu - tímido, pálido, fantasmagórico
Yuu - enclinar-se, relaxar, brincar
Hakusho - papel branco, relatar, informar

Pode ser traduzido como "Informe poltergeist", mas "Relato de Atividades espirituais" parece ser mais adequado. (Nota: O primeiro yuu é o mesmo caractere do nome de Yuusuke Urameshi. Fantasmagórico, hein? ;)


Continuar a leitura

 
Geral - publicado às 1:02 AM 31 comentários
QUEM SOMOS NÓS? (parte 1)
sáb, 10 de setembro, 2005
 


Vejam esses nomes e a biografia por trás deles: Amit Goswami, Fred Alan Wolf, Joe Dispenza, William Tiller, Jeffrey Statinover, Candace Pert, John Hagelin e David Albert, entre outros...

Agora imagine esses cobras conversando com você sobre o Universo e suas percepções. Imaginou? Esse é o filme What the bleep do we know, que chega ao Brasil em 18 de novembro com o nome de Quem somos nós?, após um enorme sucesso boca-a-boca mundo afora. Esse é um daqueles filmes que não é pra ser visto entre um compromisso e outro, ou com gente conversando do lado. Ele exige atenção integral, e assim mesmo você vai querer vê-lo de novo pra poder entender melhor.

Abaixo colocarei alguns trechos diretamente retirados da legenda do filme, pra vocês terem uma idéia do potencial revolucionário que ele traz para a nossa forma de encarar o mundo:

Quanto mais se estuda a física quântica, mais misteriosa e fantástica ela se torna. A física quântica, falando de uma maneira bem simples, é uma física de possibilidades. São questões pertinentes de como o mundo se sente com relação a nós. Se existe uma diferença entre o modo do mundo nos sentir e como ele realmente é. Já parou para pensar do que os pensamentos são feitos?

Todas as épocas e gerações têm suas próprias suposições: O mundo é plano, o mundo é redondo, etc. Existem centenas de suposições que acreditamos ser verdadeiras, mas que podem ou não ser verdadeiras. Claro que historicamente, na maioria dos casos não eram verdadeiras. Se tomarmos a história como guia, podemos presumir que muitas coisas em que acreditamos sobre o mundo podem ser falsas. Estamos presos à certos preceitos sem saber disso.

É um paradoxo


Continuar a leitura

 
Cinema, Ciência, Internacional - publicado às 12:49 AM 53 comentários
AS PEDRAS DE JAVA
qui, 8 de setembro, 2005
 


Fonte: Revista Espírita - Janeiro de 1860
Por Allan Kardec

"Bruxelles, 9 de dezembro de 1859.

Senhor Diretor,

Li, na Revista Espírita, o fato narrado por Ida Pfeiffer, sobre as pedras caídas em Java na presença de um oficial superior holandês, com o qual estive fortemente ligado em 1817, uma vez que foi ele quem me emprestou suas pistolas e serviu de testemunha no meu primeiro duelo. Chamava-se Michiels, de Maestricht, e se tornou general em Java. A carta que relatava este fato acrescentava que essa queda de pedras, na habitação isolada do distrito de Chéribon não durou menos que doze dias, sem que os sentinelas colocados pelo general nada houvessem descoberto, nem ele durante todo o tempo que ali ficou. Essas pedras, formadas por uma espécie de pedra vulcânica, pareciam se criar no ar, a alguns pés do teto. O general fez encher várias cestas delas, os habitantes vinham procurá-las para delas fazer amuleto, e mesmo remédio. Este fato é muito conhecido em Java, porque se renova muito freqüentemente, sobretudo os escarros de siry. Várias crianças foram perseguidas por pedradas em campo raso, mas sem serem atingidas. Dir-se-ia Espíritos falsantes que se divertem fazendo medo às pessoas. Evocai o Espírito do general Michiels, talvez vos explique esse fato. O doutor Vanden Kerkhove, que morou muito tempo em Java, confirmou-me como vos afirmo que vossa Revista torna-se todos os dias mais interessante, mais moralizante e mais procurada em Bruxelas.

