Página principal

   
5 estrelas
Budismo
Ciência
Cinema
Cristianismo
Espiritismo
Filosofia
Geral
Hinduísmo
Holismo
Internacional
Judaísmo
Metafísica
Pensamentos
Política
Psicologia
Sufismo
Taoísmo
Ufologia
Videolog


Ver por mês


Últimos comentários

Retornar à página principal


ESCOLHAS
sáb, 31 de maio, 2003
 


No filme Matrix Reloaded a grande mensagem é sobre o livre arbítrio. Até quando somos livres para decidir nosso futuro?

Neo - Mas se você já sabe o que eu ia escolher, como poderei fazer uma escolha?
Oráculo - Porque você não veio aqui para fazer uma escolha. Você já a fez antes. Você está aqui para tentar entender o porquê da sua escolha.

Essa frase tenta colocar no inconsciente das pessoas o porquê de elas estarem aqui na Terra. Oráculo representa a guia espiritual, que nos ajuda a fazer aquilo a que nos propusermos fazer antes de encarnarmos. Claro que nem todo mundo pode organizar como vai ser sua encarnação, que desafios terá de encarar, etc. Mas também não é um luxo para poucos. Basta ter vontade de acertar e discernimento. Só que, uma vez que mergulhamos na carne (na Matrix) perdemos todas as nossas memórias (ou seja, qualquer chance de burlar a Lei da Evolução), ficando somente as conquistas espirituais (caráter) que são as lições que você realmente aprendeu e incorporou ao seu "código" (espírito). Por isso a importância do (a) Oráculo, o (a) guia espiritual, que é um espírito como você, mas que está sabendo de toda a programação. Ele obviamente não vai contar as dificuldades que virão nem contar quem você foi ou o que você fez no passado, senão você poderia "colar" na prova, podendo até ser aprovado, mas não numa outra encarnação (na próxima você perderá qualquer contato com seu guia. No fundo, quem se prejudica é você, pois é apenas atraso pra sua evolução).


Continuar a leitura

 
Cinema, Pensamentos - publicado às 12:01 AM 13 comentários
11:11
qui, 29 de maio, 2003
 


Confesso que não acredito muito nessas coisas, mas um fato inegável é que certos números no relógio têm me perseguido: 11:11, 01:23, 22:22 ou outras combinações engraçadinhas. Hoje mesmo olhei sem motivo para o relógio (é sempre sem motivo, e isso é o que mais me impressiona) e estava 12:12. E eu não costumo olhar pra relógio... E hoje o Felipe me manda esse texto:

"Kryon é a entidade Angélica mais próxima a Deus que seja possível contatar, e que está levando a cabo transformações energéticas para elevar a Terra a um nível vibracional evolutivo superior ao que até agora prevaleceu. As palavras de Kryon nos chegaram primeiro através do norte-americano Lee Carrol."

Bem, foi ele que começou com esse negócio de 11:11, vejam só:

"Em fins da década de 80, Kryon anunciou estar levando a cabo uma série de mudanças magnéticas no eixo da Terra, os quais envolveriam um período de 22 anos, encerrando-se no ano de 2012. O primeiro ciclo de 11 anos de ajuste terminou ao fim de 2000, para dar lugar a outro ciclo de 11 anos de preparação que se concluirá em fins de 2012, ano de mudança de Era para a raça humana. A chave 11:11 é uma seqüência numérica de ativação da Manifestação Divina e simboliza o despertar espiritual do ser humano e o enfrentamento dos processos de mudanças relacionados com o assumir de novas posturas individuais que ajudam a rechaçar o ego, em favor de se assumir posturas de unidade com nossos semelhantes. Quando olhamos o relógio e vemos que são 11:11, é nosso próprio progresso espiritual que faz possível essa manifestação, que simplesmente é uma chave ativadora que nos conecta com outras realidades intradimensionais. Em síntese, é nosso próprio Ser Superior que nos diz: Detenha-se e olhe o relógio porque é tempo de avançar e evoluir".


 
Holismo - publicado às 11:11 AM 43 comentários
SAINDO DA MATRIX: A GÊNESE
 



Até a morte já leu!

10.000 visitas em menos de um ano... Nunca pensei nisso. Afinal, já há muito não faço propaganda, preferindo o anonimato para que este blog não corresse o risco de ser classificado como um culto ao ego (este é o problema com muitos "místicos fast-food", sendo o mais famoso deles Paulo Coelho). Popularidade também não é a tônica (ou senão não ficaria colando trechos da Bíblia o tempo todo pra manter isso aqui atualizado) e admito que 90% das visitas são de pessoas que entram à procura de algo sobre o filme Matrix (e não à procura de si mesmo). Mas deixarei um alerta aos 10% que querem se aprofundar nos assuntos aqui contidos, para que não cometam o mesmo erro que eu:

O nome Saindo da Matrix traduz bem meu propósito, que não deixa de ser uma forma bem criativa de suicídio: Atingir a iluminação, e assim ir embora deste planeta. Nunca vi muita graça nesse mundo. Desde os 15 anos, quando aprendi que aqui não é um parque de diversões (e de fato não estava me divertindo), botei na cabeça que queria saldar logo minhas dívidas, aprender o que tinha pra aprender e sair logo daqui. Pesquisei nas várias doutrinas maneiras de "passar de ano" e me identifiquei mais com o budismo e o espiritismo. Ambos pregavam a ação correta acima de tudo (até mesmo das paixões e dos próprios interesses) e, com a ajuda da minha consciência (o grilo falante que vive ponderando minhas ações e com quem dialogo mentalmente) adquiri uma ética inabalável (ao menos nunca roubei um chocolate das lojas americanas!). hehehehhe


Continuar a leitura

 
Pensamentos - publicado às 12:01 AM 9 comentários
PERSEPHONE
ter, 27 de maio, 2003
 


Esta personagem representa uma típica vampira emocional. Julga sua vida desinteressante e sua diversão (e prazer) é se alimentar das situações que cria com as pessoas ao seu redor, sejam elas de amor, ódio ou surpresa. Isso a faz se sentir viva, querida e importante.

Infelizmente ela não existe apenas nas telas do cinema. Há muitas Persephones espalhadas por aí, que gostam de fomentar intriga, ciúmes, raiva, e depois ficam vendo o pau quebrar com um sorriso angelical no rosto. Ao contrário de Persephone, não costumam sujar as mãos, e fazem seu "trabalho" discretamente, para que fique sempre parecendo ser a pessoa mais inocente do mundo.


 
Cinema - publicado às 12:01 AM 2 comentários
MATRIX: O EQUILÍBRIO
seg, 26 de maio, 2003
 


Um fato muito bem notado pela Dra. Fabiana (especialista em detalhes ocultos) é a chegada do Agente Smith em Matrix Reloaded: A primeira coisa que vemos é o seu carro, cuja placa é IS 5416. Ao pegarmos a Bíblia em Isaías 54:16 temos:

"Eis que eu criei o ferreiro, que assopra as brasas no fogo, e que produz a ferramenta para a sua obra; também criei o assolador, para destruir."

Uma vez que surge o super-homem iluminado (Neo/Avatar) para a conservação dos seres humanos (Vishnu) também ocorre a criação da sua contraparte, visando exatamente à destruição (Shiva/Smith).


 
Cinema - publicado às 12:02 AM 2 comentários
ROUPAS EM MATRIX
 


A capa do primeiro filme é uma homenagem visual ao Koromô, paramento monástico originário da China e usado pelos monges Zen Budistas durante o Zazen. Também é usado pelo Shorinji Kempo, arte marcial inspirada pelos monges do templo Shaolin, na China, e que segue a filosofia budista Kongo Zen.

Já no Reloaded a roupa de Neo é quase uma cópia de uma antiga vestimenta chinesa, completa, com o colarinho estilo Mandarin e tudo. Quem quiser comprar uma clique aqui.

Duas boas matérias sobre a filosofia em Matrix (com a alegoria da caverna em comparação com Matrix) e a Religião em Matrix (influências Católicas, Budistas e Gnósticas) estão no site de cinema Omelete.


 
Cinema - publicado às 12:01 AM 1 comentário
MATRIX RELOADED
sáb, 24 de maio, 2003
 



Neo: "Achei isso tão legal que eu quis fazer de novo!"

Nesta continuação os diretores resolveram enveredar pelo aspecto psicológico e existencialista mais do que filosófico, mas infelizmente não conseguiram a mesma capacidade de transmitir (com diversão e sabedoria mescladas) a mensagem. As coreografias das lutas deixaram as de Matrix 1 no chinelo (que se tornaram muuuito lentas e enfadonhas em comparação com o 2... quem diria?!). O Neo está lutando com MUITA velocidade e segurança! Vai levar um bom tempo pra superarem em qualidade e beleza as lutas apresentadas aqui, que na minha opinião são as melhores da história do cinema (incluam-se aqui as produções chinesas que passavam na Band antigamente, e o recentíssimo Hero,que foi o trabalho anterior do coreógrafo Yuen Woo Ping, o mesmo dos Matrix).


Continuar a leitura

 
Cinema - publicado às 12:01 AM 6 comentários
TRABALHANDO
sex, 23 de maio, 2003
 


Quando estudamos a lição dos trabalhadores da última hora, nas páginas divinas do Evangelho, recordamos que, realmente: trabalhando é possível alcançar todas as realizações a que nos propomos atingir.

Trabalhando, o coração empolgado pelo desânimo pode converter, de imediato, as trevas da amargura em claridades imperecíveis de alegria e esperança.

Trabalhando, a criatura frágil se fortifica, pouco a pouco, dominando o campo em que respira, vive e cresce.

Trabalhando, a mente atacada pelo veneno do ódio ou da desesperação encontra recursos para compreender as próprias lutas com mais clareza, aprendendo a transformar revolta e fel em paciência e perdão.

Fujamos as sombras densas e guerras escuras do nosso próprio "eu", devotando-nos ao serviço de Deus, na pessoa e nos círculos dos nossos semelhantes.

Um anjo que se ponha a dormir num vale, tentado pelo perfume das flores efêmeras, pode repousar indefinidamente nas trevas, enquanto que o aleijado que se disponha a arrastar-se, sangrando o corpo e cobrindo-se de suor, na subida do monte, pode alcançar glória do cimo e banhar-se de sublimes clarões, antes dos que dormem, com graça divina da gloriosa alvorada...

Os últimos serão os primeiros - disse o Senhor!

Em verdade, será difícil a compreensão de semelhante ensino para nossa lógica habitual; entretanto, se vives servindo, compreenderás que o trabalho realmente pode operar o divino milagre.

Fonte: Emmanuel & Francisco C. Xavier; Alma e Luz


 
Espiritismo - publicado às 12:01 AM Sem comentários
ASSIM FALOU ZARATHUSTRA
qui, 22 de maio, 2003
 


Conhecia Nietzsche das aulas de filosofia. Mas tudo o que aprendemos na escola são rótulos e classificações de pensamento (como se os filósofos pudessem ser etiquetados). Graças à minha falta de memória, felizmente esqueci por completo que Nietzsche foi classificado de niilista; assim, pude ler Assim falou Zarathustra livre de qualquer preconceito. Redescobri Nietzsche graças a um texto de Osho, que o citava para explicar justamente uma coisa que Oráculo me exortou a fazer de agora em diante: viver aqui na Terra, PARA a Terra. Procurei o livro na net e só encontrei uma versão em inglês. Quase tive um Samadhi ao ler o capítulo "Virtude Dadivosa!" O cara é praticamente um dos "patrocinadores" deste blog! Um gênio ácido com um profundo sentimento espiritualista à frente de seu tempo. Ou, como comentei certa vez, um budista enrustido.

Quis compartilhar com os leitores deste blog e procurei uma versão em português, mas qual a minha decepção quando vejo que a tradução desvirtua o texto (e olha que o original é em alemão e deve ter perdido coisas na tradução pro inglês). Já que eu tive de rever todo o texto, aproveitei pra eliminar a linguagem rebuscada que atrapalhava o fluxo da leitura e impede o livre acesso ao fumus bono, o âmago do pensamento filosófico do autor.