Aceitai, Jobard"


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 3:27 PM 1 comentário
ESOTÉRICOS TAMBÉM PODEM TER RAZÃO
ter, 6 de setembro, 2005
 


Vejam abaixo trechos do artigo escrito pela pesquisadora/física Lisa Randall:

"Daqui a dois anos, nós vamos provavelmente ser obrigados a revisar radicalmente nossas idéias sobre a natureza fundamental da matéria, assim como a nossa concepção do universo.

Em 2007, o grande acelerador de hádrons (em inglês large hadron collider, ou LHC) começará a operar no Cern (sigla em francês de Conselho Europeu de Pesquisas Nucleares), perto de Genebra, precipitando partículas em níveis de energia nunca antes produzidos na Terra.

Então os físicos combinarão os resultados dessas experiências efetuadas com o LHC, com as hipóteses das suas investigações teóricas para aprofundar seus conhecimentos sobre fenômenos cujos efeitos só podem ser detectados em distâncias curtas e em elevados níveis de energia.

O meu colaborador, Raman Sundrum e eu mesma demonstramos por que, num mundo dotado de uma dimensão de espaço adicional, a gravidade seria tão fraca. A nossa idéia baseia-se na "geometria deformada", uma noção que emerge da teoria da relatividade geral de Einstein.

O universo da nossa proposta é de fato um multi-universo, no qual a gravidade está localizada em determinado universo, enquanto nós estamos vivendo num outro universo, separados daquele por uma quarta dimensão espacial.

Descobertas recentes evidenciaram muitas possibilidades notáveis. As outras dimensões poderiam ter muitas formas e muitos tamanhos diferentes. E outras dimensões poderiam abrigar fenômenos exóticos, tais como multi-universos contendo mundos paralelos, nos quais as forças e a química são totalmente diferentes do nosso.

Junto com os meus colaboradores, eu descobri que pode haver outras dimensões que possuem extensões infinitamente distantes, ainda que elas permaneçam invisíveis. E nós estabelecemos teorias que dão conta da existência de bolsões de gravidade quadridimensional, situados num universo que parece possuir outras dimensões em todas as suas outras regiões. Tais investigações teóricas nos permitirão repensar o nosso lugar dentro da ordem das coisas.

Nem todas essas idéias serão imediatamente testadas pelas experiências. Mas nós sabemos que algumas dentre elas o serão: independentemente do que existe por aí, as questões sobre a massa e a fraqueza da gravidade são indicações de que em breve aprenderemos mais sobre a natureza fundamental da matéria."

Referência: As dimensões escondidas do Universo

Como se não bastasse, ainda descubro o estudo do Prof. Kim Bonghan, em que ele, já nos anos 60, afirmava ter provado cientificamente os meridianos, ou nadis, que são os caminhos energéticos do corpo humano, que se distribuem como veias de energia invisível aos olhos, mas aparentemente visível em microscópio eletrônico (quando a pessoa morre ele desaparece), por onde corre a energia vital (Ki ou Chi).

No experimento, Kim injetou um isótopo radioativo Nº P-32 nos meridianos de animais, e seguiu o movimento desses isótopos, e percebeu que o "caminho" era o mesmo que é encontrado no antiquíssimo sistema meridiano chinês de 2.000 anos atrás.

Tal teoria encontrou dura resistência por parte da comunidade científica, e até mesmo entre os orientais, que ficaram irritados porque o Prof. resolveu renomear o sistema meridiano para "sistema Bonghan", os nadis viraram "dutos Bonghan" e o Ki virou "corpúsculos Bonghan"... enfim... mas é bastante conhecido atualmente pela medicina ortodoxa brasileira os benefícios da Acupuntura, que já é considerada como medicina.


 
Ciência - publicado às 5:03 PM 13 comentários
ANDRÉ LUIZ TINHA RAZÃO
seg, 5 de setembro, 2005
 


Por Gilberto Perez Cardoso

No capítulo três do livro "No Mundo Maior", psicografado por Chico Xavier, o autor espiritual André Luiz nos transmite uma interessante aula do instrutor espiritual Calderaro sobre o cérebro. O capítulo se intitula "A casa mental" e Calderaro, após uma demonstração da fisiologia cerebral, indica a André a divisão cerebral em três províncias distintas, adotada no Plano Espiritual. Essas três áreas correspondem a três setores, a saber:

1: Lobos frontais
2: Região situada desde o córtex motor até a extremidade da medula espinhal
3: Gânglios da base, postados mais inferiormente

Mais adiante, de maneira didática, Calderaro faz analogia entre o cérebro e um "castelo de três andares". No andar mais baixo Calderaro situou "a residência de nossos impulsos automáticos"; no intermediário, "o domínio das conquistas atuais"; no superior, "a casa das noções superiores". Acrescentou ainda o sábio instrutor que no primeiro andar residiam "o hábito e o automatismo"; no segundo, "o esforço e a vontade"; no terceiro, "o ideal e a meta superior".

Explicou ainda Calderaro que os três andares poderiam corresponder, respectivamente, a "subconsciente, consciente e superconsciente", representando, respectivamente, "passado, presente e futuro". As explicações de Calderaro são preciosas e coincidem com aquelas que encontramos em outra excelente fonte de pesquisas, "A Grande Síntese", de Pietro Ubaldi, obra merecedora de prefácio de Emmanuel por meio do mesmo médium, Chico Xavier. Pois neste livro também se estuda o cérebro dessa maneira, arquitetado em três níveis distintos.

A ciência começa a trilhar mais claramente o mesmo caminho já delineado por André Luiz e Pietro Ubaldi. É o que depreendemos ao ler o Jornal da Família, suplemento do jornal "O Globo", de 20 de junho de 2004, na reportagem intitulada "Freud tinha razão", de M. Cezimbra.


Continuar a leitura

 
Ciência, Espiritismo - publicado às 3:55 PM 2 comentários
O FABRICANTE DE SÃO PETERSBURGO
sáb, 3 de setembro, 2005
 


O relato abaixo é quase uma aplicação prática do que foi falado no post Teleporte de objetos. Foi enviado ao editor da "Revista Espírita", Allan Kardec, e publicado em abril de 1860. Vejamos a transcrição da matéria:

O fato seguinte, de manifestação espontânea, foi transmitido ao nosso colega, senhor Kratzoff, de São Petersburgo, pelo seu compatriota, o barão Gabriel Tscherkassoff, que mora em Cannes, e que lhe certifica a autenticidade. Parece, de resto, que o fato é muito conhecido, e fez muita sensação na época em que se produziu:

No começo deste século, havia em São Petersburgo um rico artesão que ocupava um grande número de obreiros em sua oficina; seu nome me escapa, mas creio que era um Inglês. Homem probo, humano e organizado, não se ocupava tão-somente com a boa execução de seus produtos, mas, muito mais ainda, com o bem-estar físico e moral de seus operários, que ofereciam, por conseguinte, o exemplo da boa conduta e de uma concórdia quase fraternal.

Segundo o costume observado na Rússia até nossos dias, eram isentados do alojamento e da alimentação por seus patrões, e ocupavam os andares superiores e os sótãos da sua mesma casa. Uma manhã, vários dos operários, em despertando, não encontraram mais suas roupas que haviam colocado ao lado deles ao se deitarem. Não se poderia supor um roubo; questionou-se, mas inutilmente, e os mais maliciosos supuseram querer pregar uma peça aos seus camaradas; enfim, à força de procuras, encontraram todos os objetos desaparecidos no celeiro, nas chaminés, e até sob os telhados. O patrão fez repreensões gerais, uma vez que ninguém se confessava culpado; ao contrário, cada um protestava por sua inocência.


Continuar a leitura

 
Espiritismo - publicado às 1:13 PM Sem comentários
PENSAR EM DEUS REDUZ A ANSIEDADE
sex, 2 de setembro, 2005
 


LONDRES - Pensar em Deus parece ser uma solução milagrosa para problemas de ansiedade e dor, segundo estudo publicado nesta quarta-feira na revista britânica "New Scientist". A pesquisa, feita por cientistas de Ohio, nos EUA, mostrou que a meditação espiritual ajuda a relaxar e faz com que as pessoas consigam suportar melhor as dores.