Continuar a leitura

 
Filosofia - publicado às 12:02 AM 111 comentários
EXISTÊNCIA FANTASIOSA
 


O homem, bem no seu íntimo, "exige" que todo mundo o tome por alguém notável, a quem todos deveriam constantemente testemunhar respeito, estima e admiração pela sua inteligência, pela sua beleza, sua habilidade, seu humor, sua presença de espírito, sua originalidade e todas as suas outras qualidades. Essas "exigências", por sua vez, baseiam-se na noção completamente fantasiosa que as pessoas têm de si mesmas, o que acontece com muita freqüência, mesmo com pessoas de aparência modesta (...)

Palavras de Gurdjieff, anotadas por seus alunos.


 
Pensamentos - publicado às 12:01 AM Sem comentários
MATRIX: O SOBRETUDO
qua, 21 de maio, 2003
 


Note que na primeira metade de Matrix 1 Neo não usa o famoso sobretudo. Quem o usa é Morpheus, que, como um mestre, ensina Neo a se adaptar à sua nova realidade. Quando Neo assume as rédeas do destino e decide ir salvar Morpheus, se apresenta com o sobretudo, o manto sacerdotal, que visualmente representa o mestre. Aí então ele passa a ser o THE ONE, embora ele mesmo ainda não saiba disso. Mas, neste mesmo momento, surge o equilíbrio: Trinity (Shakti, a energia feminina) diz que é a comandante e baixa do fogo de Neo (Shiva, a energia masculina) que queria ir sozinho.

Dentro do prédio eles chegam juntos e se separam, cada um para um extremo, para fazerem sua performance (matança) e voltarem a se encontrar mais na frente, assim como os canais de energia (Ida e Pingala) percorrem em arco os extremos do tórax para se encontrarem nos chakras (como representado no caduceu de Hermes).

Procurando informações detalhadas sobre essas energias me deparei com um trecho do Jornal Infinito que sem querer praticamente descreve a cena do tiroteio, de forma poética: "Shiva e Shakti, a energia masculina e feminina, dançam no corpo do homem e na sua mente quase toda a existência,criando e destruindo até encontrar a unidade onde o conflito desaparece".

Maior viagem, né? Eu gostei...

Referência: A Kundalini; O Caduceu e os canais de energia.


 
Cinema - publicado às 12:01 AM Sem comentários
VIBRAÇÃO
seg, 19 de maio, 2003
 


Uma visita ao Siddha Yoga me trouxe uma importante contribuição no combate a energias densas (que chamamos de "negativas"). Lá eu vi que, ao aplicarem o defumador no ambiente, uma pessoa ia atrás tocando um sininho estridente. Questionei-me o porquê daquilo (sempre me questiono do porquê de tudo) e imediatamente os céus se abriram e uma carruagem de fogo... (ops, relato errado) digo, imediatamente ouvi "alta freqüência". CLARO!
Nada melhor pra dissipar as formas pensamento de baixa vibração que uma alta vibração. Do mesmo jeito que o ultrasom (mesmo que som de alta freqüência) é usado pra quebrar pedras nos rins, é usada nos rituais para desagregar as energias grosseiras que compõem os pensamentos desajustados.

Percebi que o mesmo processo é usado em reuniões espíritas, onde as entidades batem palmas, gritam, fazem alguma coisa em alta freqüência que acaba parecendo que o médium é que quer chamar a atenção... Mas não é nada disso (culpa do radicalismo da doutrina espírita de não permitir "muletas", como velas, incenso ou qualquer outra coisa que faça a pessoa se apegar a um ritual formal).

Temos também os sinos da igreja católica, o órgão usado pelos presbiterianos, o gongo Tibetano usado pelos budistas, o tradicional "prato" chinês (que nos filmes é sempre atingido com uma porrada de um fortão chinês careca e com cara de mau) e, se formos olhar, quase todos os cultos religiosos dão um jeito de colocar música antes, no meio, ou depois dos "trabalhos".

Isso é uma coisa que já fazia inconscientemente, já que sempre ajusto o equalizador do carro pra valorizar os sons agudos, e o meu tipo de rock pesado preferido é basicamente com guitarras. Getsemane, do Nightwish, Guns n' Roses - You could be mine e Thunder Cross - Battles of battleships (altamente recomendado!) são os meus favoritos pra espantar qualquer pensamento negativo ou tristeza!!!


 
Hinduísmo - publicado às 12:01 AM Sem comentários
TESOUROS
dom, 18 de maio, 2003
 


- Aqui está seu broche, Pippin - disse Aragorn - Guardei-o a salvo, pois é um objeto muito precioso.
- Eu sei - disse Pippin - Foi um sofrimento separar-me dele; mas que mais eu poderia fazer?
- Nada mais - respondeu Aragorn - Alguém que, numa necessidade, não consegue jogar fora um tesouro está acorrentado. Você fez a coisa certa.
(J. R. R. Tolkien; As Duas torres)


"Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui. E propôs-lhe uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produzira com abundância. E ele argumentava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos.
E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga.
Mas Deus lhe disse: Louco! Esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?
Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus."
(Lucas 12:15-21)


 
Pensamentos - publicado às 12:01 AM Sem comentários
DISCERNIMENTO
sex, 16 de maio, 2003
 


Essa é de Luis Levy, da voadores:

1. É mais fácil ser corajoso do que ter compaixão.
2. É mais fácil ter origem nobre (sangue azul) do que ter um CORAÇÃO nobre.
3. É mais fácil ganhar batalhas em campo aberto do que vencer a luta entre Ego e Self.
4. É mais fácil ter "certezas absolutas" e dogmas do que redefinir o tempo todo a sua realidade.
5. É mais fácil procurar o sexo oposto em múltiplas e superficiais experiências do que viver UMA delas de forma plena.
6. É mais fácil dispor da LEALDADE por obrigação hierárquica do que inspirar essa lealdade sem violência.
7. É mais fácil empunhar a espada do que ser carinhoso.
8. É mais fácil sair do corpo do que agir com Ética e Responsabilidade.
9. É mais fácil fugir das pessoas e ser um Eremita amargo do que aprender JUNTO com elas.
10. É mais fácil viver a fantasia das aparências do que desafiar esse "Grande Esquema das Coisas".


 
Pensamentos - publicado às 12:02 AM 2 comentários
O NÃO-EU
 


Tenho mestres, porque não tenho um mestre. Tenho caminhos, porque não tenho um caminho. Tenho o infinito, porque não sou finito. Não chegarei a lugar algum, porque não tenho por objetivo um lugar.
Esse sou eu: o não-eu.


 
Pensamentos - publicado às 12:01 AM Sem comentários
A BARCA VAZIA
qui, 15 de maio, 2003
 


"Imaginai uma barca quadrada que atravessa um rio.
Uma barca vazia choca-se com ela e seus marinheiros perguntam-se:
- O que foi isso? Ora, realmente nada, apenas uma barca vazia!
Mas, se houver um homem na barca, eles, homens de espírito egoísta e mesquinho, o insultarão e gritarão para que recolha a barca. Se esse homem não os ouvir, na segunda vez poderão surrá-lo ou mesmo matá-lo.
Em resumo, uma barca vazia não excita a cólera; ela só a provoca quando está ocupada.
Dessa forma, quem poderá fazer mal a quem tiver se esvaziado de seu EU"?
(Chuang Tzu)


 
Taoísmo - publicado às 12:02 AM Sem comentários
O GALO DE BRIGA
 


Em homenagem ao senhor S. Lot ;)

"Ki Siao-Tzu adestrava um galo de briga para o rei de Tcheou.
Dez dias depois, o rei pergunta:
- O galo está pronto para a briga?
O outro responde:
- Ainda não, ele é vaidoso e arrogante.
Dez dias se passam, o rei repete a pergunta e o outro lhe diz:
- Ainda não, ele reage a cada sombra ou ruído, a cada provocação.
Depois de mais dez dias, o rei ainda insiste na pergunta.
- Nada ainda. Ele ainda tem o olhar muito irritado e um ar de triunfo.
Passa-se um novo período e o rei, reiterando seu interesse em saber se o galo estava pronto para a briga, recebe a seguinte resposta de Ki Siao-Tzu:
- Ele está quase pronto! Quando os outros galos cantam, isso não o incomoda em nada. Quando se olha para ele, parece que se vê um galo de madeira. Sua força interior (Chi) é perfeita.
Os outros galos não ousavam aproximar-se dele. Ao contrário, desviavam-se e afastavam-se dele."
(Lieh Tzu)


 
Taoísmo - publicado às 12:01 AM 2 comentários
OSHO: VOCÊ É RESPONSÁVEL
qua, 14 de maio, 2003
 


A mente ordinária sempre lança a responsabilidade em outro alguém. É sempre o outro que está lhe fazendo sofrer. Sua esposa está lhe causando sofrimento, seu marido está lhe fazendo sofrer, seus pais estão lhe fazendo sofrer, ou o destino, karma, Deus... Dê o nome que quiser!

As pessoas têm milhões de maneiras de se esquivar da responsabilidade. Mas no momento que você diz que outra pessoa - X,Y,Z - está lhe causando sofrimento, assim você não pode fazer nada para mudar isso. O que você pode fazer?

Afinal, como é que você pode ser feliz numa sociedade pobre? E como você pode ser feliz numa sociedade que é dominada pelos capitalistas? Ou como você pode ser feliz com uma sociedade que não lhe permite liberdade?
Desculpas e mais desculpas - desculpas apenas evitam um insight que "Sou responsável por mim mesmo. Ninguém mais é responsável por mim; O que quer que eu seja, sou minha própria criação". Esse é o significado do sutra.

Conduza toda a culpa para um. E esse um é você.

Uma vez que esse insight se estabelece:
Sou responsável por minha vida; por todo meu sofrimento, pela minha dor, por tudo que aconteceu comigo e está acontecendo a mim - Eu escolhi esse caminho; essas são as sementes que eu semeei e agora estou colhendo a safra; sou responsável - uma vez que esse insight se torna um entendimento natural em você, então tudo mais é simples. Assim a vida começa a dar uma nova reviravolta. Começa a se mover numa nova dimensão. Porque uma vez que sei que sou responsável, também sei que posso abandonar isso a qualquer momento que decida fazê-lo. Ninguém pode me impedir de abandonar isso. Pode alguém lhe impedir abandonar sua miséria, de transformar sua miséria em felicidade? Ninguém. Mesmo que você esteja na prisão, acorrentado, preso, ninguém pode prender VOCÊ; sua alma ainda permanece livre. É claro, você fica numa situação muito limitada, mas mesmo nessa situação limitada você pode derramar lágrimas de desamparo ou pode cantar uma canção...

Atisha é realmente muito científico. Primeiro ele diz: Tome toda a responsabilidade sobre si mesmo. Segundamente ele diz: Seja grato a todos. Agora que ninguém mais é responsável pela sua miséria exceto você - se a miséria é toda seu próprio fazer, então o que resta?

Seja agradecido com todos.

Porque todo mundo está criando um espaço para você ser transformado - mesmo aqueles que acham que estão lhe obstruindo, mesmo aqueles que você pensa que são seus inimigos. Seus amigos, seus inimigos, boas e más pessoas, circunstâncias favoráveis, circunstâncias desfavoráveis - tudo isso junto está criando o contexto no qual você pode ser transformado e tornar-se um Buddha. Seja agradecido a todos - àqueles que lhe ajudaram, àqueles que lhe obstruíram, àqueles que foram indiferentes. Seja grato a todos, porque todos juntos estão criando o contexto no qual Buddhas nascem, no qual você pode se tornar um Buddha.

Osho; Extraído de: Book of Wisdom, Cap. 5


 
Hinduísmo - publicado às 12:01 AM Sem comentários
OBJETOS VOADORES IDENTIFICÁVEIS
 


Uma coisa muito fácil de confundir com UFOs no céu são os IRIDIUM FLARES. São luzes que riscam o céu por conta do reflexo do sol na superfície lustrosa dos 68 satélites Iridium que orbitam a Terra em baixa altitude.

Dependendo da hora e da localização, ele reflete os raios (geralmente 2 horas depois do pôr-do-sol e 2 horas antes do nascer) e o espetáculo é inesquecível e assustador: uma luz que vai surgindo do nada e cresce, podendo atingir até magnitude -8 (40 vezes mais brilhante que Vênus... pra terem uma idéia, Júpiter tem magnitude -2,5) para depois ir desaparecendo lentamente.