Os pesquisadores chegaram a estas conclusões após uma experiência com voluntários que foram divididos em três grupos de meditação:

No primeiro grupo, o "espiritual", os participantes tiveram que se concentrar e repetir frases como "Deus é amor" e "Deus é paz". Ao segundo grupo, o "secular", os pesquisadores pediram para os integrantes repetirem expressões como "sou feliz" e "estou contente", enquanto os participantes do terceiro grupo deveriam apenas relaxar.

Os três grupos realizaram a tarefa pedida durante 20 minutos por dia, ao longo de duas semanas. Nesse período, os pesquisadores usaram técnicas psicológicas para avaliar o estado de ânimo das pessoas. Além disso, mediam a resistência à dor verificando por quanto tempo os voluntários conseguiam manter as mãos imersas em água a dois graus Celsius de temperatura.

No fim da experiência, o grupo "espiritual" mostrou uma maior redução no nível de ansiedade que os outros dois. Os integrantes desse grupo também agüentaram deixar as mãos na água gelada por um tempo duas vezes maior que os outros participantes.

A professora que liderou a pesquisa, Amy Wachholtz, explicou que, ao pensar em Deus, os voluntários do grupo "espiritual" alcançaram um estado mais profundo do que o mero relaxamento.

- É possível que exista algo único e inerente à prática da meditação religiosa que não se pode conseguir através de outro tipo de meditação ou do relaxamento - afirmou.

Fonte: Globo On line

Referência: Inteligência espiritual;
O "ponto" Deus


 
Ciência - publicado às 1:46 PM 2 comentários
OPERAÇÃO PRATO
qui, 1 de setembro, 2005
 


Em 1977, uma série de fenômenos trouxe pânico para pequenas cidades do litoral do Pará. Luzes que vinham do céu atacavam a população ribeirinha. A Aeronáutica foi acionada e investigou o fenômeno. O resultado da missão até hoje é mantido em segredo pelas Forças Armadas. Os militares conseguiram entrar em um tipo de contato com Inteligências Extraterrestres. Tudo foi documentado, e algumas coisas os próprios militares já disponibilizaram para os ufólogos. Mas a quantidade de informações coletadas é muito maior. Como sabemos?

Simplesmente o comandante da Operação - codinome "Operação Prato" - veio à público relatar o que houve numa lendária entrevista à Revista UFO. Dois meses após a entrevista ele foi encontrado morto, em condições misteriosas.

O que houve na região Amazônia deixa Roswell no chinelo. Mas, se foi tão importante assim, por que você não ouve falar disso? Bem, talvez pelo mesmo motivo que um relato de velejadores brasileiros na Austrália que viram um OVNI mergulhar no oceano tenha sido removido da Revista Náutica On-Line e só possa ser encontrado no Archive.org... vai saber...


O programa Linha Direta de 25/08/2005 mostrou como foi a Operação Prato, uma missão inédita da Aeronáutica realizada entre setembro e dezembro de 1977 para monitorar atividades extraterrestres na Amazônia, mais especificamente no Pará, onde em várias cidades um raio de luz vindo do céu atacava os moradores até mesmo dentro das próprias casas. Essa luz (apelidade de chupa-chupa) provocava queimaduras que necrosavam na mesma hora e deixavam dois orifícios, geralmente no peito esquerdo. De cada 10 pessoas atacadas, aproximadamente 8 eram mulheres.