É óbvio que uma pessoa desavisada vai confundir com um OVNI. O melhor de tudo é que a passagem desses satélites (com sua respectiva iluminação) é previsível tanto no dia quanto na hora. Basta entrar neste site (já está com a latitude de Recife. Se você mora em outro canto, clique aqui e coloque o nome da sua cidade). Geralmente tem de 1 a 3 aparições por semana.

Objetos de brilho regular no céu também podem ser satélites ou naves terrestres. São 400 deles visíveis a olho nu, sendo o de maior magnitude a estação espacial russa MIR (magnitude 0) e os ônibus espaciais norte-americanos (que, quando em órbita, podem atingir o brilho de Júpiter). Alguns objetos podem variar a intensidade do brilho por estarem rodando, como os últimos estágios de foguetes.

Agora, que fique claro que esses objetos NÃO mudam de direção, sempre segue uma linha reta, não ficam mudando de cor e padrão de luz (se variar a intensidade, vai ser sempre naquele padrão e velocidade) e não ficam parados no céu. Também não podem aparecer no outro extremo de onde o sol se pôs, pois o planeta Terra causa uma sombra que não permite o reflexo.

Referência: Tudo sobre Iridium Flares;
Programa Orbitron, de identificação de satélites, em português;
Um bom artigo da Revista UFO sobre satélites e como identificá-los


 
Ufologia - publicado às 12:01 AM 3 comentários
CIDADE DAS SOMBRAS
 


Há alguns meses fiz um trabalho pra Universidade comparando o obscuro filme Cidade das Sombras com Matrix. A semelhança é assustadora. O mais intrigante é que Cidade... foi filmado e lançado 1 ano antes de Matrix, e consegue ser muito mais profundo em suas nuances psicológicas (e talvez por isso tenha sido um fracasso de bilheteria). Recomendo a qualquer fã de Matrix que dê uma olhada em Cidade das Sombras, e enquanto isso clique abaixo para dar uma conferida na semelhança entre os dois filmes, a referência visual de Cidade..., que é inspirado no expressionismo Alemão (Metrópolis, Nosferatu, etc) e no fim os outros filmes que Metrópolis nitidamente inspirou (Star Wars, Robocop, etc). Procurei material na internet e encontrei um site francês que também comparava algumas cenas dos dois filmes, então usei-o como ponto de partida e fui acrescentando várias outras cenas.

CIDADE DAS SOMBRAS x MATRIX

 
Cinema - publicado às 12:00 AM 2 comentários
INFLUÊNCIA DAS TREVAS
dom, 11 de maio, 2003
 


"Isengard era um lugar maravilhoso, e fora belo por muito tempo; Mas Saruman lentamente transformou o lugar para seus propósitos mutantes, e o melhorou, na sua opinião; mas se enganava - pois todas as artes e sutis artifícios, pelos quais abandonou sua sabedoria antiga, e que ingenuamente imaginou serem seus, vinham de Mordor; assim tudo o que fez não passou de uma pequena cópia, um modelo infantil ou uma adulação de um escravo, daquela vasta fortaleza, da fornalha de grande poder, Barad-dûr, a Torre Escura, que não tinha rival, e ria da adulação, ganhando tempo, segura de sua adulação e de sua força incomensurável."
(J. R. R. Tolkien; As Duas Torres)

Engraçado... É exatamente assim que a contra-inteligência age no nosso plano. Influenciando mentes, principalmente de pessoas que influenciam muitas outras (artistas, escritores, músicos, cineastas) e até mesmo em menor escala (blogueiros, por que não?). É por isso que deixo sempre visível o recado de Buda pra não acreditar em NADA nem NINGUÉM até que sua consciência e seu coração pesem o conteúdo das informações.

O demônio pode citar as Escrituras para justificar seus fins
(Shakespeare)

Muitas das músicas de caráter duvidoso, filmes, artistas e até mesmo religiosos que influenciaram toda uma geração negativamente foram inspirados por seres desencarnados, cumprindo ordens dos mentores das trevas. O mesmo acontece com alguns ditadores da moda e do comportamento. Existem sempre aqueles que se julgam poderosos, populares, os que fazem e acontecem. Saibam que são apenas bonecos (Sarumans), que foram pegos exatamente pelo orgulho (tudo os seus "feitos" parecem ter sido realizados por ele mesmo e pela sua grande inteligência) atraindo as atenções para si e realizando o trabalho sujo dos grandes mentores das Trevas (que preferem permanecer anônimo, assim como Sauron). Esses "Sarumans" sempre tem seu séqüito de babões, os "línguas-de-cobra", que vivem de forma parasitária, sugando e cedendo energia.

Fica o recado: Não sejam manipuladores, nem se deixem levar pela cabeça dos outros. Cultivem sempre a humildade, que o manterá livre da sintonia com pessoas desequilibradas (encarnadas ou não).

A dúvida moderada é considerada o farol dos sábios
(Shakespeare)

 
Pensamentos - publicado às 12:01 AM 2 comentários
SATAN, O OPOSITOR
 


Estou com meu modem há dois anos. Ele não reconhecia o sinal de linha ocupada e eu tinha de esperar 40 segs. pra ele rediscar automaticamente. Nos dias de semana ele conecta de primeira, mas nos fins de semana eu levava umas 4 horas pra poder conectar. Já havia tentado sanar o problema, sem sucesso, e acabei achando que era defeito do modem mesmo. Eu não ligava muito, porque ficava ouvindo música, lendo livro, ou escrevendo pro blog enquanto ele tentava conectar.

Só que de uns tempos pra cá ele começou a fazer barulhos altos que estavam impedindo que me concentrasse em qualquer coisa. Irritado, em menos de uma hora aprendi (por engenharia reversa) as sintaxes de inicialização do modem e resolvi o problema por tentativa e erro. Agora ele não só não faz barulho como reconhece o sinal de ocupado.