O (então) capitão Uyrangê Hollanda comandou a famosa e polêmica Operação; Por determinação do comandante do 1º Comando Aéreo Regional (COMAR), de Belém (PA), Hollanda estruturou, organizou e colheu os espantosos resultados desse que foi o único projeto do gênero de que se tem notícia em nosso país – e provavelmente um dos poucos no mundo. Vinte anos depois, já reformado, o então Coronel Hollanda veio a público falar sobre o assunto. A entrevista é fantástica, e é suportada por depoimentos das (poucas) testemunhas que se atrevem a quebrar o silêncio, como os moradores do local, o então prefeito de Colares, uma médica que cuidou dos feridos, e de documentos sigilosos da aeronáutica que "vazaram" e mostraram que a operação existiu de fato. TUDO foi filmado e fotografado, mas a Aeronáutica não libera esses vídeos. Por que? Recentemente um grupo de ufólogos conseguiu acesso a dois documentos da Aeronáutica, através do movimento "UFO: Liberdade de informação já". Um deles é parte da Operação Prato, com algumas páginas de relatório e 500 fotografias. Mas é apenas uma fração do material que eles têm e não podem mostrar ainda, pois precisam mudar as leis do país, e é pra isso que o Movimento está lutando.

O Linha Direta fez um ótimo trabalho de produção, entrevistas e edição, causando medo até em mim... mas faltou o trabalho investigativo e o aprofundamento nas questões. Eles contaram apenas METADE da história, que vai MUITO mais fundo no buraco do coelho. Os próprios militares chegaram a ver tripulantes, e implantes foram colocados em várias pessoas, até mesmo no braço do coronel Hollanda. Mesmo depois do fim da Operação coisas estranhas aconteceram com ele, que são narradas na entrevista.

Engraçada foi a brevíssima aparição do ex-ministro da Aeronáutica, Brigadeiro Moreira Lima, que só mostrou o quanto é infantil e ridícula a postura dos órgãos oficiais, ao tentar desmentir uma história dessas... Mostrar o Ministro dizendo que "não há nada" nos arquivos da Aeronáutica sobre OVNIs e rindo dos ufólogos só contraria os documentos que existem, e principalmente o que ele declarou em 1986, quando era Ministro Oficial da Aeronáutica: Houveram aparições de 22 OVNIs no espaço aéreo brasileiro, que foram detectados pelos radares do Cindacta e perseguidos por caças da FAB. O (então) Ministro Moreira Lima foi em rede nacional de TV, falou que vários objetos acompanharam os caças, que NÃO sabiam o que era e prometeu apresentar um relatório detalhado sobre o episódio em 30 dias. Obviamente, nada veio a público até hoje, mas você pode conferir o vídeo com a reportagem do Fantástico aqui.

Teve também um psicólogo que falou em histeria coletiva!!! Eu não sabia que histeria coletiva transformava-se em queimaduras e relatos similares de pessoas em diferentes (e remotas) localidades, e ainda por cima que fosse capaz de ser filmada e fotografada, na forma de enormes naves e luzes. Só faltou mesmo o Padre Quevedo dar sua opinão!

PS1: Quero deixar também a dica de um ótimo documentário sobre OVNIs, da rede norte-americana ABC (infelizmente sem legendas em português) "Peter Jennings reporting - Ufos, seeing is Believing". Nele tem diversos casos que são impossíveis de refutar (embora tentem), envolvendo até policiais e pilotos experientes. E a ótima investigação traça as origens do mistério envolvendo o fenômeno UFO, revelando que o manto de segredo sobre o assunto (inexistente até o começo dos anos 50, mesmo nos meios oficiais e militares) deu-se primeiramente por causa da histeria da população, que estava sobrecarregando os sistemas de comunicação dos departamentos de defesa, deixando os EUA vulneráveis a um possível ataque soviético. Mostra como era a primeira "equipe investigativa" do Projeto Bluebook e um dos pesquisadores céticos que, de tanto receber relatos e evidências impressionantes, acabou acreditando nos UFOs.

PS2: Ontem resolvi fazer minha própria "Operação Prato" lá no Janga, na casa da minha mãe. Fui armado apenas de uma chícara de café quente (que poderia ser atirado na cara do primeiro ET que tentasse nos abduzir). Vimos, no horário das 18:10 às 19:00, pelo menos 3 avistamentos de coisas que não poderiam ser satélites ou algo "explicável". Engraçado que, depois desse horário, não acontece mais NADA de diferente no céu. Nada MESMO!


 
Ufologia - publicado às 9:28 AM 18 comentários