Fiquei pensando sobre isso enquanto almoçava... Se não fosse a irritação que o problema apresentava, provavelmente passaria a vida com o modem desconfigurado. Era um problema que podia ser jogado pra debaixo do tapete, ignorado. Quando se tornou um grande problema, é que o combati. E se não fossem os grandes problemas na vida, será que nós mudaríamos os nossos "defeitos de estimação"? (aqueles que estão conosco por toda a vida, mas que consideramos inofensivos)


Continuar a leitura

 
Pensamentos - publicado às 12:00 AM 3 comentários
PROTEÇÃO ENERGÉTICA
 


Eu bem que tentei me divertir como a maioria das pessoas da minha idade... Tentei ir pra uma festa no Recife antigo. Meu humor esteve ótimo durante todo o dia e estava confiante de que nada estragaria a noite. Levantei minhas defesas energéticas adensando a aura ao meu redor. Mas bastou eu entrar numa certa rua que meus passos foram estranhamente desacelerando até quase parar por completo. Olhei pro chão à procura do que estava dificultando meus passos. Parecia que estava com lama até a altura dos joelhos (mas obviamente não estava). Por sorte lembrei de uma outra proteção energética que uma amiga ensinou e executei-a. Saí dali rapidamente e fui me abrigar no Marco Zero, onde tinha seresta e o clima era totalmente diferente, mas meu humor já estava péssimo. Voltei logo pra casa...

Aliás, essa maldita rua freqüentada por gente nefasta já me trouxe problemas há dois anos. Fui pra uma festa e com pouco tempo dançando fiquei completamente embriagado (sem ter bebido nem uma gota de álcool) com todos os sintomas: enjôo, tontura, dificuldade de raciocinar e até mesmo falar. Fui pra casa não sei como e fiquei prostrado olhando as estrelas, sem coragem de me mexer e pensando um monte de porcarias depressivas que culminaram com a sugestão de pegar a arma daqui de casa e me matar. Foi nesse ponto que percebi que não eram MEUS pensamentos (já que eu nunca tinha pensado em suicídio antes) e aí veio aquele lampejo de sobriedade.

Daí usei a única técnica de defesa que eu sabia até então, que foi adaptada do desenho animado Dragon Ball (eu sei que é ridículo, mas era só o que eu sabia), que consistia em exteriorizar a energia como uma bomba, criando um deslocamento energético de grandes proporções pra todos os lados. A raiva foi tanta que o deslocamento deve ter atingido o raio de 1 km. Na mesma hora fiquei bonzinho! Nem mais um pensamento ruim, nem tontura, nem moleza... Desde então tenho evitado aquele lugar, até ontem (que mania a minha de botar o dedo na tomada pra ver se ainda dá choque...)

Uma dica pra quem é sensível a essas energias é recitar mantras, que são frases ou palavras de poder (vibração é tudo!), e identifique o mantra que mais se adapta a você pra reforçar as defesas. O que mais teve efeito em mim foi "KALKI". Essas coisas que acontecem são causadas pelas energias circundantes, obsessores, freqüência baixa, tudo isso joga a pessoa lá pra baixo, a faz ficar tonta, embriagada, etc. É preciso então cortar a afinidade com a vibração do ambiente pensando em algo elevado, e imaginando uma luz ao redor do seu corpo.


 
Metafísica - publicado às 12:00 AM 3 comentários
GANESHA
sáb, 10 de maio, 2003
 




Ganesha é o removedor dos obstáculos, filho de Shiva e Párvati. A lenda sobre a sua origem nos conta o Prof. Wagner Borges, do Instituto de Pesquisas Projeciológicas:

Dizem que o Sr. Shiva saiu para um retiro nos Himalaias e pediu ao seu filho Ganesha para tomar conta da casa. Pediu que ele não deixasse ninguém entrar durante sua ausência. A seguir, ele voou e foi praticar suas austeridades (em sânscrito, tapas) no topo do mundo. Ocorre que suas disciplinas espirituais prolongaram-se demasiadamente e ele permaneceu nas montanhas sagradas por mil anos.

Quando ele voltou para casa, estava barbudo e com um aspecto um tanto quanto severo. Na porta, tomando conta da residência, estava Ganesha. Ele não reconheceu o pai e barrou sua entrada. Os dois discutiram muito, pois Shiva dizia que era seu pai e Ganesha argumentava que seu pai não tinha barba e o tinha alertado de que um demônio disfarçado tentaria passar por ali disfarçado. Os dois entraram em um combate de proporções energéticas incríveis. No decorrer da luta, Shiva levou a melhor e subjugou seu filho. Com raiva, cortou a cabeça do menino e jogou o corpo no mato.

A seguir, foi fazer a barba, tomar um banho e descansar da longa viagem. Quando sua esposa, Párvati, chegou e percebeu a bagunça na entrada da casa e não viu o filho de plantão, logo percebeu que algo terrível havia acontecido. Daí, Shiva disse-lhe o que tinha acontecido. Ela ficou furiosa e ameaçou separar-se dele (sabe como é, fazer uma grevezinha, hehehehe...) caso ele não trouxesse o filho de volta à vida. Temeroso de perder sua consorte divina, a rainha da formosura e da alegria, ele disse-lhe: "Está bem, vou trazê-lo de volta, mas se o seu corpo ainda estiver em boas condições, a cabeça já era, pois um chacal da floresta devorou-a ainda agora. Sei disso porque o meu olho espiritual a tudo vê. O que posso fazer é energizar o cadáver e colocar uma outra cabeça no lugar. Entrarei na floresta e deceparei a cabeça do primeiro animal que eu encontrar. Colocarei sua cabeça no corpo do menino e farei com que o seu corpo espiritual entre na carne novamente. Ele viverá no plano físico mais uma vez, mas com a cabeça de um animal."

Shiva entrou na floresta e o primeiro animal que ele encontrou foi justamente o elefante. Cortou a cabeça do paquiderme, colou-a no corpo e fez o espírito entrar nele. Daí, a figura do Ganesha passou a ser a do menino com cabeça de elefante. Baseados nisso, os hindus reverenciam a Ganesha como o divino protetor das casas e removedor dos obstáculos.

Se ele não deixou nem o pai entrar, com certeza não deixará nada pernicioso entrar na casa do devoto.

A outra lenda, mais suave, mas sem a intensidade da primeira, conta que Ganesha era um menino muito bonito. Sua beleza era tão mágica e sua presença tão doce, que as pessoas não prestavam atenção na sua sabedoria e nem escutavam seus ensinamentos. Ficavam cativadas pela sua beleza sobrenatural.
Para evitar isso, Shiva cortou sua cabeça e colocou a do elefante no lugar. Dessa forma, todos os que se aproximassem dele seriam libertados por sua sabedoria e não ficariam encantados pela aparência sedutora, mas ilusória. Quem buscasse seu concurso seria pelo objetivo do crescimento espiritual e não mais pelas firulas da vaidade.

As duas lendas revelam lições de sabedoria espiritual e são bem interessantes.

Fonte: Divindade Elefantóide


 
Hinduísmo - publicado às 12:01 AM Sem comentários
NECESSÁRIO DESPERTAR
 


Isso foi escrito para espíritas, mas vale pra qualquer buscador da verdade, portanto fiz algumas simplificações no texto para facilitar a compreensão:

Inúmeros candidatos ao conhecimento das informações espíritas - portadoras dos relevantes mecanismos para a reforma íntima - detêm-se, inconseqüentes, na expectativa de milagres (que não existem) para a solução de problemas que eles próprios criaram e continuam gerando, ou esperam que a simples adesão formal a uma Sociedade, onde se divulga o Espiritismo, seja suficiente para resolvê-los.

Fixados ao atavismo do maravilhoso e do sobrenatural, perseveram na crença leviana de que os Espíritos desencarnados tudo sabem, tudo podem, com a missão expressa de resolver as dificuldades humanas, desse modo, candidatando as criaturas à ignorância e ao atraso.

Acostumados às notícias extravagantes do misticismo que envolve a mediunidade e dos tabus em torno das comunicações espirituais, negam-se ao estudo sério, ou tentam-no, logo o abandonando, apoiados às bengalas psicológicas do comodismo de que lhes parece difícil a absorção do conhecimento espiritual, seja pela impossibilidade de manter a atenção, ou por deficiência de memória, ou ainda por perturbações de vária ordem, que afligem, adormecem, incomodam. A argumentação simplista não procede, porque também em outras áreas do comportamento (trabalho, pesquisas e cursos), se não houver um sincero interesse e legítima dedicação, ocorrem os mesmos fenômenos perturbadores, desestimulantes.


Continuar a leitura

 
Espiritismo, Internacional - publicado às 12:01 AM Sem comentários
EXPANSÃO E CONTRAÇÃO
 


Assim como o mar tem seu ciclo de expansão e contração, devemos saber dosar nossos estudos também.

No meu caso expandi meu campo de estudos para todas as áreas místicas/religiosas/filosóficas) possíveis. Fragmentei minha mente, na tentativa de buscar a Unidade. Agora devo recolher-me ao meu cérebro para processar todas essas informações.

Um dos efeitos colaterais de tudo isso foi o começo da aniquilação do ego. Sinceramente, já não sei mais quem eu sou. Sinto-me como se fosse todos e não fosse ninguém. Isso foi buscado propositalmente, mas esqueci de fazer minhas bases em terreno sólido. Ainda sou imperfeito, e pela lei de afinidade... Bem, digamos que é perigoso ficar com a cabeça nas nuvens e descuidar da sua vida material. Por isso que o Cabalista tem a obrigação de ter uma família, filhos, uma boa estrutura montada pra ancorá-lo aqui na Terra. Não sou Cabalista, mas aconteceu de eu querer ir embora antes do tempo (hehehe). Felizmente tive a bênção de ser liberto de um peso energético que eu mesmo atraí. Agora pretendo não atraí-lo novamente jamais, e, para isso preciso buscar meu centro, me tornar minha própria fortaleza.


Continuar a leitura

 
Hinduísmo, Pensamentos - publicado às 12:00 AM 1 comentário
INSTRUMENTOS MEDIÚNICOS
sáb, 3 de maio, 2003
 


Vejam o exemplo de Hitler: Ele era vegetariano, pintor e amante das artes, detestava que fumassem perto dele. Era um médium perfeito, livre de qualquer barreira química que impedisse a comunicação com os outros planos. Seu imenso magnetismo conquistava multidões, e falava como que em transe, possuído por um poder e encanto que não tinha normalmente.

Acreditava ser o veículo de uma revelação: "o veículo do espírito de meu povo" - dizia - "uma ponte entre o mundo dos sentidos e o mundo do espírito".

Agora vejam Chico Xavier: franzino, ainda gostava de um bifezinho no almoço, vivia levando bronca de seu mentor espiritual, tinha imagem de Nossa Senhora no quarto, nunca se gabou de suas faculdades mediúnicas e se considerava a menor das formiguinhas a serviço do Senhor.

Hitler era o perfeito instrumento para o mal. Chico era o perfeito instrumento para o bem. O que os difere? O exterior ou o interior?

O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.
(Mateus 15:11)

Se o demônio existisse mesmo, ele seria como o do filme "Advogado do Diabo". Um cara fino, culto, inteligente, encantador, persuasivo e contido. Claro! Inclusive já conheci alguns assim que não valem o que o gato enterra. São os mais perigosos.

Daí você tira o quanto esses satanistas de Shopping Center são ridículos. Bebem, se drogam, acabam com seu corpo físico e espiritual. São idiotas, recipientes para entidades desencarnadas curtirem os seus vícios por tabela. Não são nada mais do que bucha de canhão; soldados da linha de frente; rookies...

Recomendo este artigo sobre a história do ocultismo de Hitler e sua mediunidade a serviço do mal.


 
Espiritismo - publicado às 12:02 AM Sem comentários
CAUSOS DO ALÉM-TÚMULO (parte 1)
 


Vou falar de algumas experiências com as "almas de outro mundo". É um assunto que sempre me fascinou, e adorava ouvir "causos" de alma penada ao redor de uma fogueira ou durante os encontros de família (tanto é que até hoje morro de medo de ver espíritos). Mas esses "causos" servem pra mostrar que não existe morte, que a comunicação com os espíritos é uma coisa natural (desde que os dois lados se respeitem) e que ninguém vira anjo só porque morreu. Seria legal se os leitores também contassem seus "causos".

Mas começarei pela primeira experiência mediúnica de Divaldo Pereira Franco, um dos maiores expoentes do espiritismo no Brasil:

Quando eu tinha quatro anos e meio - sendo o 13º filho de uma família muito modesta - estava brincando em minha casa, na cidade de Feira de Santana, na Bahia, onde nasci, e chegou uma senhora, me chamando pelo nome de família: Di, eu quero falar com Ana. Então eu gritei para minha mãe, que se chamava Ana: Mãe, aqui tem uma mulher que quer falar com a senhora. Minha mãe veio correndo. Quando ela chegou, não viu a pessoa a quem eu me referia. Disse: Menino, não me tire do trabalho, e voltou. A senhora voltou a me dirigir a palavra: Di, eu sou sua avó. Diga a Ana que eu quero falar com ela, eu sou Maria Senhorinha. Voltei até minha mãe: Ela está dizendo que é Maria Senhorinha, minha avó. Minha mãe veio como uma bala, porque ela não havia conhecido a própria mãe. Quando nasceu, minha avó morreu de infecção. E ela nunca havia pronunciado o nome da mãe, porque fora criada por uma irmã, a quem nós consideramos ser a mãe dela. E eu não sabia também o que era avó, porque quando eu nasci os meus quatro avós já estavam mortos...

Entrevistas com Divaldo:
Revista de Espiritismo; Consciência Espírita


 
Espiritismo - publicado às 12:01 AM 3 comentários
OSHO: ZEN, SEXO E SAÚDE
 


Zen não possui nenhum sistema de crenças sobre coisa alguma, e isso também inclui o sexo - Zen não diz nada sobre isso. O Tantra tem uma atitude sobre o sexo. A razão? - o Tantra tenta reparar o que a sociedade fez. Tantra é medicinal. A sociedade reprimiu o sexo, Tantra chega como um remédio para ajudá-lo a recuperar o equilíbrio. Vocês se inclinaram demasiadamente para a esquerda; Tantra vem e os auxilia a inclinar para a direita. E para recuperar o equilíbrio, às vezes vocês têm que tender demais para a direita, só assim o equilíbrio é restaurado.

Por isso o Tantra enfatiza tanto o sexo. As assim chamadas religiões dizem que sexo é pecado e o Tantra diz que sexo é o único fenômeno sagrado. Tantra é o remédio. Zen não é um remédio. Zen é o estado quando a doença desaparece; e, é claro, com a doença, também o remédio. Uma vez que você fica curado de sua doença você não precisa continuar carregando a receita médica, o frasco e o remédio com você. Você joga tudo fora. Vai tudo para a lixeira.

A sociedade ordinária é contra o sexo; Tantra chega para ajudar a humanidade, para dar o sexo de volta a humanidade. E quando o sexo for devolvido, então surge o Zen. O Zen não tem nenhuma atitude.

Zen é saúde pura.

Texto de Osho, extraído de: The Diamond Sutra


 
Budismo, Hinduísmo - publicado às 12:01 AM 5 comentários
PROVAS KÁRMICAS
 


É comum achar-se o máximo uma vez que você entra por esses caminhos esotéricos. A tentação de manipular a matéria e a mente,como os Jedis, existe. É fácil ser atraído pro "lado negro". Por isso recomendo cuidado a quem consulta este blog com freqüência.

Você não é o seu trabalho;
Você não é o quanto tem no banco;
Você não é o conteúdo da sua carteira;
Você não é o seu uniforme;
Você não é um lindo floco de neve.

(Tyler Durden; Clube da Luta)

Quanto mais alto você sobe, maior a queda. Não fique se achando "a bala que matou o Kennedy" só porque teve um Samadhi ou porque resolveu uma situação manipulando as energias do ambiente (ou dos outros, subjugando-os). Pode ficar certo de que seus Guias espirituais e o seu EU superior irão cobrar cada uso que você fez dos seus conhecimentos adquiridos. A partir do momento que você conhece a Lei do Karma, fica mais fácil livrar-se de Karmas - que deveriam ser pagos de forma dolorosa - transmutando-os com ação correta e fraternal em prol de quem você prejudicou no passado. Mas também a Lei do Retorno fica mais rígida para quem a conhece. Quem peca pela ignorância ainda tem ajuda pra pagar sua dívida. Quem erra conscientemente se lasca todo! Ter humildade é fundamental pra reconhecer que nós somos a escória do universo em termos de evolução espiritual, digamos assim...


Continuar a leitura

 
Metafísica - publicado às 12:00 AM 2 comentários
TAO: CÉU E TERRA
qui, 1 de maio, 2003
 


(Lao Tsé; Tao Te Ching - verso 22)

Falar pouco é natural.
Um forte vento não pode durar um dia inteiro.
Um aguaceiro não dura todo um dia.
De onde provêm estas coisas senão do Céu e da Terra?
Se o Céu e a Terra não podem fazer coisas permanentes, muito menos poderá o homem.
Quem segue o caminho do Tao se identifica com o Tao
Quem pratica a Virtude se identifica com a Virtude.
Quem adere aos defeitos se identifica com os defeitos.
Quem se identifica com o Tao será acolhido pelo Tao.
Quem se identifica com a Virtude será acolhido pela Virtude.
Quem se identifica com os defeitos será acolhido pelos defeitos.
Quem carece de Fé não poderá exigi-la dos demais.
Tao Te King - Albe Pavese (Ed. Madras)

Comentários de Huberto Rohden:
Aqui é enunciado o antiqüíssimo princípio hermético: o homem só pode receber algo na medida em que ele dá. O receber na vertical é diretamente proporcional ao dar na horizontal. A receptividade é proporcional a datividade. O segredo de enriquecer não está no receber, mas sim no dar. As águas da Fonte Cósmica só enchem os canais humanos na medida que estes se esvaziarem.

Comentários de Acid:
A quem nada pede e FAZ muito será dado. O segredo é estar receptivo ao trabalho, fazê-lo de bom grado, com o coração limpo. O "não saiba tua mão esquerda o que a tua direita faz" é isso: estar fazendo algo porque se gosta, e não por interesse (seja qual for). Quando você anda na linha (No Dharma, no Zuvuya, no fluxo do universo) recebe ajuda de todas as partes. É como sintetizou Paulo Coelho: "Quando você quer uma coisa, todo o universo conspira para que você realize o seu desejo". Mas isso é pra quem está sintonizado com o universo. Não se usa esse "poder" para coisas mesquinhas.


 
Taoísmo - publicado às 1:01 AM 3 comentários